• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.6.2014.tde-27062014-131204
Documento
Autor
Nome completo
Daniela Silva Canella
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Levy, Renata Bertazzi (Presidente)
Barros, Aluisio Jardim Dornellas de
Marchioni, Dirce Maria Lobo
Novaes, Hillegonda Maria Dutilh
Soárez, Patrícia Coelho de
Título em português
A obesidade nos domicílios brasileiros: um estudo sobre determinantes alimentares e consequências financeiras baseado na Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009
Palavras-chave em português
Gastos em Saúde
Medicamentos
Obesidade
Pesquisa de Orçamentos Familiares
Resumo em português
Introdução: A obesidade é um problema de saúde pública com múltiplos determinantes e consequências. Objetivos: 1) Analisar a relação entre a disponibilidade domiciliar de produtos alimentícios processados e ultraprocessados e a prevalência de excesso de peso e obesidade; 2) Descrever o gasto familiar privado com saúde, segundo a presença de indivíduos obesos nos domicílios; e 3) Estimar a influência da presença de indivíduos obesos nos domicílios sobre o gasto total com medicamentos (obtidos nos setores privado e público). Métodos: Tese composta por três manuscritos baseados em dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2008-2009. O primeiro manuscrito utilizou os 550 estratos amostrais da POF como unidade de análise e modelos de regressão linear para avaliar a relação entre a disponibilidade calórica domiciliar de produtos processados e ultraprocessados e a prevalência de excesso de peso e de obesidade, ajustados para variáveis de confusão. Ainda, foram estimados os valores preditos dos desfechos, segundo quartos de disponibilidade de produtos ultraprocessados. Os demais manuscritos consideraram os 55.970 domicílios como unidade de análise. O segundo manuscrito descreveu a distribuição do gasto privado mensal com saúde, considerando o gasto com medicamentos e com assistência à saúde, segundo a presença de obesos nos domicílios. O terceiro analisou a influência da obesidade sobre o gasto mensal per capita com medicamentos, obtidos nos setores privado e público, por meio de modelo de duas partes (two-part model), com ajuste para variáveis de confusão. Resultados: Com relação aos determinantes alimentares, verificou-se que a disponibilidade de produtos ultraprocessados, mas não a de processados, foi positivamente associada com a prevalência de excesso de peso e obesidade. No quarto superior de disponibilidade de ultraprocessados a prevalência de obesidade foi 37 por cento superior à do quarto inferior. No que tange as consequências financeiras, verificou-se que, na presença de obesos no domicílio, o gasto privado com medicamentos total e específico para doenças crônicas foi maior, o mesmo não sendo observado para a assistência à saúde. Ainda, considerando os medicamentos obtidos por desembolso direto e no SUS, a presença de obesos nos domicílios resultou em um gasto com medicamentos 18 por cento superior. Conclusões: A disponibilidade de produtos ultraprocessados é um dos determinantes alimentares da obesidade, que tem como uma de suas consequências financeiras o maior gasto com medicamentos resultando em impacto negativo para o orçamento familiar e para o SUS.
Título em inglês
Obesity in Brazilian households: a study about dietary determinants and financial consequences based on Household Budget Survey 2008-2009
Palavras-chave em inglês
Health Spending
Household Budget Survey
Medicines
Obesity
Resumo em inglês
Introduction: Obesity is a public health problem with multiple determinants and consequences. Objectives: 1) To analyze the relationship between household availability of processed and ultra-processed products and the prevalence of excess weight and obesity; 2) To describe the private spending on health, according to the presence of obese individuals in households; and 3) To estimate the influence of the presence of obese individuals in households over the total spending on medicines (obtained in the public and private sectors). Methods: Thesis comprising three manuscripts based on data from the Brazilian Household Budget Survey (HBS) 2008-2009. The first manuscript used the 550 sampling strata of HBS as the unit of study and linear regression models to evaluate the relationship between household caloric availability of processed and ultra-processed products and the prevalence of excess weight and obesity in the stratum, adjusted for confounding variables. Furthermore, predictive values of outcomes were estimated according to quartiles of the household caloric share from ultra-processed products. The other manuscripts considered the 55,970 households as the unit of study. The second manuscript described the distribution of private spending on health, considering the spending on medicines and healthcare, according to the presence of obese individuals in households. The third manuscript analyzed the influence of obesity on the household spending on medicines, obtained in the private and public sectors, using two-part models controlling for potential confounders. Results: Relative to the dietary determinants, we verified that the availability of ultra-processed products, but not of the processed, was positively associated with both outcomes studied. Moreover, the prevalence of obesity was 37 per cent higher in the upper quartile of availability of ultra-processed products, compared with the lower quartile. In relation to the financial consequences, we verified that the presence of obese individuals in households resulted in higher total private spending on medicines and on medicines for non-communicable diseases, but for healthcare this was not observed. Furthermore, considering the medicines obtained in SUS and by out-of-pocket, the presence of obese in households increased the total spending on medicines by 18 per cent . Conclusion: The availability of ultra-processed products is one of the determinants of obesity and one of the financial consequences of this disease is the larger spending on medicines, resulting in negative impact to the household budget and to the public health system
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DanielaCanella.pdf (1.52 Mbytes)
Data de Publicação
2014-12-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.