• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.60.2011.tde-29092011-091830
Documento
Autor
Nome completo
Bianca Stocco
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2011
Orientador
Banca examinadora
Torqueti, Maria Regina (Presidente)
Cardoso, Cristina Ribeiro de Barros
Machado, Rogério Bonassi
Título em português
Avaliação do efeito de contraceptivos hormonais sobre a hemostasia
Palavras-chave em português
1. Hemostasia. 2. Lipídios. 3. Moléculas de adesão. 4. Contraceptivos hormonais combinados orais. 5.
Resumo em português
RESUMO STOCCO, B. Avaliação do efeito de contraceptivos hormonais sobre a hemostasia. 2011. 92f. Dissertação (Mestrado). Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011. Introdução: Mais de 100 milhões de mulheres no mundo fazem uso de métodos contraceptivos hormonais. Apesar de seu desejado efeito na contracepção, sua metabolização ocorre no fígado estimulando a síntese de proteínas plasmáticas, dentre elas, as que controlam os sistemas de coagulação e fibrinólise, conferindo um estado de hipercoagulabilidade em suas usuárias. A literatura aponta também alterações no metabolismo dos lipídios e carboidratos, além de modular a expressão de moléculas de adesão presentes no endotélio. Para combater os efeitos indesejáveis destes medicamentos, baixas concentrações de estrógenos e diferentes progestágenos foram introduzidos, pois, a estes últimos é conferida a atividade anti estrogênica destas formulações. Estudos independentes sugerem que progesteronas de terceira e quarta geração possuem atividade anti-estrogênica menor em relação as de segunda geração. Objetivos: avaliar a ocorrência de alterações hemostáticas, analisar o perfil lipídico e quantificar moléculas de adesão no soro ou plasma da população feminina brasileira usuária de contraceptivos orais de segunda e quarta gerações. Materiais e Métodos: 70 participantes distribuídas em quatro grupos a saber : grupo I (controle- 20 pacientes); grupo II (DRSP/30EE- 20 pacientes); grupo III (DRSP/20EE- 16 pacientes) e grupo IV (LNG/30EE-14 pacientes). Foram avaliados os seguintes parâmetros: TP, Fator VII, TTPA, Fator XII, Fibrinogênio, Fator 1+2, Proteína C, Proteína S, Antitrombina, D dímeros, PAI 1, VCAM, ICAM, E- selectina, HDL, LDL,VLDL, Colesterol total e Triglicérides. Resultados e discussões: grupo II promoveu diminuição em TP e Prot. S; e aumento em HDL,VLDL,Col. total e TG; grupo III diminuiu TP, TTPA, Prot.S, ICAM e VCAM ; e aumentou Fibrinogênio, D-dímeros, HDL,VLDL,Col. total e TG e grupo IV diminuiu TP, Prot.C e aumentou ICAM e VCAM. Conclusões: Dos medicamentos estudados apontamos que: o grupo II promoveu alterações significativas no perfil lipídico caracterizando um estado pró-trombótico, apesar de apresentar o maior aumento nos valores de HDL e poucas alterações associadas à hipercoagulabilidade; o grupo III promoveu o maior número de alterações hipercoagulantes, alterou também perfil lipídico contribuindo para um estado pró- trombótico, embora tenha apresentado proteção endotelial e o grupo IV foi o medicamento que promoveu melhor proteção endotelial, não alterou perfil lipídico e ocasionou poucas alterações associadas à hipercoagulabilidade
Título em inglês
Evaluation of the effect of hormonal contraceptives on hemostasis.
Palavras-chave em inglês
1. Hemostasis. 2. Lipids. 3. Adhesion Molecules. 4. Combined oral contraceptives. 5. Progestins
Resumo em inglês
Introduction: More than 100 million women in the world make use of hormonal contraceptives. In spite of its desired effect on contraception, its metabolization occurs at liver, estimulating the synthesis of the plasmatic proteins, among them, the ones that control the coagulation system and fibrinolysis, confering a hypercoagulability state in their users. The literature also points changes in the metabolism of lipids and carbohydrates, besides modulate the expression of adhesion molecules present in the endothelium. Trying to combat undesirable effects of these drugs, low concentrations of estrogen and different progestogens were introduced, because, the antiestrogenic activity of these drugs is assigned to the progesterone used. Independent papers suggest that third and fourth generation progesterones have a smaller antiestrogenic activity in relation to the second generation one. Objectives: evaluate the occurrence of hemostatic alterations, analyze the lipid profile and quantify adhesion molecules in serum or plasma on the Brazilian female population who is user of contraceptives from second and fourth generation. Material and Methods: 70 participants were distributed into four groups: group I (control- 20 patients); group II (DRSP/30EE- 20 patients); group III (DRSP/20EE- 16 patients) and group IV (LNG/30EE- 14 patients). From these were assessed the following parameters: PT, Factor VII, APTT, Factor XII, Fibrinogen, Factor 1+2, Protein C, Protein S, Antithrombin, Ddimmers, PAI 1,VCAM, ICAM, E- selectin, HDL, LDL, VLDL, Total Cholesterol and Triglycerides.Results and discussion: group II promoted a decrease in PT and Prot.S; and an increase in HDL,VLDL, Total cholesterol and TG; group III decreased PT, APTT, Prot.S, ICAM and VCAM ; and increased Fribrinogen, D- dimers, HDL,VLDL,Total Cholesterol and TG and group IV decreased PT, Prot.C and increased ICAM and VCAM.Conclusions: among the drugs studied we aim that: the group II promoted significant changes in lipid profile featuring a pro- thrombotic state, in spite of presented the highest increase in the levels of HDL and few alterations associated to hypercoagulability; group III promoted the biggest number of hypercoagulability alterations, this drug also changed the lipid profile contributing to a pro-thrombotic state, although it has presented endothelial protection and the group IV it was the drug that promoted the best endothelial protection, did not change lipid profile and caused few alterations associated with hypercoagulability
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
a.pdf (1.96 Mbytes)
Data de Publicação
2011-11-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.