• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Jéssica Reis Queiroz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Hoga, Luiza Akiko Komura (Presidente)
Belli, Maria Aparecida de Jesus
Borges, Ana Luiza Vilela
Chofakian, Christiane Borges do Nascimento
Leone, Claudio
Miranda, Marina Jorge de
Título em português
Dias de gravidez potencialmente perdidos: um novo olhar sobre a idade gestacional
Palavras-chave em português
Assistência ao parto
Atenção à saúde baseada em evidências
Cuidado perinatal
Enfermagem
Qualidade da assistência à saúde
Resumo em português
Introdução: Estudos que visam elucidar os fatores associados à idade gestacional (IG) utilizam intervalos semanais ou categorias estabelecidas. A análise utilizando a variável IG em dias pode apresentar um avanço no conhecimento sobre os seus fatores associados e desfechos, principalmente utilizando o conceito de dias de gravidez potencialmente perdidos (DGPP). Objetivo: Analisar os fatores associados aos DGPP e os principais desfechos perinatais associados aos DGPP. Método: Estudo de coorte histórica, utilizando os dados da pesquisa Nascer no Brasil: Inquérito Nacional sobre o Parto e Nascimento, realizada de 2011 a 2012, referentes à Região Sudeste. Os possíveis fatores associados foram avaliados individualmente e aqueles que foram considerados elegíveis foram avaliados por meio de regressão linear múltipla. Coeficientes de correlação ponto bisserial foram calculados para os principais desfechos perinatais. Resultados: Apenas 10% dos RN não perderam dias de gravidez entre os que tiveram financiamento privado para o nascimento, enquanto essa proporção foi três vezes maior entre os que tiveram financiamento público. Apenas 20% das mulheres que receberam cesárea tiveram filhos sem nenhum DGPP, enquanto 30% das mulheres que tiveram parto normal deram à luz RN sem DGPP. As variáveis que permaneceram independentemente associadas à DGPP após regressão linear múltipla foram: Fonte de financiamento da assistência ao parto privada ( 3,48), Síndromes hipertensivas na Gravidez ( 3,02), Apresentação fetal não cefálica ( 2,27), Nascimento por cesárea sem trabalho de parto ( 1,49), Cor da pele branca ou amarela ( 0,73), Idade em anos ( 0,05), IMC ( -0,06) e Anos de estudo ( -0,08). Para cada DGPP, houve um aumento estatisticamente significativo (p-valor < 0,05) de 18% na internação em UTI, 14% na necessidade de oxigênio após nascimento, 12% na necessidade de fototerapia, 10% na ocorrência de desconforto respiratório, 8% na ocorrência de óbito perinatal e 7% na ocorrência da Doença da Membrana Hialina, além de uma diminuição de 16% na ocorrência de Aleitamento Materno Exclusivo no momento da alta. Conclusão: A utilização do conceito de DGPP permitiu obter mais clareza para analisar os fatores associados ao encurtamento da gravidez, bem como seus principais desfechos perinatais, indicando o quanto os fatores de assistência podem ter maior peso se comparados aos fatores fisiológicos.
Título em inglês
Potentially Missed Pregnancy Days: A New Look at Gestational Age
Palavras-chave em inglês
Evidence-based practice
Midwifery
Nursing
Perinatal care
Quality of health care
Resumo em inglês
Introduction: Studies aims to elucidate factors associated with gestational age (GA) use weekly intervals or established categories. The analysis using the GA variable in days may present an advance in the knowledge about its associated factors and outcomes, mainly using the concept of Potentially Missed Pregnancy Days (PMPD). Objective: To analyze the factors associated with PMPD and the main perinatal outcomes associated with PMPD. Methods: Historical cohort study, using data from the survey "Birth in Brazil: National Inquiry into labor and Birth, conducted from 2011 to 2012, referring to the Southeast Region. The possible associated factors were evaluated individually and those that were considered eligible were evaluated through multiple linear regression. Bisserial point correlation coefficients were calculated for the main perinatal outcomes. Results: Only 10% of newborns did not lose days of gestation among those who had private funding for their birth, while this proportion was three times higher among those who had public funding. Only 20% of women who received cesarean section had children without any PMPD, while 30% of women who had normal birth gave birth to RN without PMPD. The variables that remained independently associated to the PMPD after multiple linear regression were: Private funding for birth care ( 3.48), Hypertensive syndromes during pregnancy ( 3.02), Non-cephalic fetal presentation ( 2.27), Cesarean birth without labor ( 1.49), white or yellow skin color ( 0.73), age in years ( 0,05), BMI ( -0,06) and years of study ( -0.08). For each PMPD, there was a statistically significant increase (p-value <0.05) of 18% in ICU admission, 14% in the need for oxygen after birth, 12% in the need for phototherapy, 10% in the occurrence of respiratory discomfort, 8% in the occurrence of perinatal death and 7% in the occurrence of Hyaline Membrane Disease, in addition to a 16% decrease in the occurrence of Exclusive Breastfeeding on discharge. Conclusion: The use of the DGPP concept allowed more clarity to analyze the factors associated with the shortening of gestation, as well as its main perinatal outcomes, indicating how much the care factors may have greater weight when compared to the physiological factors.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-11-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.