• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.6.2017.tde-16062017-141530
Documento
Autor
Nome completo
Ana Maria Maniero Moreira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Günther, Wanda Maria Risso (Presidente)
Bringhenti, Jacqueline Rogeria
Mendes, Rene
Rodrigues, Angela Cassia
Siqueira, Carlos Eduardo Gomes
Título em português
Riscos e agravos à saúde do trabalhador em centrais de triagem de materiais recicláveis
Palavras-chave em português
Acidentes
Catador
Central de Triagem
Doenças Relacionadas ao Trabalho
Reciclagem
Riscos Ocupacionais
Resumo em português
Nos últimos anos, importantes riscos ocupacionais em centrais de triagem de materiais recicláveis têm sido apontados na literatura nacional e internacional. Grande parte desses riscos é creditada à baixa qualidade da segregação realizada pela população, resultando no encaminhamento de resíduos sujos para a coleta seletiva de recicláveis. Danos à saúde e segurança dos trabalhadores que manipulam esses materiais podem surgir se as condições estruturais, tecnologias empregadas, organização do trabalho e medidas de prevenção necessárias não forem adequadamente gerenciadas. Objetivos: identificar os fatores de risco ocupacional em duas centrais de triagem do município de São Paulo; quantificar lesões e doenças ocorridas antes e durante o período do estudo; correlacionar os fatores de risco com as lesões e doenças identificadas e recomendar ações para minimizar os danos à saúde desses trabalhadores. Metodologia: trata-se de estudo de caso múltiplo, exploratório, com abordagem quanti-qualitativa. Iniciado com revisão sistematizada da literatura, focou a saúde dos catadores de recicláveis, contemplando duas bases de dados bibliográficas em ciências da saúde: PubMed e LILACS. Duas centrais de triagem foram selecionadas para o estudo após levantamento preliminar da situação em cinco cooperativas participantes do Programa de Coleta Seletiva do Município de São Paulo. O estudo qualitativo incorporou dados obtidos por meio de observações e medições in loco, revisão de documentos e grupos focais com catadores. Os dados quantitativos foram levantados mediante aplicação de questionário e avaliação clínica individualizada dos 83 participantes de ambas cooperativas. As informações obtidas foram integradas, analisadas e comparadas com outros estudos sobre centrais de triagem de recicláveis brasileiras e estrangeiras. Resultados: poucas melhorias nas condições de trabalho foram conquistadas pelos catadores cooperativados que atuam em centrais de triagem de recicláveis, se comparados aos catadores de lixões e das ruas. Os níveis de produtividade são baixos, assim como a consequente remuneração. Não possuem capacidade técnica para sustentar o empreendimento tanto no âmbito gerencial, organizacional ou operacional. Medidas para a promoção da saúde, prevenção de acidentes e doenças são pontuais e mínimas. Diversos fatores de risco (físico, químico, biológico, mecânico, de acidentes, ergonômico e psicossocial) foram identificados e correlacionados com doenças e acidentes revelados pelos participantes. As manifestações clínicas mais frequentes foram: dores musculoesqueléticas (77 por cento ), lesões no corpo (48 por cento ) e problemas respiratórios (43 por cento ). Cortes ou perfurações foram relatados por 69 por cento dos participantes. Conclusão: algumas atitudes inéditas e práticas operacionais arriscadas foram reveladas e, seguramente, demandam intervenções indispensáveis e imediatas. Os desfechos deste estudo são importantes para suscitar reflexões, ampliar discussões e poderão contribuir para a tomada de decisão em diversas esferas de gestão (saúde, previdência, trabalho e ambiente), assim como servir aos interesses e necessidades dos trabalhadores e da sociedade.
Título em inglês
Risks and health hazards of workers in recycling sorting centers
Palavras-chave em inglês
Accidents
Occupational Hazards
Recycling
Sorting Facility
Waste Pickers
Work-related Diseases
Resumo em inglês
In recent years, the presence of noticeable occupational hazards in recycling sorting facilities has been pointed out in national and international literature. Most of these risks are credited to the poor quality of the separation carried out by the population, resulting in the sending of dirty and hazardous waste for the selective collection of recyclables. Damage to the health and safety of workers who handle such materials may arise if the structural conditions, technologies, work's organizations and preventive measures adopted are not properly managed. Objectives: identify the occupational risk factors in two sorting facilities in the city of São Paulo; quantify injuries and diseases which had occurred before and during the study period; correlate risk factors with the injuries and diseases identified and recommend actions to minimize the damages to these workers' health. Methodology: it is a multiple case study, exploratory, with quantitative-qualitative approach. It was initiated with a systematized review of the literature, focused on the health of recyclable waste pickers, covering two bibliographic databases in health science: PubMed and LILACS. Two sorting facilities were selected for this study after a preliminary survey of the situation in five cooperatives associated with the Selective Collection Program of the Municipality of São Paulo. The qualitative study incorporated data obtained through in situ observations and measurements, review of documents and focus groups with waste pickers. The quantitative data was collected through the application of a questionnaire and individualized clinical evaluation of the 83 participants of both cooperatives. Data obtained was integrated, analyzed and compared with other studies in Brazilian and foreign sorting facilities. Results: few improvements in working conditions were achieved by cooperative waste pickers working in recyclable sorting facilities compared to those acting in open dumps or streets. The level of productivity is low, as well as the consequent wages. They do not have the necessary background to give support in management, organization, or operations. Measures to promote health, prevention of accidents or diseases are punctual and minimal. Several risk factors (physical, chemical, biological, mechanical, accidental, ergonomic and psychosocial) were identified and correlated with diseases and accidents revealed by participants. The most frequent clinical manifestations were: musculoskeletal pain (77 per cent ), body injuries (48 per cent ) and respiratory problems (43 per cent ). Cuts or perforations were reported by 69 per cent of the participants. Conclusion: some previously unknown and unexpected attitudes and risky operational practices have been revealed and certainly require immediate and indispensable interventions. The outcomes of this study are important in order to stimulate reflection, broaden discussions and contribute to decision-making in various spheres of management (health, welfare, work and environment), as well as serving to the interests and needs of workers and society.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-08-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.