• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.6.2020.tde-06042020-135949
Documento
Autor
Nome completo
Lucia Baldassi
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1998
Orientador
Banca examinadora
Iaria, Sebastião Timo (Presidente)
Barbosa, Maria Luisa
Germano, Pedro Manuel Leal
Lopes, Carlos Alberto de Magalhães
Portugal, Manuel Alberto da Silva Castro
Título em português
Verificação da toxigenicidade de cepas de Clostridium perfringens isoladas de material de origem bovina e sua tipificação pelo ensaio imunoenzimático e eletroforese corada para esterase
Palavras-chave em português
Bactérias Aeróbicas
Bacteriologia
Bovinos
Resumo em português
Cento e oitenta e sete amostras de diferentes tecidos provenientes de 71 bovinos, oriundos de vários Estados do país, foram processados para isolamento de microrganismos anaeróbios, sendo de cada uma delas isolada pelo menos uma cepa, caracterizada como Clostridium spp. Destas, 144 foram identificadas bioquimicamente como C. perfringens selecionando-se, aleatoriamente, 89 delas com o intuito de classificá-las segundo os tipos. As 89 cepas foram assim constituídas: fígado 32, conteúdo intestinal 19, rim 14, rúmen 6, sistema nervoso central 5, medula de osso metatarsiano 4, mama 2, sangue 2, baço 2, pulmão 2 e músculo 1. Estas cepas e as padrão ATCC tipos A, B, C e D foram cultivadas em meios apropriados, seus cultivos submetidos à centrifugação e os sobrenadantes e sedimentos separados. A partir dos sobrenadantes foi efetuado o teste de toxigenicidade para camundongos e a extração de exopolissacarídeos. Nestes exopolissacarídeos foram determinadas as concentrações de proteínas e carboidratos e também realizados testes de toxigenicidade para camundongos. Com os sedimentos foi realizada a eletroforese corada para esterase e o ensaio imunoenzimático (ELISA), ambos para tipificação das cepas em relação às padrão. As quatro cepas padrão e 10 das isoladas, em suas formas original e após a exaltação da virulência em cobaias, foram também submetidas a eletroforese corada para esterase. Os resultados mostraram que a maioria das cepas, 51 (57,3%), era toxigênica, portanto potencialmente patogênicas; que diferentes órgãos apresentaram cepas com toxigenicidade variável e a predominância do tipo A tanto pelo teste de ELISA (40,4%) quanto pela eletroforese (48,3%), seguido pelo D (33,7% e 22,5%, respectivamente). A toxigenicidade dos extratos de exopolissacarídeos só foi observada quando os níveis de proteína estavam em 0,04 mg/mL e os de carboidrato entre 0,31 a 0,59 mg/mL, tendo sido observada identidade nas cepas toxigênicas determinadas nos sobrenadantes de cultivo e nestes extratos. A eletroforese em relação à sorologia mostrou-se um bom método de classificação, uma vez que estes apresentaram, respectivamente, 94,4% e 86,4% de definição nos resultados. Ressalta-se a ocorrência de 39,3% de identidade nos resultados obtidos nestas duas provas o que permite sugerir o emprego de mais um teste na classificação de C. perfringens. Das cepas cuja virulência foi exaltada, 2 mostraram, em eletroforese corada para esterase, variação no número de bandas, apresentando porém a mesma mobilidade relativa.
Título em inglês
Not available
Palavras-chave em inglês
Not available
Resumo em inglês
One hundred eighty seven clinical samples of 71 bovine, originated from many states of Brazil, were processed for anaerobes with the isolation of, at least one strains of Clostridium spp. From those, 144 were biochemically identified as C. perfringens selecting, at random, 89 in order to stablish the types prevalence. Those 89 selected strains consisted of: liver 32, intestinal contents 19, kidney 14, rumen 6, nervous sister 5, bone marrow 4, mama 2, blood 2, spleen 2, lung 2 e muscle 1, selected from the same or different animals. The selected strains and the ATCC strains types A, B, C and D, were cultivated in appropriated media, their culturas were centrifuged and the supernatant and sediment were separated. From the supernatants were performed toxigenicity tests to mice and exopolissacharides (EPS) extraction. From the EPS were determinated protein and carbohydrate concentrations and also made mice toxigenicity tests. From the sediments were done esterase electrophoresis and enzyme linked immunosorbent assay, both for the strains tipification. Those tests were compared with those obtained for ATCC strains. It was also done esterase electrophoresis of the ATCC and 10 isolated strains before and after virulence exaltation in guinea pigs. The results showed that the majority of the strains, 51 (57,30%), were toxigenic, though potentially pathogenic; strains isolated from different organs had variable toxigenic pattern and there was a type A predominance by ELISA (40,4%) and by electrophoresis (48,3%), followed by D (33,7% and 22,5%, respectively. The EPS extracts toxigenicity was only present when protein level was 0,04 mg/ml and the carbohydrate was between 0,31 and 0,50 mg/ml. The strains identified as toxigenic by this test were too in the cultura supernatants. Electrophoresis showed to be a good classification method, compared to the sorology, as those presented, respectively, 94,4 and 86,40% of results definition. Both methods presented 39,3% of identity, suggesting, in that way the necessity of more than one test for the C. perfringens classification. Two among all strains with virulence exaltated, showed, in esterase electrophoresis differences related to band number, but not in terms of relative electrophoretic mobility.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-04-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.