• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.6.2007.tde-11022008-222655
Documento
Autor
Nome completo
Alcindo José Rosa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Reis, Alberto Olavo Advincula (Presidente)
Carvalho, João Eduardo Coin de
Monteiro, Nancy Ramacciotti de Oliveira
Schor, Néia
Sigaud, Cecília Helena de Siqueira
Título em português
Novamente grávida: adolescentes com maternidades sucessivas em Rondonópolis - MT
Palavras-chave em português
Intervalo entre nascimentos
Maternidade de adolescentes
Saúde sexual e reprodutiva
Resumo em português
As maternidades sucessivas na adolescência constituem uma situação complexa que requer da adolescente a administração de três dimensões, que inspiram cada uma delas, ponderações: o processo de adolescência, a maternidade e a criação de vários filhos, com o agravante de ocorrerem, em nosso país, em contexto de considerável desigualdade sócio-econômica. Tendo em vista tal problemática, foi desenvolvida a pesquisa em tela voltada à caracterização e análise dos contextos reprodutivos, sócioeconômicos e individuais de adolescentes com sucessivas maternidades no município de Rondonópolis-MT/Brasil. Foram selecionadas 49 participantes, usuárias do SUS, com idade entre 15 e 19 anos, com pelo menos um filho nascido vivo e que estavam novamente grávidas. Para a obtenção dos dados foi usado questionário sócio-econômico, entrevista aberta e entrevista semi-estruturada, após prévia aprovação pelo Comitê de Ética em Pesquisa da FSP-USP e a devida anuência das participantes de acordo com os termos do TCLE que lhes foi submetido. Outras informações foram obtidas por consultas aos Relatórios do Ministério da Saúde e bancos de dados SINASC e SISPRENATAL. Os dados foram organizados e analisados quanti-qualitativamente. Os dados quantitativos oriundos de fontes secundárias e do questionário aplicado foram organizados em tabelas de porcentagem. As espostas obtidas junto às adolescentes nas entrevistas e parte do questionário foram objeto de análise de conteúdo conforme os critérios classicamente aceitos. A dinâmica reprodutiva local mostrou-se consoante às tendências do país, tais como diminuição da porcentagem de gravidezes entre adolescentes, inclusive, entre aquelas com maternidades sucessivas. Entre as participantes, a primeira gravidez deu-se, em média, aos 15 anos e 2 meses, a segunda, aos 17 anos e 4 meses e a terceira aos 18 anos e 2 meses. Esse curto período pareceu expô-las às dificuldades cotidianas da criação dos filhos e as impediu de protagonizarem outros papéis sociais, como a de estudante e trabalhadora. Assim, se a primeira maternidade pode fornecer sentidos positivos para muitas das vivências das adolescentes e até mesmo colaborou para que construíssem uma identidade - ser mãe - e passassem a ocupar um lugar socialmente valorizado, as maternidades sucessivas pareceram ter contornos menos estruturantes, até mesmo,agravando as já precárias condições sócio-econômicas que as circundavam. Essa situação, pareceu igualmente ter impedido-lhes o acesso às ‘janelas de oportunidades’, principalmente, aquelas articuladas à escolarização. Concluiu-se que as ‘maternidades sucessivas na adolescência’ constituem-se, pelas suas conseqüências, num fenômeno diferente ao da ‘primeira gravidez na adolescência’. Enquanto essa se mostrou mais integrada às demandas da adolescente, as maternidades subseqüentes agravaram suas necessidades, multiplicando as situações adversas a elas associadas.
Título em inglês
Pregnancy again: consecutive motherhood in teenage women in Rondonópolis-MT/Brazil.
Palavras-chave em inglês
Birth intervals
Sexual and reproductive health
Teenager motherhood
Resumo em inglês
The consecutive motherhood in teenage women are a complex situation which requires from the teenager the administration of three dimensions and each one of them inspire careful considerations: the adolescence process, motherhood and the raising of several children in a context of considerable social-economical disparity. Having this type of problem in mind, the research was developed aiming to the characterization and analyzes of the reproductive, social-economical and individual contexts of teenagers who have had consecutive pregnancies in the county of Rondonópolis-MT/ Brazil. It was selected 49 participants, user of SUS with an age-rate from 15 to 19 years old, who have had, at least,one child that was born alive and were pregnant again. In order to obtain this socialeconomical data a questionnaire, an opened interview and a semi-structured interview were used after the Comitê de Ética em Pesquisa da FSP-USP’s approval and after the participants’ consent in agreement with the TCLE terms that were presented to them. Other informations were obtained by consulting the reports from the Department of Health (Ministério da Saúde) and the SINASC and SISPRENATAL data files. The data were organized and analyzed in terms of quantity and quality. The quantity data from secondary sources and from the questionnaire were organized in percentage charts. The answers obtained from the teenagers in the interviews and part of the questionnaire had its content analyzed in agreement with previously accepted criterions. The local reproductive dynamic presented itself consonant with the countries’ tendencies, such as the reduction of the percentage of pregnancies among teenage women including those with consecutive pregnancies. Among the participants, the first pregnancy took place at the age of 15 years and 02 months old (approximately), the second at the age of 17 years and 04 months old and the third pregnancy took place at the age of eighteen years and 02 months old. This short gap seemed to have exposed them to everyday difficulties in raising their children and kept them from playing other social roles such as the student and working professional. So, if the first pregnancy could provide positive experiences to the lives of these teenagers and even cooperate for the construction of an identity – to be a mother – and, by this, belong to a respectable and social space, the consecutive pregnancies seem to have less structural shapes, inclusively, by aggravating the difficult social-economical situations, that have already existed, surrounding these mothers. This situation equally seemed to have kept them away from the “window of opportunities”, especially those articulated with education. One concludes that the consecutive pregnancies in the adolescence, by its consequences, are a different phenomenon if compared to first pregnancy in the adolescence. While the last one seemed more integrated to the teenager’s demands, the consecutive pregnancies worsened their needs, multiplying associated adverse situations related to them.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
FINALDATESEALCINDO.pdf (1,003.24 Kbytes)
Data de Publicação
2008-02-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.