• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.6.2013.tde-09102013-152334
Documento
Autor
Nome completo
Marcelo Rodrigues Marques
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Areas, Jose Alfredo Gomes (Presidente)
Bastos, Deborah Helena Markowicz
Pimenta, Daniel Carvalho
Título em português
Ação hipocolesterolêmica de hidrolisados de feijões caupi (Vigna unguiculata L. Walp)
Palavras-chave em português
Extrusão
Feijão caupi
Hidrolisados
Resumo em português
Introdução - Devido ao perfil de mortalidade e de danos patológicos associados, as doenças cardiovasculares são consideradas um sério problema de saúde pública. Níveis de colesterol plasmático elevados fazem parte dos fatores de risco mais importantes para o desenvolvimento dessas doenças. Pesquisas recentes demostraram que a proteína do feijão caupi promove a redução dos níveis de colesterol em hamsters e em seres humanos, possivelmente pela ação de peptídeos bioativos advindos da dieta. Entretanto, a via pela qual o colesterol é inibido por esses peptídeos, assim como os efeitos do processamento na ação biológica ainda são desconhecidos. Objetivo - Verificar a via de ação hipocolesterolêmica dos hidrolisados do feijão caupi e o efeito do processamento térmico nesta propriedade. Métodos - Parte da farinha integral foi submetida ao isolamento de proteína e o restante dos grãos foi submetido à cocção em autoclave e à extrusão. Após ser cozido em autoclave, o feijão cozido também teve sua proteína isolada. Posteriormente, a proteína isolada do feijão integral e do feijão cozido foi submetida à hidrólise in vitro. O processo de extrusão foi modelado em função da expansão dos extrusados segundo a metodologia de superfície de resposta. A farinha do feijão extrusado foi submetida à hidrólise enzimática in vitro sem isolamento prévio da proteína. Os três hidrolisados foram submetidos à ultrafiltração e a fração menor que 3 kDa foi utilizada nos ensaios de inibição da enzima 3-hidroxi-3-metilglutaril coenzima A redutase (HMGR) e no ensaio de inibição da solubilização micelar do colesterol para avaliar a ação dos hidrolisados na via hepática e na via entérica do metabolismo do colesterol respectivamente. Resultados - Os hidrolisados provenientes dos isolados proteicos apresentaram comportamentos semelhantes. Em doses mais elevadas de proteína (acima de 70 µg/mL), a inibição apresentou-se estável, por volta dos 75 por cento. Em relação ao hidrolisado da farinha de feijão extrusado, à medida que se aumenta a quantidade de proteína a capacidade inibitória diminui. Os hidrolisados foram capazes de inibir a solubilização micelar do colesterol de 5 a 39 por cento. O processamento térmico foi fator determinante para diminuir a solubilização do colesterol in vitro. Conclusão Os hidrolisados do feijão caupi são capazes de inibir a enzima HMGR e reduzir a solubilização micelar do colesterol in vitro, mesmo após o feijão ser processado termicamente. A capacidade dos hidrolisados de insolubilizar o colesterol foi melhorada pelo cozimento em autoclave e pela extrusão
Título em inglês
Hypocholesterolemic action of hydrolyzed cowpea beans (Vigna unguiculata L. Walp)
Palavras-chave em inglês
Cowpea
Extrusion
Hydrolysates
Resumo em inglês
Introduction- The cardiovascular diseases, due to mortality and associated pathological damage, are considered a serious public health problem. Elevated plasma cholesterol levels are part of the most important risk factors for the development of these diseases. Recent research indicated that Cowpea protein promotes the reduction of cholesterol levels in hamsters and humans, possibly by the action of bioactive peptides from the diet. However, the route by which cholesterol is inhibited by peptides, as well as the processing effects on biological action are still unknown. Objective - To verify the hypocholesterolemic pathway of hydrolyzed cowpea and the effect of thermal processing on this property. Methods - Part of wholemeal flour was subjected to isolation of protein, and the remaining of the grains was subjected to retort and extrusion cooking processes. After autoclaving the grain, protein was also isolated from the flour. Subsequently, the isolated protein from wholemeal and cooked flour was subjected to in vitro hydrolysis. The extrusion process was optimized according to response surface methodology using the expansion ratio of extrudates as the dependent variable. The extruded bean flour was subjected to in vitro enzymatic hydrolysis without the isolation of the protein. The three hydrolysates were subjected to ultrafiltration and and fractions smaller than 3 kDa was used for inhibition assays of the enzyme 3-hydroxy-3-methylglutaryl coenzyme A reductase (HMGR) and for inhibition assay of micellar solubilization of cholesterol to evaluate their effect on the liver and enteral cholesterol metabolism respectively. Results - The hydrolysates from the protein isolates showed similar. At higher doses of protein (above 70 mg/mL), the inhibition was stable at around 75 per cent. Regarding the hydrolyzate of bean flour extruded as it increases the amount of protein inhibitory capacity decreases. The hydrolysates were able to inhibit the micellar solubilization of cholesterol between 5 and 39 per cent. The thermal processing was the determining factor to decrease the solubility of cholesterol in vitro. Conclusion The hydrolysates of cowpea are able to inhibit the enzyme HMGR micellar solubilization and reducing cholesterol in vitro, even after being thermally processed beans. The ability of hydrolysates insolubilize cholesterol was improved by cooking in an autoclave and by extrusion
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-11-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.