• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
https://doi.org/10.11606/T.6.2020.tde-16042020-121244
Documento
Autor
Nombre completo
Keila Rejane Oliveira Gomes
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 1999
Director
Tribunal
Tanaka, Ana Cristina D'Andretta (Presidente)
Barros, Sonia Maria Oliveira de
César, Chester Luiz Galvão
Siqueira, Arnaldo Augusto Franco de
Vieira, Elisabeth Meloni
Título en portugués
Morbidade referida por mulheres em idade fértil, uso dos serviços e qualidade da assistência: estudo da região sul do Município de São Paulo
Palabras clave en portugués
Morbidade Referida
Saúde da Mulher
Uso dos Serviços de Saúde
Resumen en portugués
Este estudo é parte integrante do inquérito domiciliar de saúde "Morbidade e Mortalidade Maternas, Qualidade da Assistência e Estrutura Social: Estudo da Região Sul do Município de São Paulo - Brasil". O estudo de morbidade referida teve por objetivo analisar a referência de morbidade por mulheres em idade fértil. A amostra foi formada por 1157 mulheres com idade de 10 a 49 anos, cujos dados foram coletados de janeiro de 1992 a janeiro de 1993, por entrevistadores leigos. As informações diversas às demográficas foram fornecidas apenas pela mulher em questão. Não detectou-se relações entre característica sociodemográfica e referência de queixa, exceto quando esta era de natureza aguda que foram mais comuns entre as mulheres que desenvolviam atividade remunerada. As queixas agudas de maior freqüência foram gripes (30,3%) e dores abdominal ou pélvica (7,2%), enquanto que entre as queixas crônicas destacaram-se a hipertensão (8,1%), bronquite (7,3%) e as dorsopatias (6,6%). Observou-se que queixas relativas a doenças de maior gravidade, ou a outras que interferiam na imagem ou uso do corpo feminino, motivaram mais a procura de cuidado médico que aquelas não enquadradas nestes requisitos. Os serviços mais utilizados foram os públicos e os de medicina de grupo, sendo que a satisfação pelo atendimento prestado foi maior para as usuárias de serviços de medicina de grupo. A mulher só considerou a qualidade do atendimento um fator impeditivo para consultas de retorno, enquanto que para atendimento inicial o destaque foi das dificuldades financeiras, as quais quando vencidas no início, não se tornaram um obstáculo para a continuidade e aquisição da terapêutica prescrita. Concluiu-se que a mulher refere bem seus problemas de saúde, tem opinião crítica sobre os serviços que lhes são oferecidos e cuida da melhor forma de sua saúde, ponderando sobre a necessidade de procurar ajuda médica.
Título en inglés
Not available
Palabras clave en inglés
Self-Reported Morbidity
Use of Physician Services
Women's Health
Resumen en inglés
The present paper is part of the household health survey "Maternal Morbidity and Mortality assistance quality and social structure : a study of the southern area of the city of São Paulo - Brasil". The self-reported morbidity study aimed at the analysis of the reference of morbidity by fertile aged women. The sample consisted of 1157 women aged 10 - 49 whose data were collected from January 1992 to January 1993 by laymen interviewers. Other than demographic information being provided solely by the woman in question. There wasn't relation between sociodemographic characteristics and reference to the complaint, excepted when this was acute which was more common among women who did earn an income. The most prevalent acute complaints were influenza (30.3%) and abdominal or pelvic pain (7.2%), while among the chronic ones were hypertension (8.1%), bronchitis (7.3%) and dorsopathies (6.6%). It was observed that complaints related to more serious diseases or those interfering with the image or use of the female body led to more search for medical care than those not fitting those requisites. The most frequently sought services were the public and private group health insurance, with higher satisfaction of private system users than by those making use of public ones. The woman only considered the quality of assistance as hindering to return appoitments while for the first service the highlight was for the prescribed therapy. The conclusion was that the woman refers her health problems well is critical of the services offered her and does care for her own health pondering over the need for medical assistance.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
DR_403_Gomes_1998.pdf (5.64 Mbytes)
Fecha de Publicación
2020-04-16
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.