• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2012.tde-28082014-144608
Documento
Autor
Nome completo
Fernanda Mateus Queiroz Schmidt
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Santos, Vera Lucia Conceicao de Gouveia (Presidente)
Jorge, Jose Marcio Neves
Norton, Christine
Título em português
Prevalência e fatores associados à constipação intestinal em adultos no município de Londrina, Paraná, Brasil
Palavras-chave em português
constipação intestinal
constipação intestinal (epidemiologia)
constipação intestinal (prevalência)
Resumo em português
A partir do desenvolvimento dos Critérios de Roma, muitos estudos têm sido realizados para o conhecimento da epidemiologia da constipação intestinal (CI). Porém, a maioria é realizada em grupos populacionais específicos e poucos são aqueles de base populacional. Os objetivos do presente estudo foram estimar a prevalência de CI em adultos da população geral na área urbana de Londrina, Paraná, e identificar os fatores demográficos e clínicos associados à ocorrência de CI nessa população. Trata-se de uma análise secundária, desenvolvida a partir de um estudo epidemiológico de base populacional, descritivo, exploratório e com coleta transversal dos dados, sobre o hábito intestinal da população de Londrina, Paraná, em 2008. Dois mil cento e sessenta e dois indivíduos, residentes nas ruas selecionadas por meio de amostragem probabilística por conglomerados, foram entrevistados utilizando-se dois instrumentos: dados sócio-demográficos e Hábito Intestinal na População Geral (em sua versão adaptada e validada para o Brasil). No presente estudo, foram utilizadas as variáveis necessárias para o cálculo da prevalência de CI, de acordo com os Critérios de Roma III, e identificação dos fatores associados. Os dados foram analisados por meio do Teste de Qui-Quadrado (X²) de Pearson e regressão logística multivariada. Foram estimadas as prevalências de CI, com intervalos de confiança (IC) a 95%. As associações foram medidas pelo Odds Ratio ajustado, por análise de regressão. A prevalência total de CI foi 14,6%, sendo maior entre as mulheres (21,9%) comparativamente aos homens (5,3%), crescente com a idade em ambos os sexos e inversamente proporcional ao aumento da renda familiar. Para a amostra total de constipados (n=315), os fatores que apresentaram associação com CI foram: sexo feminino, baixa renda familiar, história de fístula, fissura anal, prolapso retal, hemorróidas, cirurgias anorretais, AVE e doenças do sistema nervoso. Para o sexo feminino, as variáveis significativamente associadas à CI foram: baixa renda familiar, história de fístula, fissura anal, cirurgia anorretal, trauma ou ferimento ao redor do ânus, retocele, hemorróidas e AVE. Para o sexo masculino, CI foi estatisticamente associada a: idade avançada, baixa renda familiar, fissura anal, cirurgia anorretal, AVE e doença do sistema nervoso. As variáveis baixa renda familiar, AVE, história de fissura anal e cirurgia anorretal permaneceram nos três modelos testados. Este estudo contribui para o conhecimento da epidemiologia da CI na população geral brasileira, ao constituir-se em um dos poucos estudos nacionais de base populacional sobre o tema. Além disso, os seus resultados agregam novos conhecimentos, ao terem sido testadas algumas variáveis que não são usualmente analisadas em estudos de base populacional sobre prevalência de CI na população geral, como fístula, fissura, cirurgias anorretais, hemorróidas, doenças do sistema nervoso, entre outros.
Título em inglês
Constipation prevalence and associated factors in adults living in Londrina, Paraná, Brazil.
Palavras-chave em inglês
constipation
constipation (epidemiology)
constipation (prevalence)
Resumo em inglês
Since the Rome Criteria were developed a lot of studies have been done to determine general constipation epidemiology. However, most of the studies consider only specific groups of people and only a few of them consider a general population analysis. The current study is a population-based study that aimed to estimate the prevalence of constipation in adults from the general population at Londrina city, Paraná State, Brazil and also to identify the clinical and demographic factors associated to occurrence of constipation in this population. This study is a secondary analysis from the epidemiological population-based study about bowel habit, that was descriptive and exploratory, cross sectional, and it was performed in 2008 at the urban area of Londrina city. Two thousand one hundred sixty two individuals living at the selected streets through cluster sampling were interviewed. Two instruments were used for data collection: social-demographic data and the adapted and validated version of Bowel Function in the Community for Brazil. In the current study the original database variables were used to calculate the prevalence of constipation, according to the Rome Criteria III, and also to determine the associated factors. The data were analyzed using chi-square test (X²) and multivariate logistic regression. The prevalence of constipation was estimated with a 95% confidence interval. The adjusted odds ratio was used to measure the association between variables, using regression analysis. The total prevalence of constipation was 14,6%, higher among women (21,9% women; and 5,3% men), growing with age in both genders, and inverse proportion to the family income. The factors that presented statistically significant association to the constipated sample (n=315) were: female gender, low social economic status, fistulae history, anal fissure, rectal prolapse, hemorrhoids, anus-rectal surgery, stroke and nervous system disease. Among the women, the statistically significant associated factors were: low social economic status, fistulae history, anal fissure, anus-rectal surgery, trauma or wound around the anus, rectocele, hemorrhoids, and stroke. Among the men, the statistically significant associated factors were: higher ages, low social economic status, anal fissure, anus-rectal surgery, stroke, and nervous system disease. The variables low social economic status, stroke, anal fissure history and anus-rectal surgery were statistically significant in all three tested statistical models. This study is important because it shows the epidemiology of constipation in the general Brazilian population, and it is one of the very few national based-population studies about the subject. It also shows associations between constipation and fistulae history, anal fissure, anus-rectal surgery, hemorrhoids, stroke, nervous system disease, and other factors that have not been often analyzed in based-population studies about prevalence of constipation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-09-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.