• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2009.tde-22062009-110923
Documento
Autor
Nome completo
Aretuzza de Fatima Dias
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Fonseca, Rosa Maria Godoy Serpa da (Presidente)
Oliveira, Maria Amelia de Campos
Sekkel, Marie Claire
Título em português
Vivências e percepções de adolescentes em situação de exclusão social sobre a violência
Palavras-chave em português
Adolescência
Condições sociais
Pobreza
Violência
Resumo em português
Este estudo teve como objetivos apreender as percepções dos adolescentes em situação de exclusão social sobre a violência em seu cotidiano, identificar as experiências de violência desse grupo e analisar a realidade apreendida à luz da violência como processo histórico e socialmente determinado. Ou seja, a violência é um fenômeno social que possui caráter revelador de estruturas de dominação (de classe, etnia, geração, gênero, entre outros) e surge como expressão de contradições entre os que querem manter privilégios e os que se rebelam contra a opressão. Foram realizadas 16 entrevistas semi-estruturadas no Centro Comunitário da Criança e do Adolescente (CCCA) com adolescentes entre 12 a 17 anos de idade. Os dados foram tratados mediante análise de conteúdo. Os resultados evidenciam que as percepções que os adolescentes têm da violência estão intrinsecamente relacionadas às suas vivências dentro de um meio social hostil, caracterizado por um sistema sociopolítico gerador de profundas desigualdades sociais. O conceito de violência foi associado a algo natural, enquanto medida disciplinar; violação aos seus direitos; discriminação social e de gênero, associado a atos físicos como agressões e brigas na comunidade. O tipo de violência mais citado pelos adolescentes foi a violência interpessoal que a Organização Mundial da Saúde caracteriza como violência doméstica quando ocorre entre os membros de uma família e seus agregados e violência social quando ocorre entre pessoas sem laços de parentesco. A superação dessa situação dar-se-á na medida em que os diferentes setores se organizem para garantir aos grupos sociais envolvidos uma assistência na medida das suas necessidades sociais e de saúde
Título em inglês
Experiences and perceptions of adolescents at risk of social exclusion on violence
Palavras-chave em inglês
Adolescents
Poverty
Social conditions
Violence
Resumo em inglês
This study aimed to capture the perceptions of adolescents at risk of social exclusion on the violence in their daily lives, identify the experiences of violence of this group and examine the reality perceived in the light of violence as a historical process and socially determined. It is violence is a social phenomenon that has character reveals structures of domination (of class, ethnicity, generation, gender, etc.) and appears as an expression of conflict between those who want to maintain privileges and who rebel against oppression. Were carried out 16 semi-structured interview in the Community Center on Children and Adolescents (CCCA) with adolescents between 12 to 17 years of age. The data were treated by content analysis as method of analysis. The results show that the perceptions that adolescents have of violence are intrinsically linked to their experiences within a hostile social environment, characterized by a sociopolitical system generates deep social inequalities.The concept of violence was associated with something natural, as a disciplinary measure; violation of their rights, social and gender discrimination, coupled with acts such as physical assaults and fights in the community. The type of violence most cited by teens was the interpersonal violence that the World Health Organization characterizes as domestic violence when it occurs between members of a family and their household and social violence when it occurs between people without ties of kinship. Overcoming this situation will occur in that the different sectors to organize themselves to provide social groups involved as well as their social needs and health
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Aretuzza_Dias.pdf (702.43 Kbytes)
Data de Publicação
2009-07-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.