• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.7.2016.tde-24112015-125910
Documento
Autor
Nome completo
Karla Alexsandra de Albuquerque
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Pimenta, Cibele Andruccioli de Mattos (Presidente)
Almeida, Sebastião de Sousa
Cavalcanti, Ana Márcia Tenório de Souza
Mota, Dalete Delalibera Corrêa de Faria
Ribeiro Júnior, Ulysses
Título em português
Imagem corporal, autoestima e distress em doentes com câncer grastrointestinal com síndrome anorexia-caquexia
Palavras-chave em português
Autoimagem
Caquexia
Enfermagem
Estresse Psicológico
Imagem corporal
Neoplasias
Resumo em português
Introdução: A imagem corporal, a autoestima, o distress e a Síndrome Anorexia-Caquexia (SAC) em doentes com câncer gastrointestinal são pouco conhecidas. Objetivos: caracterizar o perfil sociodemográfico, clínico, antropométrico, bioquímico e nutricional dos doentes e analisar a prevalência e os fatores independentemente associados à acurácia e insatisfação da imagem corporal, autoestima e distress em doentes com Pré-SAC, SAC e Sem SAC. Método: Estudo transversal com 378 adultos com câncer gastrointestinal, classificados nos grupos Pré-caquexia (Pré-SAC, 53 doentes, 14%), Caquexia (SAC, 122, 32,3%) e Sem Caquexia (Sem SAC, 203, 53,7%). Foram elegíveis aqueles com escolaridade 6 anos, KPS 60%, sem quadro infeccioso e anasarca. As análises univariadas e de regressão logística identificaram os fatores associados à imagem corporal, autoestima e distress. Resultados: A maioria dos doentes foi homem (55,3%), idade média de 53 anos. Os tumores mais frequentes foram cólon/sigmóide (29,6%) e reto/ânus (29,4%) e sem metástases (65,1%). O grupo SAC teve maior prevalência de tumor de esôfago/estômago, metástases, perda de peso, desnutrição moderada a grave e sintomas mais intensos, além de menor tempo de diagnóstico, menor KPS, menor ingesta alimentar, menores níveis de hemoglobina e albumina e maior nível de proteína C-reativa. A prevalência de acurácia do tamanho corporal foi 75,8% e de insatisfação foi 78,8%. A maior parte relatou autoestima alta (81,2%) e 51,8% referiram distress. No grupo Pré-SAC/SAC, foram fatores de risco para distorcer a imagem corporal, subestimando-a, sexo masculino e presença de metástase. Idade elevada foi fator protetor para subestimar o tamanho corporal. Sexo masculino e depressão moderada/intensa foram fatores de risco para aumentar o tamanho corporal. Quanto à insatisfação corporal, tumor de cólon/sigmóide e maior tempo de diagnóstico diminuíram o desejo de aumentar o tamanho corporal. O risco de autoestima alta foi aumentado por idade mais elevada e ausência de dor e diminuído por fadiga muito incapacitante e ansiedade intensa. Distress, neste grupo, teve como fatores de risco maior intensidade de ansiedade, prejuízo no sono e de alteração da sensação de bem-estar e como fator protetor maior tempo de diagnóstico. No grupo Sem SAC, ter maior KPS protegeu e ter companheiro e depressão leve foram fatores de risco para superestimação do tamanho corporal. Na insatisfação corporal, sexo masculino diminuiu o desejo de ser mais magro e tumor de cólon/sigmóide diminuiu o desejo de ser mais gordo. Ausência de impacto da fadiga na vida diária foi fator protetor para autoestima alta. Ansiedade e dispneia intensas aumentaram o risco de distress neste grupo. Conclusão: Os doentes do Grupo SAC eram mais debilitados clinicamente, com maiores alterações nutricionais e sintomas mais intensos. Subestimação e desejo de aumentar peso, menor autoestima e ter distress estavam relacionados a características clínicas, antropométricas, nutricionais ou sintomas presentes no Grupo SAC; o inverso estava relacionado ao Grupo Sem SAC. Variáveis sociodemográficas, clínicas e sintomas foram os fatores independentemente associados à IC, AE e DT nos grupos. A identificação de diversos fatores de risco e protetores para acurácia e insatisfação com a imagem corporal, piora da autoestima e ocorrência de distress permite o planejamento de ações que previnam ou controlem essas variações
Título em inglês
Body image, self esteem and distress in patients with gastrointestinal cancer patients with cachexia anorexia symdrome
Palavras-chave em inglês
Body Image
Cachexia
Neoplasms
Nursing
Self Concept
Stress; Psychological
Resumo em inglês
Introduction: Body image, self-esteem, distress and the cancer Anorexia Cachexia Syndrome (CACS) in patients with gastrointestinal cancer are not well known. Objectives: To characterize sociodemographic, clinical, anthropometric, biochemical and nutritional profile and to analyze the prevalence and the factors independently associated with accuracy and dissatisfaction of body size, self-esteem and distress in patients with pre-CACS, CACS and No CACS. Methods: Cross-sectional study of 378 adults with gastrointestinal cancer, classified in Pre-cachexia groups (Pre-CACS, 53 patients, 14%), cachexia (CACS, 122, 32.3%) and without cachexia (No CACS, 203, 53.7%). Patients with schooling 6 years, KPS 60% without infectious condition and anasarca were eligible. The univariate and logistic regression analyzes identified factors associated with body image, self-esteem and distress. Results: Most patients were men (55.3%), mean age 53 years. The most common tumors were colon/sigmoid (29.6%) and rectum/anus (29.4%), without metastasis (65.1%). The CACS group had a higher prevalence of esophageal/stomach tumor, metastases, weight loss, moderate to severe malnutrition and more severe symptoms, as well as shorter diagnosis time, lower KPS, lower food intake, lower levels of hemoglobin and albumin and higher level of C-reactive protein. The prevalence of accuracy of body size was 75.8% and dissatisfaction was 78.8%. Most reported high self-esteem (81.2%) and 51.8% reported distress. In the Pre-CACS/CACS group, risk factors to underestimated body image were male gender and metastasis. And older age was a protective factor to underestimantion their body size. To overestimation, male gender and moderate/severe depression were risk factors. As for body dissatisfaction, the Pre-CACS/CACSgroups, colon/sigmoid tumor and longer diagnostic time decreased the desire of increase body size. Older age and no pain increased the risk of high self-esteem; very disabling fatigue and severe anxiety decreased the risk of high self-esteem. Anxiety, impaired sleep and change sense of well-being were risk factors of distress. In the group No CACS, having a partner and mild depression were risk factors for overestimation of body size. Male gender decreased the desire of being slimmer and duodenum/colon/sigmoid tumor decreased the desire of being fatter. No fatigue impact in daily life was a protective factor for high self-esteem. Delayed diagnosis was a protective factor and anxiety and intense dyspnea have increased the risk of distress. Conclusion: CACS Group patients were more clinically impaired, with more nutritional changes and more severe symptoms. Sociodemographic, clinical and symptom variables were the factors independently associated with bo self-esteem and distress in the groups. The identification of various risk and protective factors for distortion and dissatisfaction with body image, low self-esteem and distress allows planning actions to prevent or control these variations
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-01-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.