• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2013.tde-12092014-142735
Documento
Autor
Nome completo
Franciele do Nascimento Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Vattimo, Maria de Fatima Fernandes (Presidente)
Barbosa, Dulce Aparecida
Shimizu, Maria Heloisa Massola
Título em português
Efeito renoprotetor da estatina em modelo experimental de lesão renal aguda induzida por sepse
Palavras-chave em português
Antioxidantes
Lesão Renal Aguda
Sepse
Sinvastatina
Resumo em português
A sepse é uma das síndromes clínicas mais frequentes em unidades de terapia intensiva (UTI), enquanto que a lesão renal aguda (LRA) é uma complicação comum da disfunção de múltiplos órgãos (DMOs) causada pela sepse. Os mecanismos fisiopatológicos envolvidos na LRA por sepse são a hipoperfusão glomerular, as alterações microvasculares e a liberação de espécies reativas de oxigênio (EROs). Nesse contexto, o efeito antioxidante da estatina pode ser considerado. O objetivo desse estudo foi investigar a repercussão da sepse e o efeito da sinvastatina sobre a função renal dos ratos. Foram utilizados ratos Wistar, adultos e machos, pesando entre 250-300 gramas. Os animais foram distribuídos nos grupos: SHAM (controle da sepse); SHAM + Estatina (0,5 mg/kg de sinvastatina por gavagem, uma vez ao dia, durante cinco dias); Sepse (laparatomia para ligadura e punção de cécum - LPC); Sepse + Estatina (tratamento com sinvastatina e LPC). Foram avaliados os parâmetros fisiológicos (peso corporal, temperatura corporal e glicemia capilar), a presença de micro-organismos no líquido peritoneal, a função renal (clearance de creatinina, método Jaffé), os metabólitos oxidativos (peróxidos urinários - FOX-2 e substâncias reativas com o ácido tiobarbitúrico - TBARS), a gravidade da LRA e a sobrevida dos animais. Os resultados mostraram que os animais com sepse apresentaram hipertermia, hiperglicemia e crescimento microbiano em cultura do líquido peritoneal, declínio do clearance de creatinina com elevação dos níveis de peróxidos urinários e TBARS. O grupo Sepse foi classificado com LRA de maior gravidade e alta taxa de mortalidade, enquanto que o grupo que recebeu sinvastatina apresentou aumento da taxa de filtração glomerular (TFG), com atenuação da geração dos metabólitos oxidativos, associados à menor gravidade da LRA e redução da taxa de mortalidade. Os achados dessa investigação confirmam o desenvolvimento de LRA grave secundária a sepse e evidenciam a renoproteção com princípio antioxidante da sinvastatina.
Título em inglês
Renoprotective effect of statins in experimental model of sepsis induced acute kidney injury
Palavras-chave em inglês
Acute Kidney Injury
Antioxidants
Sepsis
Simvastatin
Resumo em inglês
Sepsis is one of the most frequent clinical syndromes in the intensive care unit (ICU), while acute kidney injury (AKI) is a common complication of multiple organ dysfunction (MODs) caused by sepsis. The pathophysiological mechanisms involved in the sepsis AKI are glomerular hypoperfusion, microvascular changes and release of reactive oxygen species (ROS). In this context, the antioxidant effect of the statin may be considered. The aim of this study was to investigate the impact of sepsis and the effect of simvastatin on renal function in rats. Wistar, adult, male rats weighing between 250-300 grams. The protocol of sepsis, consisted in a laparotomy and induced abdominal sepsis by cecal ligation and puncture (CLP). The animals were divided in groups: SHAM (sepsis control), SHAM + Statin (0.5 mg/kg of simvastatin by gavage, once daily for five days), Sepsis (laparotomy for cecal ligation and puncture - CLP), Sepsis + Statin (simvastatin treatment and CLP). We evaluated physiological parameters (body weight, body temperature and capillary glycemia blood), the presence of microorganisms in the peritoneal fluid, renal function (creatinine clearance, Jaffe method), metabolites oxidative (urinary peroxides - FOX-2 and reactive substances to thiobarbituric acid - TBARS), the severity of AKI and the animals survival. Sepsis animals presented hyperthermia, hyperglycemia and microbial growth in culture of peritoneal fluid and creatinine clearance decrease with elevated levels of urinary peroxides and TBARS. The Sepsis group was classified as the most severe AKI and high mortality rate. The animals that received simvastatin showed improvement in physiological parameters, increased glomerular filtration rate (GFR) with attenuation of the generation of oxidative metabolites, associated with lower severity of AKI and reduced mortality. The findings of this investigation confirm the development of AKI secondary to sepsis and confirm the renoprotection with simvastatin associated to its antioxidant effect
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DISSERTACAO_FRAN.pdf (650.26 Kbytes)
Data de Publicação
2014-09-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.