• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Camila Forni Antunes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Damião, Elaine Buchhorn Cintra (Presidente)
Castillo, Ana Marcia Chiaradia Mendes
Nascimento, Lucila Castanheira
Rossato, Lisabelle Mariano
Título em português
Ansiedade da hospitalização em crianças: validação do child drawing: hospital versão brasileira
Palavras-chave em português
Ansiedade
Criança hospitalizada
Enfermagem pediátrica
Estudos de validação
Psicometria
Resumo em português
Introdução: crianças escolares hospitalizadas são muitas vezes submetidas a tratamentos longos com procedimentos invasivos e dolorosos. A sua imaturidade na capacidade de enfrentamento da hospitalização pode causar ansiedade. O uso de instrumentos validados auxilia o enfermeiro no reconhecimento dos sintomas. Nesse sentido, o Child Drawing: Hospital Versão Brasileira (CD:H VB) viabiliza a identificação dos sintomas de ansiedade nas crianças em idade escolar hospitalizadas, por meio de desenhos. Objetivos: a) realizar as modificações necessárias no CD:H VB, segundo as diretrizes da psicometria para a construção de instrumentos; b) testar a validade de construto do instrumento CD:H VB; e c) testar a validade de conteúdo e de construto do instrumento CD:H VB - modificado. Método: inicialmente o instrumento foi traduzido e adaptado transculturalmente por Campos (2018) e a presente dissertação é um estudo psicométrico de validação do CD:H VB, denominado nesta investigação como CD:H VBa. Primeiramente o instrumento sofreu modificações para adequação de sua estrutura conforme normas psicométricas. Em seguida, quatro profissionais psicometristas, que compuseram o comitê de especialistas na validade de conteúdo, avaliaram as modificações e propuseram novas mudanças. Verificou-se o Content Vality Ratio (CVR) para as avaliações do comitê e, após as alterações, originou-se o CD:H VBb. Posteriormente 167 enfermeiros pediatras brasileiros participaram da validação de construto do CD:H VBa e CD:H VBb. A amostra foi randomizada e cada enfermeiro recebeu dois desenhos de crianças hospitalizadas e um dos instrumentos para que os desenhos fossem avaliados. Foram realizados testes de análise fatorial exploratória (AFE) e confiabilidade para ambos os instrumentos. Resultados: A CVR final do comitê de juízes foi de 0,73, sendo satisfatório para a aprovação do instrumento CD:H VBb. Assim, 167 enfermeiros avaliaram os desenhos, sendo 83 com o instrumento CD:H VBa e 84 com o CD:H VBb. A amostra foi composta por 95,8% do sexo feminino, com idades entre 26 e 45 anos, da região Sudeste, sendo que 46,7% trabalham na assistência e 46,1% no ensino. A análise descritiva das frequências e porcentagens demonstrou melhora nos padrões de respostas para o CD:H VBb. Na AFE, a adequação da amostra foi testada com o Kaiser-Meyer-Olkin (KMO), que demonstrou baixa qualidade dos dados para os dois instrumentos, variando de 0,48 a 0,55. Porém o teste Bartlett de esfericidade obteve resultados significantes (p0,05), permitindo analisar as cargas fatorais das amostras. Além disso, apresentou baixa variância explicada (22,5% a 30,1%), baixas cargas fatorais (0,4) e correlações negativas tanto para o CD:H VBa (-0,38 a 0,54) quanto para o CD:H VBb (-0,28 a 0,81). Sendo assim, foram propostos dois novos modelos, um para cada desenho, mantendo itens com as cargas fatorais mais altas, denominados modelos ajustados. Nestes a amostra resultou em somente uma dimensão, diferentemente do proposto inicialmente pelas autoras do CD:H. O teste de confiabilidade foi realizado por meio do alfa de Cronbach que se mostrou melhorado nos modelos ajustados, em torno de 0,7. Conclusão: o CD:H VBa e CD:H VBb reuniram fracas evidências de validade de construto. As análises da AFE e da confiabilidade demonstraram a instabilidade dos instrumentos. Recomenda-se a não utilização dos instrumentos na prática clínica e pesquisa no reconhecimento dos sintomas de ansiedade em crianças escolares hospitalizadas no Brasil. Sugerem-se novos estudos com os modelos ajustados pela AFE.
Título em inglês
Anxiety of hospitalization in children: validation of the Child Drawing: Hospital Brazilian Version
Palavras-chave em inglês
Anxiety
Hospitalized child
Pediatric nursing
Psychometrics
Validation studies
Resumo em inglês
Introduction: hospitalized schoolchildren are often subjected to long treatments with invasive and painful procedures. Their immaturity in coping with hospitalization can cause anxiety. The use of validated instruments assists nurses in the recognition of symptoms. In this case, the Child Drawing: Hospital - Brazilian Version (CD:H VB) makes it possible to identify the symptoms of anxiety in hospitalized schoolchildren, through drawings. Objectives: a) execute the necessary modifications in the CD:H VB, according to the psychometric guidelines for the construction of instruments; b) test the construct validity of the CD:H VB instrument; and c) test the content and construct validity of the CD:H VB - modified instrument. Method: initially the instrument was translated and adapted cross-cultural by Campos (2018) and the present dissertation is a psychometric study of the validation of CD:H VB, denominated in this investigation as CD:H VBa. First, the instrument was modified according to psychometric guidelines. Then, four psychometrician professionals, who composed the committee of content validity experts, evaluated the changes and proposed new changes. The Content Validity Ratio (CVR) was verified for the committee evaluations and, after the changes, the CD:H VBb was originated. Later, 167 Brazilian pediatric nurses participated in the validation of the CD:H VBa and CD:H VBb construct. The sample was randomized, and each nurse received two drawings of hospitalized children and one of the instruments for the drawings to be evaluated. Exploratory factor analysis (EFA) and reliability tests were performed for both instruments. Results: The final CVR of the judges panel was 0.73 and was satisfactory for the approval of the CD:H VBb instrument. Thus, 167 nurses evaluated the drawings, being 83 with the instrument CD:H VBa and 84 with the CD:H VBb. The sample consisted of 95.8% female, aged between 26 and 45 years, from the Southeast region, with 46.7% working in care and 46.1% in education. The descriptive analysis of the frequencies and percentages showed an improvement in the response patterns for CD:H VBb. In EFA, sample adequacy was tested with Kaiser-Meyer-Olkin (KMO), which demonstrated lower data quality for the two instruments ranging from 0.48 to 0.55. However, the Bartlett test of sphericity obtained significant results (p0.05), allowing to analyze the factor loads of the samples. In addition, it presented low explained variance (22.5% to 30.1%), low factor loads (0.4) and negative correlations for both CD:H VBa (-0.38 to 0.54) and for CD:H VBb (-0.28 to 0.81). Then, two new models were proposed, one for each design, keeping items with the highest factor loads, called adjusted models. The adjusted models resulted in only one dimension, unlike the one proposed initially by the CD:H authors. The reliability test was performed using Cronbach's alpha, which was shown to be improved in adjusted models, around 0.7. Conclusion: CD:H VBa and CD:H VBb collected weak evidence of construct validity. The AFE and reliability analyzes demonstrated the instability of the instruments. It is recommended not to use the instruments in clinical practice and research in the recognition of anxiety symptoms in hospitalized school children in Brazil. Further studies are suggested with AFE-adjusted models.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-11-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.