• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.7.2016.tde-13052015-134030
Documento
Autor
Nome completo
Iara Cristina Pereira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Maria Amelia de Campos (Presidente)
Bógus, Claudia Maria
Chiesa, Anna Maria
Egry, Emiko Yoshikawa
Germani, Ana Claudia Camargo Gonçalves
Título em português
Possibilidades e limites do trabalho de agentes comunitários de saúde para a promoção da saúde
Palavras-chave em português
Administração de Recursos Humanos
Agentes Comunitários de Saúde
Atenção Primária à Saúde
Promoção da Saúde
Resumo em português
Estudo exploratório, descritivo, com abordagem qualitativa, que tomou como objeto o processo de trabalho dos agentes comunitários de saúde (ACS). O objetivo geral foi identificar possibilidades e limites no trabalho dos ACS para a realização de ações de promoção da saúde. O embasamento teórico incluiu a teoria da determinação social do processo saúde e doença, o paradigma da promoção da saúde e os princípios da educação popular em saúde. O método utilizado para interpretação dos dados foi a hermenêutica dialética. Na primeira fase da pesquisa, foi realizada análise documental dos relatórios finais das três últimas Conferências Municipais de Saúde, do Relatório de Gestão 2012 e dos dois últimos Planos Municipais de Saúde de Campo Grande, MS, para identificar como abordaram os temas de educação permanente, intersetorialidade, participação social e condições de trabalho dos ACS. Também se procedeu à caracterização dos ACS e das práticas de promoção da saúde por eles desenvolvidas no cotidiano de trabalho em equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF). Na segunda fase, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com oito gerentes das Unidades Básicas Saúde da Família e com a Coordenadora Municipal da ESF para identificar a percepção sobre o trabalho realizado pelos ACS. Em seguida, foram desenvolvidas seis oficinas pedagógicas com os ACS para identificar suas concepções sobre processo saúde-doença, necessidades sociais e de saúde, processo de trabalho e formação. Para análise do material empírico, foi utilizada a análise temática, que permitiu identificar as seguintes categorias: O processo saúde-doença e a promoção da saúde, A realidade do território: problemas de saúde e necessidades sociais, (Des)caminhos e (im)possibilidades da promoção em saúde esta desdobrada nas subcategorias A educação permanente na realidade de trabalho dos ACS, O desafio da participação social e A ESF e a intersetorialidade e O cotidiano de trabalho do ACS. A análise dos resultados indicou que, para que os ACS desenvolvam um trabalho voltado à promoção da saúde, são necessárias a adoção de uma política intersetorial, a gestão participativa com fomento à participação social e novas práticas em saúde ancoradas na clínica ampliada e na educação permanente em serviço, além de um processo de formação dos ACS baseado na educação popular em saúde
Título em inglês
Possibilities and limits of the work of community health workers to promote health
Palavras-chave em inglês
Community Health Workers
Health Promotion
Personnel Management
Primary Healthcare
Resumo em inglês
The object of this exploratory, descriptive investigation with a qualitative approach was the work process of Brazilian community health workers (CHWs). The studys overall purpose was to identify the possibilities and limitations experienced by CHWs while carrying out health promotion practices. The theoretical framework comprised the theory of social production of health and disease, the health promotion paradigm, and principles of popular education in health. Hermeneutic dialectics was the method employed for data interpretation. The first phase of the investigation consisted in analyzing the final reports of the three latest Municipal Health Conferences, the 2012 Management Report, and the two latest Municipal Health Plans for Campo Grande (the capital city of Mato Grosso do Sul state), to detect their approaches to the following topics: permanent education, intersectorality, social participation, and working conditions among CHWs. The study also characterized the profiles of CHWs and the health promotion practices addressed in their daily work as members of Family Healthcare Strategy (FHS) teams. In the second phase, semi-structured interviews were conducted with eight managers of Family Healthcare Units and the FHS Municipal Coordinator to identify their perceptions of the work performed by CHWs. Subsequently, six educational workshops were conducted with CHWs to identify their conceptions of the healthdisease process, social and healthcare needs, work process, and professional education. Thematic analysis of the empirical material led to identification the following categories: The healthdisease process and health promotion, Territorial reality: health problems and social needs, (Un)due paths and (im)possibilities in health promotionfurther subcategorized as Permanent education in the professional reality of CHWs, The challenge of social participation, and The FHS and intersectorality, and The daily work routine of CHWs. The results revealed that enabling CHWs to develop practices oriented towards health promotion requires implementing intersectoral policies and participatory management capable of advancing social participation and new healthcare practices supported by an expanded clinical approach and permanent in-service education, as well as providing CHWs with a professional education process based on popular health education
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-03-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.