• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.7.2017.tde-12052017-162011
Documento
Autor
Nombre completo
Luize Fábrega Juskevicius
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2016
Director
Tribunal
Barbosa, Maria Clara Padoveze Fonseca (Presidente)
Figueiredo, Rosely Moralez de
Takahashi, Renata Ferreira
Título en portugués
Precauções específicas para transmissão de microorganismos: elaboração e validação de instrumento para contribuir na redução da vulnerabilidade individual
Palabras clave en portugués
Educação em saúde
Precauções universais
Vulnerabilidade em saúde
Resumen en portugués
Introdução: A propagação das infecções em serviços de saúde pode ocorrer devido ao não cumprimento das precauções padrão e precauções específicas por parte dos profissionais da assistência a saúde, indivíduos e visitantes. Estudos demonstraram baixa adesão às medidas de precaução pelos profissionais da assistência a saúde, o que pode ter relação com os aspectos do comportamento humano, como a falsa percepção de um risco invisível e a subestimação do compromisso individual nas taxas de infecções relacionadas à assistência a saúde. Com relação aos indivíduos e familiares a orientação inadequada, que se restringe apenas em dizer o que deve ou não ser feito pelo familiar e indivíduo, não esclarece o objetivo principal das precauções, fazendo com que a adesão aos procedimentos não ocorra ou ocorra de maneira inadequada. A partir da década de 1980, teóricos em saúde coletiva propuseram o conceito de vulnerabilidade para ser utilizado como quadro de referência para apoiar o manejo de agravos em saúde. No presente estudo, o conceito de vulnerabilidade foi utilizado como referencial teórico para a abordagem dos aspectos que envolvem o conhecimento e engajamento do indivíduo nas situações que requerem precauções específicas. Objetivo: elaborar e validar com especialistas um roteiro de orientação escrito sobre precauções específicas para indivíduos adultos, tendo como quadro de referência o conceito de vulnerabilidade. Métodos: trata-se de um estudo do tipo metodológico. O estudo foi aplicado em três fases sequenciais: a coleta de dados por meio de aplicação de um questionário dirigido aos indivíduos, a elaboração do roteiro de orientação aos profissionais de saúde e a validação desse material. O estudo foi desenvolvido em dois hospitais, sendo um deles universitário público de nível assistencial secundário e o outro um hospital geral privado com atendimento a convênios de saúde. Participaram do estudo indivíduos adultos que se encontravam em situação de precauções específicas para a transmissão de doenças durante a internação, no período do estudo. Foram convidados a participar como juízes na validação profissionais de saúde com conhecimento reconhecido na área de prevenção de transmissão de doenças ou na temática de vulnerabilidade. O Índice Validade de Conteúdo (IVC) de 0,75 foi utilizado como critério para validação dos tópicos desenvolvidos no instrumento de orientação. Resultados: foram entrevistados 39 indivíduos, em média sete dias após a instituição das precauções específicas. A maior parte estava em precaução para contato. Menos da metade sabia que necessitava de algum cuidado específico; dentre estes, menos da metade sabia como se transmitia seu agravo. O roteiro educacional foi desenvolvido de modo a proporcionar maior conhecimento nos aspectos usualmente negligenciados pelos profissionais e estimular o cuidado centrado na individualidade. Todos os itens tiveram um índice de validade de conteúdo acima de 75%. Conclusão: o roteiro educacional apresenta potencial para instrumentalizar os profissionais da assistência à saúde para a elaboração de ações educativas para indivíduos adultos em precauções específicas. Espera-se que este roteiro possa ser aplicado rotineiramente pelos profissionais nos serviços de saúde, visando a minimizar os efeitos indesejados decorrentes das situações de precauções específicas para transmissão de doenças.
Título en inglés
Specific precautions for transmission microorganisms: development and validation instrument to contribute to the individual vulnerability reduction
Palabras clave en inglés
Health education
Health Vulnerability
Universal precautions
Resumen en inglés
Introduction: The spread of infections in health services may occur due to health care professionals, patients and visitors noncompliance with standard precautions and specific precautions. Studies have shown low adherence from health care professionals to precautionary measures, which may be related to aspects of human behavior, such as false perception of an invisible risk and underestimation of the individual commitment in reference to infections rates related to health care. With regard to patients and families, inadequate guidance - which is limited only to saying what the family member and patient should or should not do - does not clarify the main purpose of the precautions, hindering adherence to precautions or making them occur inappropriately. From the 1980s on, public health theorists proposed the concept of vulnerability to be used as a framework to support health hazard management. In this study, the concept of vulnerability will be used as a theoretical framework to address the aspects concerning the patients knowledge and engagement in situations that require specific precautions. Purpose: to develop and validate with experts a guidance reference in writing on specific precautions for adult patients, using the concept of vulnerability as a referential framework. Method: this is a methodological study design, which will be implemented in three sequential phases: data collection by means of a survey to patients, development of a guidance instrument and validation of this material. The study will be developed in two hospitals, one of them, a state university hospital of secondary care level and the other, a private general hospital covering health insurance plans. Patients participating in the study were adults under specific precautions concerning transmission of diseases during hospitalization at the time of the study. Health professionals with recognized expertise in diseases transmission prevention or on the topic of vulnerability were invited to participate as judges for validation. The Content Validity Index (CVI) of 0.75 was used as a criterion for validation of the topics developed in the guidance tool. Results: Thirty-nine patients were interviewed, on average seven days after the imposition of specific precautions. Most were under contact precautions. Less than half knew they needed some special care; among these, less than half knew how their hazard was transmitted. The educational guide was developed to provide more knowledge on the aspects usually neglected by professionals and to foster care centered on the patient's individuality. All items had a content validity index above 75%. Conclusion: the educational guide has the potential to enable health care professionals for the development of educational activities for adults under specific precautions. This guide is expected to be applied routinely by professionals in health services, in order to minimize the undesirable effects of the cases of specific precautions to disease transmission.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Dissertacao_LUIZE.pdf (3.82 Mbytes)
Fecha de Publicación
2017-05-19
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.