• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.6.2020.tde-25032020-123229
Documento
Autor
Nome completo
Milton dos Santos Freitas
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2001
Orientador
Banca examinadora
Laurenti, Ruy (Presidente)
Baldacci, Evandro Roberto
Flores, Luis Patricio Ortiz
Gotlieb, Sabina Lea Davidson
Jorge, Maria Helena Prado de Mello
Título em português
A mortalidade infantil no município de Rio Branco, Acre
Palavras-chave em português
Causa Básica de Morte
Mortalidade Infantil
Sistemas de Informação
Resumo em português
Um estudo sobre a mortalidade infantil em Rio Branco, Acre, foi realizado a partir da coorte de nascidos vivos do ano de 1997, filhos de mães residentes e cujos partos tenham ocorrido dentro do próprio Município. Os principais objetivos do estudo visaram descrever a coorte de nascidos vivos segundo as principais variáveis constantes da Declaração de Nascido Vivo, bem como a descrição dos óbitos de menores de um ano oriundos dessa coorte, segundo o sexo, a idade ao morrer e as principais causas de morte. Foram ainda analisadas, do ponto de vista estatístico, quais das variáveis constantes da Declaração estariam atuando como fator de risco para a mortalidade infantil. Com relação aos nascidos vivos observou-se uma elevada ocorrência de partos hospitalares, de cerca de 99,00%, sendo que 73,26% deles por via natural, além de uma supremacia de nascimentos do sexo masculino sobre o feminino. O percentual de peso baixo ao nascer ficou próximo aos 7,50% do total de nascimentos. No tocante aos óbitos notou-se prevalência maior entre os meninos, tendo a maioria deles ocorrido no período neonatal precoce, que atingiu 53,95% do total dos óbitos. Dentre as causas básicas selecionadas observou-se com relação aos óbitos neonatais uma predominância das causas perinatais, seguidas pelas anomalias congênitas e pelas afecções de natureza infecciosa, sendo que para o período pós-neonatal prevaleceram as infecções. A análise dos fatores de risco revelou associações estatisticamente significativas entre o óbito e o peso ao nascer, a duração da gestação, o tipo de gestação, a condição da gestação, o número de consultas de pré-natal, a escolaridade materna e o sexo, sendo que as associações com o tipo de parto, a paridade e a idade materna; não foram estatisticamente significativas.
Título em inglês
Not available
Palavras-chave em inglês
Not available
Resumo em inglês
A study on infant mortality in Rio Branco Acre- Brasil was done with the live childbirths of 1997, with residing mothers whose childbirths took place within the city's limits. The main goals of the research were to cover the cohort of living childbirths, according to the constant variables of the living childbirths declaration, as well as the drawing up of the minor's deaths as of one year old from this cohort, according to sex, death age and main causes of death. Further studies, from a statistic point of view, covered wich of the constant variables of the declaration would be acting as a risk factor to infant mortality. Concerning living childbirths, a high rate of hospital deliveries was observed, about 99.00%, with 73.26% for natural birth rate and a supremacy of male births over female births. Low weight percentage at birth was around 7.50% on total births. Concerning deaths, a higher figure among male children was noted. Most of them having ocurred in the precocious neonatal period, reaching 53.95% on total deaths. Among the basic causes selected, perinatal causes predominated among the neonatal deaths, followed by congenital anomalies and by natural infections: for the post-neonatal period, the infections prevailed. The study of risks factors showed associations statistically significative between death and weight at birth, pregnancy duration, type of pregnancy, condition of pregnancy, number of prenatal visits, mathernal schooling and sex. Associations with type of delivery, parity and mathernal age were not statistically significative.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-03-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.