• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.6.2020.tde-09122019-111441
Documento
Autor
Nome completo
Natasha Zanaroli Scaldaferri
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Dallari, Sueli Gandolfi (Presidente)
Borba, Marina de Neiva
Balbinot, Rachelle Amália Agostini
Brentani, Alexandra Valeria Maria
Título em português
Análise jurídica sanitária dos desafios enfrentados pelos médicos prescritores frente às necessidades dos usuários do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Palavras-chave em português
Direito à Saúde
Educação Permanente em Saúde
Médicos
Saúde Pública
Resumo em português
O Instituto da Criança do Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina da USP, realiza anualmente cerca de 700 mil exames laboratoriais, 66 mil consultas ambulatoriais e 2 mil cirurgias. Considerando números dessa magnitude, sendo centro de referência em 21 especialidades para tratamento de crianças e adolescentes, não só de São Paulo, como do país inteiro, esta pesquisa se propôs explorar as dificuldades dos médicos prescritores do ICr em concretizar o Direito à Saúde, frente as necessidades dos usuários do Instituto. Para tanto, foram selecionados aleatoriamente 31 médicos pediatras prescritores para responderem 6 questões abertas. Dentre os principais pontos apresentados por eles estão os conflitos com indústria farmacêutica, grande volume de pacientes atendidos, falta de disponibilidade de terapias, defasagem na incorporação de tecnologias, limitação de medicamentos, a questão social dos pacientes e familiares, gestão de pessoas e pressão da gestão para cumprimento de regras. A Instituição, por sua vez, possui medidas e recomendações em relação ao atendimento de pacientes, à prática médica, à prescrição de medicamentos e insumos, judicialização e outras. Nos entrevistados foram identificadas algumas falhas, principalmente acerca do entendimento do papel que exercem na concretização do SUS e de que forma podem agir na tentativa de modificar seu cenário. A alternativa proposta foi o uso da Educação Permanente em Saúde como uma ferramenta de problematização e reflexão, de forma coletiva, sobre a realidade e particularidades que necessitam ser consideras. Proporcionar uma visão integral do SUS e estimular práticas inovadoras para superação de obstáculos faz com que os médicos se sintam ouvidos e empoderados e, ao mesmo tempo, os profissionais estarão mais bem preparados para o cumprimento de normas administrativas e judiciais que envolvam a administração pública.
Título em inglês
Not available
Palavras-chave em inglês
Permanent Education in Health
Physician
Public Health
Right to Health
Resumo em inglês
The Children Institute of the Hospital das Clínicas, Faculty of Medicine of USP, annually conducts about 700,000 laboratory tests, 66,000 outpatient consultations and 2,000 surgeries. Considering numbers of this magnitude, being a reference center in 21 specialties for the treatment of children and adolescents, not only from São Paulo, but from all over the country, this research aimed to analyze the health and legal challenges faced by prescribing doctors in achieving the Right to Health compared to the needs of the users of the Institute of Children of the Hospital das Clínicas of School of Medicine of University of São Paulo. Therefore, 31 prescribing pediatric doctors were randomly selected to answer 6 open questions. Among the main points presented by them are the conflicts with the pharmaceutical industry, the large volume of patients attended, the lack of therapies availability, the lack of technology incorporation, the limitation of drugs, the social issue of patients and their families, the people management and the pressure for compliance with rules. The institution, in turn, has measures and recommendations regarding patient care, medical practice, prescription of drugs and supplies, judicialization and others. In the interviewees some flaws were identified, mainly about the understanding of the role they play in the implementation of SUS and how they can act in an attempt to modify their scenario. The proposed alternative was the use of Permanent Health Education as a tool of problematization and reflection, collectively, about the reality and particularities that need to be considered. Providing an integral view of the SUS and stimulating innovative practices to overcome obstacles makes doctors feel heard and empowered, while professionals are better prepared to comply with administrative and judicial standards involving public administration.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-02-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.