• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.7.2013.tde-12092014-143712
Documento
Autor
Nombre completo
Rita Lacerda Aquarone
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2013
Director
Tribunal
Faro, Ana Cristina Mancussi e (Presidente)
Caliri, Maria Helena Larcher
Kimura, Miako
Título en portugués
Dor neuropática: implicações na qualidade de vida de pessoas com lesão medular
Palabras clave en portugués
Dor
Lesão medular
Qualidade de vida
Resumen en portugués
A dor é uma das consequências da lesão medular, somada às disfunções miccional e intestinal, à manutenção da integridade da pele, alterações na sexualidade e na reprodução, às questões sociais e familiares. Conhecer a dor e a interferência na qualidade de vida faz com que o profissional que assiste ao paciente, consiga seguir o caminho mais adequado e conjugar modalidades para o controle da dor neuropática. Neste estudo objetivou-se conhecer as implicações da dor neuropática na qualidade de vida de indivíduos com lesão medular traumática. Trata-se de uma pesquisa de abordagem quantitativa, do tipo transversal, exploratória, descritiva e comparativa. Os dados foram coletados pela propria pesquisadora. A coleta incluiu entrevista com os pacientes, aplicando Escala de Avaliação da Dor de McGill, uma escala analógica de avaliação da intensidade da dor e a Escala WHOQOL-brief, versão abreviada do WHOQOL-100. Os pacientes participantes da pesquisa foram em sua maioria do sexo masculino, com idade entre 30 e 49 anos, casados, aposentados, com ensino médio, lesao medular causada por queda, paraplegicos com lesao incompleta, entre um e cinco anos de lesao. As implicações dos pacientes com dor neuropática e qualidade de vida mostram que pacientes que referiram maior intensidade de dor, têm um pior resultado em relação à qualidade de vida, no fator social, que aborda relações pessoais, vida sexual e apoio que recebe dos amigos. Verificou-se que a qualidade de vida é melhor em pacientes com diagnóstico de lesão medular completa, do que em pacientes com lesão medular incompleta. E é melhor também em pacientes que tiveram o ferimento por arma de fogo como causa da lesão medular. Os pacientes com incontinência fecal referiram pior qualidade de vida no aspecto físico, assim como na questão que afirma que a dor atrapalha sua vida. Em relação a sexo, idade, estado civil, tipo de lesão, escolaridade, tempo de lesão, espasticidade, incontinência urinaria e úlcera por pressão, os resultados mostram que essas variáveis não aumentam ou diminuem a ação da dor na qualidade de vida. Nao se pode ignorar a dificuldade na discussao dos dados desta pesquisa, visto que a maior delas esteve relacionada a impossibilidade de comparar os dados encontrados com resultados previos, porque a literatura e muito restrita em relaçao a dor e qualidade de vida apos lesao medular
Título en inglés
Central neuropathic pain: implications of spinal cord lesion for the quality of life
Palabras clave en inglés
Pain
Quality of life
Spinal cord lesion
Resumen en inglés
Pain is one of the consequences of spinal cord lesion, besides in addition to bladder and bowel dysfunction, maintenance of skin integrity, changes on sexuality and reproduction, and social and family issues. Knowing the pain and how it interferes on the quality of life enables the health professional assisting the patient to identify the best treatment and how to combine methods to control neuropathic pain. This study aimed at learning the implications of neuropathic pain for the quality of life of individuals with traumatic spinal cord injuries. Its approach is quantitative, cross-sectional, exploratory, descriptive, and comparative. The data was collected by the researches herself. Collection of data included interviews with the patients by applying McGills Pain Questionnaire, an analogic pain intensity assessment scale, and the WHOQOL-Brief Scale which is an abridged version of WHOQOL-100. The majority of the studied subjects is male, ages 30 to 49, married, retired, high school graduates, paraplegic with incomplete lesions, and whose injury to the spinal cord occurred between one to five years and has been caused by fall. The study of the implications for patients with neuropathic pain shows that the patients who report a more intense pain have the lowest quality of life in relation to social matters, which encompass personal relations, sexual life, and support from friends. It has been identified that patients with complete spinal cord lesion have better quality of life than those with incomplete lesion; also, patients whose injury was caused by gunshot have been proved to have better quality of life. Patients with fecal incontinence have reported worse quality of life from a physical perspective, being those who report more frequently that the pain interferes with their lives. In regards to sex, age, marital status, type of lesion, education level, age of lesion, spasticity, urinary incontinence, and pressure ulcer, results indicate that those variables do not increase or decrease the influence of pain in the quality of life. It is worth highlighting the difficulty to discuss the data gathered by this study, especially the impossibility to compare the collected data with previous results due to the scarceness of literature on pain and quality of life after spinal cord injury
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2014-09-15
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.