• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.7.2017.tde-10052017-094147
Documento
Autor
Nome completo
Lilian Machado Torres
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Turrini, Ruth Natalia Teresa (Presidente)
Cruz, Arménio Guardado
Jesus, Maria Cristina Pinto de
Poveda, Vanessa de Brito
Schmitt, Cristiane
Souza, Ivis Emília de Oliveira
Título em português
Readmissão por infecção do sítio cirúrgico ortopédico: um enfoque fenomenológico
Palavras-chave em português
Enfermagem
Infecção da ferida operatória
Pesquisa Qualitativa
Procedimentos ortopédicos
Readmissão do paciente
Resumo em português
Introdução: Quando os indivíduos apresentam infecção do sítio cirúrgico, incluindo o sítio ortopédico, observa-se que alguns recebem tratamento e cuidados em ambiente domiciliar e não necessitam de nova hospitalização. No caso de uma readmissão, decorrente de processo infeccioso, o tratamento pode ser conservador, por meio de cuidados com a ferida cirúrgica e uso de antimicrobianos, ou ainda pode ser necessário que se submeta a uma ou mais intervenções cirúrgicas. Profissionais de saúde devem conhecer os significados e o vivido nas readmissões consequentes de infecções associadas aos procedimentos cirúrgicos. É a reflexão dessa história que está no passado que, sendo verbalizada, traz consigo experiências próprias, únicas e exclusivas. As perguntas que levaram à investigação foram: Como é estar readmitido por infecção do sítio cirúrgico ortopédico? Como a readmissão por infecção pós-operatória ortopédica é entendida no contexto pessoal, de vida familiar, e de trabalho? Que repercussões pessoais e sociais decorrentes da readmissão por infecção ortopédica podem ser percebidas pelo indivíduo? Objetivo: Compreender a experiência de indivíduos readmitidos por infecção do sítio cirúrgico ortopédico. Método: Pesquisa qualitativa fundamentada na Fenomenologia Existencial de Martin Heidegger. Participaram desse estudo onze indivíduos readmitidos em função de infecção do sítio cirúrgico ortopédico, em um hospital público, em Belo Horizonte, Minas Gerais, que atenderam aos critérios de inclusão e exclusão. Os depoimentos foram obtidos por meio de entrevista, entre março de 2014 e abril de 2015, a partir da seguinte questão norteadora: Como é para você estar readmitido por infecção do sítio cirúrgico ortopédico? Resultados: Os depoimentos coletados e analisados à luz da Fenomenologia existencial desvelaram o ser-aí-readmitido por infecção pós-operatória ortopédica. Sentiu medo e insegurança em relação ao que desconhecia; expressou frustração, pois estava acontecendo algo que não esperava acontecer; e observou o passar de um tempo que não significou o quantitativo de dias ou semanas em que ali estava presente, mas, ao contrário, a ausência de ser em seu cotidiano. Nesse momento, percebeu-se descuidado, e a comunicação em saúde marcou o descuidado quando julgou não ter sido acolhido e ouvido em sua história, em seu existir. Assim, entendeu as relações sociais comprometidas, que, algumas vezes, tangenciaram o rompimento. Apegar-se a Deus foi uma estratégia de conforto e de proximidade com um ser divino que poderia afastar aquilo que se aproximava e ameaçava: complicações, sequelas e morte. Conclusões: Os resultados desse estudo sinalizam a necessidade de aprofundar o conhecimento das dimensões que envolvem o cuidar com vistas ao desenvolvimento de competências, a partir das subjetividades dos momentos vividos no processo saúde-doença. Para isto, conhecer é primordial, refletir possibilita compreender, quando, então, a simples habilidade de ouvir toma o caminho da escuta qualificada, em que as atitudes são possíveis e o profissional de saúde desenvolve a capacidade para o cuidado em seu verdadeiro significado. O cuidado que transcende o saber fazer e tenta alcançar o saber fazer sensível.
Título em inglês
Patient readmission for orthopedic surgical site infection: a phenomenological approach
Palavras-chave em inglês
Nursing
Orthopedic procedures
Patient readmission
Qualitative research
Surgical wound infection
Resumo em inglês
Introduction: When people develop a surgical site infection, including the orthopedic site, it can be observed that some receive treatment and care in the home environment, not requiring re-hospitalization. In the case of readmission due to infectious process, treatment can be conservative through caring for the surgical wound and antimicrobial use, or it can require one or more surgical interventions. Health professionals should know the meanings and the experience of readmissions as a consequence of infections associated with surgical procedures. It is this reflection about past reports stories that when verbalized reveal unique and exclusive experiences. The questions leading to the investigation were: How does it feel to be readmitted for an orthopedic surgical site infection?; How is readmission due to an orthopedic post-operative infection understood in the personal, family life and work context?; What personal and social repercussions from orthopedic infection readmission can be perceived by the individual? Objective: To understand the experience of individuals readmitted due to orthopedic surgical site infection. Method: A qualitative research based on the Existential Phenomenology of Martin Heidegger. 11 individuals readmitted due to orthopedic surgical site infection in a public hospital in Belo Horizonte, Minas Gerais, who met inclusion and exclusion criteria participated in this study. Their statements were obtained through interviews between March 2014 and April 2015, from the following guiding question: How is it for you to be readmitted due to an orthopedic surgical site infection? Results: The testimonies that were collected and analyzed in the light of the Existential Phenomenology unveiled a specific readmitted-being-there feeling from orthopedic post-operative infection. They felt afraid and insecure regarding the unknown; expressed frustration because something that they did not expect would happen was happening; and the passing of time was perceived that did correspond to the amount of days or weeks in which they were present, but, instead, a feeling of being absent from being in their daily lives. At that point, a feeling of neglect was perceived, with health communication characterizing this neglect, making them feel like they have not been welcomed, nor had their story, their existence, heard. Therefore, understanding the impaired social relationships, which sometimes affected the disruption. Becoming attached to God was a comfort strategy of proximity to a divine being who could ward off the treatments that were coming: complications, sequelae and death. Conclusions: The results of this study indicate the need to deepen the knowledge of the dimensions involving care with a view to develop skills from the subjectivity of the experiences lived in the health-illness process. For this, understanding is essential, and reflection enables understanding, whereupon the simple ability to listen leads to qualified listening, where attitudes are possible and the health professional develops the ability to care for its true meaning; the care that transcends know-how and tries to achieve sensitive know-how.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-05-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.