• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2014.tde-12092014-151733
Documento
Autor
Nome completo
Daniel Rodrigues Machado
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Kimura, Miako (Presidente)
Berzins, Marilia Anselma Viana da Silva
Duarte, Yeda Aparecida de Oliveira
Título em português
Violência contra idosos e qualidade de vida relacionada à saúde: estudo populacional no município de São Paulo
Palavras-chave em português
Idoso
Maus-tratos ao idoso
Qualidade de vida
Resumo em português
Introdução: Qualidade de Vida Relacionada à Saúde (QVRS) tem sido considerada como importante medida de avaliação do estado de saúde e de predição de mortalidade em idosos. Diversos estudos detectaram fatores associados à QVRS de idosos, mas, poucos deles, até o momento, propuseram-se a analisar as associações entre violência e QVRS dessa população. Objetivos: identificar a prevalência e as características da violência contra idosos não institucionalizados, residentes no Município de São Paulo; comparar idosos expostos e não expostos à violência em relação a dados sociodemográficos, econômicos, de saúde, de funcionalidade familiar, de incapacidade funcional e dos componentes físico e mental da QVRS; verificar se a violência é um fator independente associado aos escores dos componentes físico e mental da QVRS de idosos. Método: esta pesquisa transversal é parte integrante do Estudo SABE (Saúde, Bem-Estar e Envelhecimento). Os dados foram coletados em 2010 e a amostra compôs-se de 1.147 idosos que responderam o Short-Form 12 Health Related Survey (SF-12), instrumento genérico que avalia a QVRS em seus Componentes Físico (CF) e Mental (CM). O CF e o CM do SF-12 foram as variáveis dependentes do estudo. Utilizou-se a regressão linear múltipla, método stepwise backward, para identificação dos fatores associados aos componentes da QVRS. Resultados: a prevalência da violência contra idosos foi de 10,1% (IC 95% 8,4 12), e o tipo mais comum foi a psicológica (9,3%). As variáveis idade e coabitação não diferenciaram significativamente os idosos expostos e não expostos à violência. Sexo feminino, insuficiência de renda, baixa escolaridade, família disfuncional, saúde percebida como ruim, multimorbidade, dor referida, sintomas depressivos, deterioração cognitiva e dificuldades para executar ABVD ou AIVD foram as características presentes em maior proporção no grupo de idosos expostos à violência, quando comparados ao grupo não exposto. Além disso, os idosos expostos à violência, em comparação aos não expostos, alcançaram menores médias nos escores no CF (44,4, DP=10,8 contra 49,1, DP=9,3) e no CM (50,1, DP=12 contra 55,8, DP=7,5) com p<0,001 em ambos os componentes. Na análise múltipla, a violência contra idosos permaneceu significativamente associada ao CM da QVRS (=-2,69; p<0,001), independente de covariáveis demográficas, econômicas, de saúde, de apoio familiar e de incapacidade funcional. Conclusão: a prevalência da violência contra idosos detectada neste estudo foi elevada; os idosos expostos à violência, em comparação aos não expostos, apresentaram diferenças em relação às suas características demográficas, econômicas, de saúde, de funcionalidade familiar e de incapacidade funcional; e a exposição à violência comprometeu o CM da QVRS dos idosos. Medidas de prevenção e controle desse agravo à saúde devem ser tratadas como prioritárias à população idosa
Título em inglês
Violence against the elderly and health-related quality of life: populational study in São Paulo
Palavras-chave em inglês
Aged
Elder abuse
Quality of life
Resumo em inglês
Introduction: Health-related Quality of Life (HRQoL) has been considered as an important measure of health status assessment and a predictor of mortality in elderly. Several studies found factors associated to elderly's HRQoL, however, to date, few have proposed to examine the associations between violence and HRQoL of this population. Objectives: to identify the prevalence and characteristics of violence against non-institutionalized elderly who live in the city of São Paulo; to compare elderly who are exposed and not exposed to violence regarding to following variables: sociodemographic, economic and health data, familiar functionality, functional disability and HRQoL's physical and mental components; to verify whether violence is a factor independently associated to scores of the HRQoL's physical and mental components in elderly. Method: This cross-sectional study is part of the SABE (Health, Wellness, and Aging Study). Data were collected in 2010 and the sample was composed by 1,147 elderly who responded to the 12-Item Short-Form Health Related Survey (SF-12), a generic instrument that assesses the HRQoL in its Physical (CF) and Mental (CM) Components. The CF and CM of the SF-12 were the dependent variables of this study and we used the multiple linear regression, a method of backward stepwise selection to identify the factors associated to HRQOL's components. Results: The prevalence of violence against the elderly was 10,1% (IC 95% 8,4 12) and the psychological violence was the most common (9,3%). The cohabitation and age variables did not significantly differentiate the elderly exposed and those non- exposed to violence. Female sex, insufficient income, low education, dysfunctional family, health perceived as poor, multimorbidity, referred pain, depressive symptoms, cognitive impairment and difficulty to perform ABVD ou AIVD were the features presented with higher proportion in the group of elderly exposed to violence, compared to the unexposed ones. Furthermore, elderly exposed to violence achieved lower scores in HRQoL's CF(44,4, SD=10,8 vs. 49,1, SD=9,3) and CM(50,1, SD=12 vs. 55,8, SD=7,5) compared to unexposed ones, with p<0,001 in both components. In multiple analysis, the violence against the elderly remained significantly associated to HRQOL's CM (=-2,69; p<0,001), independent of demographic, economic, health, family support and functional disability covariables. Conclusion: The prevalence of violence against elderly identified in this investigation was high; the elderly exposed to violence, compared to non-exposed ones, presented differences concerning their demographic, economic, health, family support and functional disability features; and the exposion to violence undermined the HRQOL's CM of elderly. Prevention and control actions for this health hazard should be considered as a priority for the elderly
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-09-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.