• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.6.2020.tde-13032020-135337
Documento
Autor
Nome completo
Marta Lucia de Oliveira Carvalho
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2002
Orientador
Banca examinadora
Schor, Néia (Presidente)
Osis, Maria José Martins Duarte
Alvarenga, Augusta Thereza de
Furegato, Antonia Regina Ferreira
Vieira, Elisabeth Meloni
Título em português
Antecedentes e conseqüências da esterilização feminina: trajetórias em busca do controle da própria fecundidade
Palavras-chave em português
Contracepção
Esterilização Feminina
Planejamento Familiar
Saúde da Mulher
Saúde Reprodutiva
Resumo em português
Introd. Muitos estudos apontam índices crescentes de solicitação de reversão após a esterilização feminina o que pode indicar opção mal avaliada, possivelmente por falta de informação e de acesso a outros métodos. A legislação brasileira exige que os serviços de saúde que realizam a esterilização ofereçam atendimento multiprofissional, informação e acesso a todos os métodos contraceptivos. Observações anteriores da prática em um serviço estruturado conforme a legislação, indicavam que muito raramente as mulheres mudavam sua opção inicial. Objetivo. Buscou-se identificar representações sociais dos diversos métodos, existentes em um grupo destas mulheres, com a finalidade de entender os motivos de rejeição a eles. Além disso, foram pesquisadas a satisfação com a opção e as repercussões da esterilização sobre a vida dessas mulheres. Método. As informações foram coletadas de um grupo de 31 mulheres, atendidas pelo mesmo serviço, através de entrevista semi-estruturada. O material obtido com as transcrições foi analisado segundo a técnica de Análise de Conteúdo. Resultados. A rejeição aos outros métodos esteve baseada em representações formadas por uma mescla de informações científicas recebidas dos serviços de saúde, de vivências anteriores com estes métodos ou de informações recebidas do meio social. A rejeição aos métodos de alta eficácia (hormonais e DIU) baseou-se principalmente em sua baixa inocuidade; os métodos comportamentais (tabela, Billings) foram rejeitados por sua baixa eficácia; nos métodos de barreira (diafragma e camisinha), foram questionadas a adequação destes métodos aos padrões culturais de uma sexualidade repleta de interdições, além de sua baixa eficácia. Houve apenas um caso de arrependimento, causado por dores pélvicas, provavelmente por aderências pós-cirúrgicas, mas sem desejo de retomo à fertilidade. Conclusões. As trajetórias destas mulheres até a esterilização feminina mostram uma variedade de fatores pessoais, sócio-econômicos e culturais agindo em cada uma delas. De comum, a busca por um método contraceptivo que pudesse assegurar o maior controle possível de sua própria fecundidade.
Título em inglês
Antecedents and consequences of female sterilization: paths in search of the control of their own fecundity
Palavras-chave em inglês
Contraception
Family Planning
Reproductive Health
Tubal Sterilization
Women's Health
Resumo em inglês
Introd. Many studies point out to increasing numbers of requests for reversal of tubal sterilization, which may indicate a poorly assessed option, probably due to lack of information and access to other contraceptive methods. Brazilian law requires that health service units performing sterilization procedures provide multiprofissional care, mformation and acess to all kinds of methods. Previous observation of the practice in a health service unit structured in compliance with the legislation, indicated that women very seldom changed their initial option. Objective: Social representations of the various methods were then sought to be identified within a group formed by these women with the purpose of understanding the reasons why they refused those methods. Satisfaction in relation to their option and the effects of sterilization on their lives were also studied. Method: Data was collected from a group of 31 women, attending the same care service, through a semi-structured interview. The transcription was analyzed according to Content Analysis. Results: Refusal to the other methods was based on representations formed from a mixture of scientific information received at the health service units, from previous experiences with the methods or from information received in the social environment. Rejection to high efficacy methods (hormonal and IUD) was mostly based on their low innocuousness; refusal to fertility awareness methods (calendar calculation, Billings) dueto their low efficacy; and rejection to barrier methods (condom, diaphragm) due to a culturally pattemed sexuality which is full of interdictions and also due to their low efficacy. Conclusions: The paths taken by these women up to female sterilization present a variety of personal, socio-economical and cultural factors affecting each one of them. In common, they share the seeking of a contraceptive method which could guarantee the control over their own fecundity.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-03-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.