• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.6.2009.tde-08012010-141442
Documento
Autor
Nome completo
Natalia Areias Gomes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Schor, Néia (Presidente)
Reis, Alberto Olavo Advincula
Vicentin, Maria Cristina Gonçalves
Título em português
Critérios utilizados por trabalhadores para a inclusão de adolescentes em serviços públicos de saúde mental
Palavras-chave em português
Acolhimento
Adolescência
Inclusão
Saúde Mental
Saúde Pública
Resumo em português
O objetivo do presente trabalho foi o de compreender a natureza dos critérios que norteiam a inclusão de adolescentes em serviços de atenção à saúde mental do sistema público de saúde. Para tanto o conceito de saúde mental foi contextualizado assim como suas perspectivas no campo da saúde pública enquanto modelo de atenção disponível à população e as principais mudanças em processo a partir da década de 70 com a reforma psiquiátrica. Em seguida foi apresentado um exame das particularidades da saúde mental do adolescente e as características das políticas e dos modelos de atenção previstos para atender a suas necessidades. A idéia que orientou a investigação quanto ao acesso de adolescentes aos serviços de saúde mental se pauta principalmente no papel do trabalhador incumbido de decidir sobre seu destino na instituição e na prática do acolhimento enquanto forma singular de receber, compreender e relacionar-se com a clientela. Foram realizadas entrevistas semi-dirigidas com 28 trabalhadores que atuam na inclusão de novos usuários nos serviços de atenção à saúde mental para adolescentes no município de São Paulo (especificamente na região oeste, que compreende os distritos de saúde Butantã, Lapa e Pinheiros), sendo posteriormente submetidas à análise de discurso. Percebe-se pelo discurso dos trabalhadores que os critérios de inclusão no serviço são complexos e na maior parte das vezes causam dúvida quanto a sua indicação precisa. Em meio ao processo de decisão destacam-se os meios técnicos que o trabalhador possui para a eficácia de sua prática e para a estruturação subjetiva frente ao seu trabalho, tendo em vista que tais aspectos permitem maior ou menor abertura às inúmeras possibilidades de queixas que possam surgir como demanda ao serviço em que trabalha. Também se observam dificuldades no emprego da estratégia do acolhimento como prática de recepção por sua característica de imprevisibilidade que propõe atender à demanda no momento em que ela é sentida como urgente pelo usuário, fugindo à lógica da triagem agendada e das filas de espera. Quanto às questões referidas como principais critérios de inclusão destacam-se as urgências (e seus maiores representantes são os casos de tentativa de suicídio), a relação com as instituições que fazem o encaminhamento, as características e condições do serviço, a gravidade do caso e a organização da rede de atenção. Uma vez evidenciados os principais aspectos envolvidos na decisão do trabalhador sobre a inclusão do adolescente no serviço, discutiu-se, finalmente, um possível desencontro entre a lógica do adolescente e a lógica de funcionamento das instituições de saúde, o que muitas vezes impossibilita o reconhecimento dos serviços de saúde mental por parte dos adolescentes como recursos possíveis aos quais possam recorrer em caso de necessidade, gerando inclusive a escassez da procura
Título em inglês
Criterions used by workers for the inclusion of adolescents in public mental health
Palavras-chave em inglês
Adolescence
Inclusion
Mental Health
Public Health
Reception
Resumo em inglês
The aim of this involved study was to understand the nature of the criterions governing the inclusion of adolescents in care services to mental health of the public health system. Thus the concept of mental health was contextualized and its prospects in the field of public health as a model of available care to the population and the main changes in process from the 70s with the psychiatric reform. Afterwards was reported a special screening of mental health of adolescents and the characteristics of politics and models of predict care to attend their needs. The idea that guided the research on the access of adolescents to mental health services is based mainly on the role of the worker responsible for deciding on their fate in the institution and practice of the reception as a singular way to receive, understand and relate to the costumer. It was performed semi-directed interviews with 28 employees that work in the inclusion of the new service users in mental health care for adolescents in São Paulo municipality (specifically in the western region , which comprises the districts of health Butantã, Lapa and Pinheiros), and then subsequently subjected to analysis of speech. It is perceived by the speech of employees that the criterions for inclusion in service are complex and most often cause doubt as to its precise indication. Amid the process of decision there are technical means that the employee has to the effectiveness of their practice and the subjective structuring front of your work, in order to allow bigger or smaller opening to endless possibilities of complaints that may appear as demand to the service that they work. Also observed difficulties in the employment strategy of the reception as a practice for approval by its characteristic unpredictability which proposes to attend the demand at the moment it is perceived as urgent by the user, running the logic of the scheduled screening and the waiting lines. The questions referred to as main criterions for inclusion in the emergency stand out (and their representatives are more cases of suicide attempt), the relationship with institutions that do the routing, the characteristics, and conditions of service, the severity of the case and organization of the network of care. Once highlighted the main aspects of the worker involved in the decision of the inclusion of the adolescents in the service, is discussed, finally, a possible mismatch between the logic of the adolescents and the logic of the functioning of health institutions which often impossibilities the recognition of mental health service by the adolescents as possible resources to which to use in case of need, including creating a shortage of demand
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
NataliaAreias.pdf (997.46 Kbytes)
Data de Publicação
2010-02-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.