• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2017.tde-12052017-154013
Documento
Autor
Nome completo
Etienne Larissa Duim Negrini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Duarte, Yeda Aparecida de Oliveira (Presidente)
Perracini, Monica Rodrigues
Santos, Jair Licio Ferreira
Talarico, Juliana Nery de Souza
Título em português
Comparação entre capacidade aferida e desempenho referido para avaliação de atividades básicas em idosos
Palavras-chave em português
Avaliação de deficiência
Avaliação geriátrica
Idoso
Resumo em português
Dado o acelerado processo de envelhecimento populacional vivenciado no Brasil e no mundo, é importante identificar quais as melhores maneiras de avaliar a saúde da pessoa idosa inserida na comunidade ou institucionalizada. Neste sentido, a Organização Mundial de Saúde preconiza a avaliação desta população por meio da condição funcional. Diferentes instrumentos se propõem a este fim, seja evidenciando o desempenho de atividades ou capacidade funcional, por métodos aferido ou referido. No entanto, existe grande diferença entre estas possíveis maneiras de avaliação da pessoa idosa e poucos estudos que abordem este tema. Objetivo: comparar a avaliação de atividades básicas de vida diária (ABVD) por meio do desempenho referido e aferido em pessoas idosas residentes na comunidade. Método: Estudo transversal que avaliou 40 idosos que realizavam tratamento ou acompanhamento médico em dois ambulatórios (clínica médica e ortopedia) no município de Londrina (PR). Esta amostra foi avaliada frente desempenho funcional por meio da Medida de Independência Funcional (MIF) e o desempenho referido foi verificado a partir da utilização de um questionário padronizado. Ao todo, 12 atividades básicas de vida diária foram avaliadas por ambos os métodos. Para possibilitar a comparação entre as respostas obtidas em cada instrumento, houve um processo de categorização no qual cada idoso era classificado como independente; tendo dificuldade ou utilizando adaptação para realizar a atividade; ou necessitando de ajuda. Foi utilizado o teste do coeficiente de Kappa e teste de correlação de Spearman para comparar a concordância entre os métodos de avaliação da condição funcional. Resultados: Os idosos residentes na comunidade apresentavam média etária de 71,6 anos (IC 95% 72,8;79,4) e maior proporção de mulheres (52,5) e a maioria dos participantes não apresenta comprometimento da função cognitiva. Dentre as atividades avaliadas, aquelas relacionadas ao uso e acesso ao vaso sanitário foram as que a presentaram menor concordância. Já locomoção, alimentação, controle de fezes, banho e vestir-se são aquelas mais comparáveis. Pela comparação entre os métodos de avaliação foi possível observar que a avaliação de modo aferido evidencia indivíduos com menor nível funcional frente a avaliação autorreferida das mesmas atividades. As dificuldades aferidas e referidas estiveram relacionadas com a condição de saúde do idoso avaliado, sendo que idosos provindos do ambulatório ortopédico apresentavam maior comprometimento de atividades que comprometiam membros superiores ou inferiores. Foi possível concluir que a avaliação de ABVD utilizando desempenho referido ou aferido apresenta respostas similares para maioria das atividades avaliadas, com grau de concordância substancial. No entanto, as respostas obtidas pelo método de avaliação autorreferido devem ser interpretadas com cautela, principalmente quando da avaliação do uso e acesso ao vaso sanitário. Os métodos de avaliação avaliados são complementares e quando possível ambos devem ser aplicados para avaliação funcional de pessoas idosas.
Título em inglês
Comparison among measured capacity and reported performance to assess activities of daily living in older adults
Palavras-chave em inglês
Disability Assessment
Geriatric Assessment
Older person
Resumo em inglês
About the accelerated ageing process experienced in Brazil and the world, it is important to identify the best ways to check the health of the older persons inserted in the community. In this sense, the World Health Organization indicates the assessment of functional condition as good option to evaluate this population. Different instruments are proposed and it can be done by the assessment of capacity or performance, by measured or (self) reported methods. However, these methods are different and there are few studies that address this issue. Objective: To compare the evaluation of activities of daily living (ADL) by reported or measured performance in older adults living in community. Methods: Cross-sectional study that evaluated 40 subjects who were undergoing treatment or medical care at two clinics (generical medicine and orthopedics) in Londrina (PR). This sample was evaluated from the functional performance through the Functional Independence Measure (FIM) and reported performance was observed from the use of a standardized questionnaire. Twelve ADL were assessed by both methods. To enable a comparison of obtained responses with each instrument, the subjects were classified as independent; with difficulty or using adaptation to perform the activity; or who needing help. We used the Kappa coefficient test to compare the agreement among the methods to assess functional condition. Results: community-dwelling older adults had a mean age of 71.6 years (95% CI 72.8; 79.4) and higher proportion of women (52.5) and most of the participants does not have impaired cognitive function. Among the activities evaluated, those related to the use and access to the toilet showed the least agreement. Already locomotion, feeding, control stool, bathing and dressing are those more comparable. In the comparison process, it was observed that the older adults had lower functional level when the assessment is made by measured performance against reported assessment of the same activities. The measured and reported difficulties were related to the health condition of the evaluated elderly, and older persons in treatment of orthopedic clinic had greater commitment in activities involving the arms or legs, structures in rehabilitation process. When we evaluated community-dwelling elderly, there was a higher level of agreement between measured functional condition and reported performance. We concluded that the evaluation of ABVD using measured or reported performance shows similar responses to most of the activities evaluated, with substantial degree of agreement. However, the responses obtained by self-reported assessment method should be interpreted with caution, especially when assessing the use of and access to toilet. The methods of this evaluation are complementary and it is a better option when both can be applied for functional assessment of elderly.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-06-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.