• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.61.2012.tde-19042013-164635
Documento
Autor
Nome completo
Maria Lúcia Nejm de Carvalho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2012
Orientador
Banca examinadora
Marques, Ilza Lazarini (Presidente)
Abramides, Dagma Venturini Marques
Bachega, Maria Irene
Belancieri, Maria de Fátima
Thomé, Sandra
Título em português
Aleitamento materno em lactentes com e sem fissura labial: estratégias de enfrentamento e nível de estresse materno
Palavras-chave em português
adaptação psicológica
aleitamento materno
estresse psicológico
fenda labial
lactente
Resumo em português
Objetivos: Investigar o nível de estresse e as estratégias de enfrentamento adotadas na situação de aleitamento materno exclusivo e não aleitamento materno exclusivo para a comparação entre mães de lactentes com fissura labial e de lactentes sem fissura labial, com idades inferiores a seis meses; analisar e descrever interações entre nível de estresse materno, estratégias de enfrentamento, aspectos sociodemográficos, gênero, idade e extensão da fissura labial do lactente e tipo de aleitamento.Métodos: Estudo transversal, alinhado à perspectiva quanti-qualitativa, com amostra de 200 mães de lactentes com e sem fissura labial subdivididas em quatro grupos: grupo 1: 50 mães de lactentes com fissuras de lábio completas e incompletas e que estavam em aleitamento materno exclusivo, agendadas para o caso novo no Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC), grupo 2: 50 mães de lactentes sem fissuras de lábio em aleitamento materno exclusivo, atendidas em duas Unidades Básicas de Saúde (UBS), grupo 3: 50 mães de lactentes com fissuras de lábio completas e incompletas e que não estavam em aleitamento materno exclusivo, agendadas para caso novo no HRAC, grupo 4: 50 mães de lactentes sem fissuras de lábio e que não estavam em aleitamento materno exclusivo, atendidas nas UBS. Realizado no Ambulatório, setor de caso novo, do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais, USP e em duas Unidades Básicas de Saúde, Bauru. Instrumentos: Inventário de Sintomas de Stress de Lipp (ISSL), Inventário de Estratégias de Coping, Prontuários de pacientes do HRAC, Entrevista semi-estruturada e Questionário de situação socioeconômica familiar nas UBS. Resultados: Constatou-se que o diagnóstico de stress ocorreu em 55 mães de lactentes com fissura e em 70 mães de lactentes sem fissura, sendo que o stress não foi associado com fissuras de lábio, de lactentes. Destacaram-se as estratégias de coping: autocontrole no aleitamento materno e no aleitamento materno exclusivo; afastamento, busca de suporte social e fuga/esquiva no aleitamento artificial.Conclusões: Os resultados indicam a importância do apoio para a redução do estresse e na utilização de estratégias de enfrentamento que minimizem os estressores na situação de aleitamento materno, com ênfase nos trabalhos multidisciplinares.
Título em inglês
Breastfeeding in infants with and without cleft lip: coping strategies and level of maternal stress
Palavras-chave em inglês
adaptation psychological
breastfeeding
cleft lip
infants
stress psychological
Resumo em inglês
Objectives: To investigate the level of stress and coping strategies in situations of exclusive breastfeeding and not breastfeeding exclusively for the comparison between mothers of infants with cleft lip and infants without cleft lip, under the age of six months; to analyze and describe interactions between level of maternal stress, coping strategies, sociodemographic characteristics, gender, age and extent of cleft lip and type of infant feeding. Methods: A cross-sectional study along with a quantitative and qualitative perspective, with a sample of 200 mothers of infants with and without cleft lip divided into four groups: group 1: 50 mothers of infants with complete and incomplete cleft lip, who, had been exclusively breastfeeding and scheduled for medical care at the Hospital for Rehabilitation of Craniofacial Anomalies (HRAC), group 2: 50 mothers of infants without cleft lip on exclusive breastfeeding, seen at two Basic Health Units (BHU), group 3: 50 mothers of infants with complete and incomplete cleft lip that hadnt been exclusively breastfeeding and scheduled for medical care at the HRAC, group 4: 50 mothers of infants without cleft lip and who had not been exclusively breastfeeding and that had been seen at the BHU. Held at the Ambulatory, where new cases arrive, at the Hospital for Rehabilitation of Craniofacial Anomalies, USP and at two Basic Health Units, Bauru. Instruments: Inventory of Stress Symptoms of Lipp (ISSL), Coping Strategies Inventory, medical records from the HRAC, semi-structured interview, family and socioeconomic questionnaire at the BHUs. Results: The diagnosis of stress occurred in 55 mothers of infants with cleft lip and 70 mothers of infants without cleft lip, and the stress was not associated with the occurrence of cleft lip in infants. The following coping strategies stood out: self-control in breastfeeding and in exclusive breastfeeding; detachment, seeking for social support, and escape / avoidance in artificial feeding. Conclusions: The results indicate the importance of support for stress reduction and the use of coping strategies that minimize stress on breastfeeding status, with emphasis on multidisciplinary work.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-05-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.