• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.7.2011.tde-29112011-152813
Documento
Autor
Nombre completo
Ana Carolina Albiero Leandro da Rocha
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2011
Director
Tribunal
Ciosak, Suely Itsuko (Presidente)
Braz, Elizabeth
Zangari, Wellington
Título en portugués
A espiritualidade no manejo da doença crônica do idoso
Palabras clave en portugués
Doença crônica
Espiritualidade
Idoso
Resumen en portugués
Considerando a espiritualidade como parte do conceito de saúde do indivíduo e suas repercussões no viver a doença crônica, realizou-se o presente estudo. Trata-se de um estudo exploratório, com metodologia quanti-qualitativa que teve como objetivo principal identificar e compreender o papel da espiritualidade no manejo da doença crônica do idoso. Procurou-se ainda conhecer o perfil dos idosos participantes do estudo, as mudanças de vida ocasionadas pelo diagnóstico da doença crônica e a compreensão de como a religião/espiritualidade/fé interfere neste processo. O método da análise de conteúdo de Bardin foi escolhido para interpretação dos discursos. O estudo foi realizado com 20 idosos portadores de doença crônica atendidos no Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia José Ermírio de Moraes (IPGG), instituição que tem como missão promover o envelhecimento saudável e a integração social do idoso. A coleta de dados foi realizada em outubro de 2010, através de entrevistas semiestruturadas. Os idosos possuíam entre 60 e 81 anos, sendo 65% mulheres e 35% homens, 65% casados, 20% viúvos e 15% divorciados. Quanto à ocupação, 80% são aposentados, 10% do lar/donas de casa, 10% estão ativos no mercado de trabalho. Com relação às condições de moradia, 85% residem em casa própria, 10% em casas de familiares e 5% em casa alugada, 50% residem com cônjuge e filhos ou netos, 35% apenas com cônjuge, 10% moram sozinhos e 5% apenas com filho. Quando questionados quanto às crenças religiosas, todos os participantes referiram pertencer a uma doutrina religiosa e dentre as religiões 75% declarou-se católico, 20% evangélico e 5% espírita. A doença crônica mais prevalente foi a Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS), referida por 45% dos participantes, seguida do diabetes mellitus, presente em 35% dos idosos. A análise dos discursos resultou nos seguintes temas centrais: impacto multidimensional da doença crônica, enfrentamento e expectativas dos idosos. Na análise do impacto multidimensional da doença crônica, identificaram-se as seguintes unidades temáticas: impacto no estilo de vida, impacto emocional e impacto socioeconômico. Com relação ao enfrentamento da doença crônica, foram analisados o enfrentamento individual, o suporte social e a espiritualidade/religiosidade/fé. Quanto às expectativas, as unidades temáticas identificadas foram expectativas quanto à saúde e quanto ao sentido da vida. Os resultados evidenciaram as mudanças trazidas pelo diagnóstico da doença crônica e suas implicações na adaptação ao novo modo de vida. O manejo destas alterações é complexo e diversos fatores influenciam positivamente e negativamente no modo de lidar com a nova condição. Os resultados mostraram que a espiritualidade/religiosidade/fé interfere de maneira positiva no enfrentamento dos obstáculos e dificuldades da vida, fortalece a resiliência do paciente, melhorando assim, sua qualidade de vida. Para que o manejo da doença crônica seja bem sucedido, o profissional de saúde atuante na assistência ao idoso portador de doença crônica deve ter a sensibilidade de compreender o idoso dentro de seu contexto cultural e fortalecer o entendimento e responsabilização do paciente quanto a sua condição crônica.
Título en inglés
Spirituality in the self-management of the elderly chronic disease
Palabras clave en inglés
Chronic disease
Elderly
Spirituality
Resumen en inglés
This study was carried out considering spirituality as part of the concept of health and its impacts on living with a chronic disease. It is an exploratory study with quanti-qualitative methodology that aimed to identify and understand the role of spirituality in the management of chronic disease of the elderly, by identifying the profile of individual participating in the study, the life changes caused by diagnosis of chronic disease and how religion/spirituality/faith interferes in this process. The technique of contents analysis of Bardin was chosen for the interpretation of discourse. The study was conducted with 20 elderly patients with chronic disease treated at the Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia José Ermírio de Moraes (IPGG), an institution whose mission is to promote healthy aging and social integration of the elderly. Data collection was conduted in October 2010, through semi-structured interviews. The elderly had between 60 and 81 years, being 65% women and 35% men, 65% married, 20% widowed and 15% divorced. As to occupation, 80% are retired, 10% housewives, 10% are active in the labor market. About the conditions of living, 85% live in their own home, 10% in relatives house and 5% in rented accommodation, 50% live with spouse and children or grandchildren, 35% with spouse, 10% living alone and 5% living with children. When asked about their religious beliefs, all participants reported belonging to a religious doctrine, 75% declared themselves Catholic, 20% Protestant and 5% Spiritualist. The most prevalent chronic disease was High Blood Pressure, reported by 45% of the respondents, followed by Diabetes, present in 35% of the elderly. The discourse analysis resulted in the following themes: the multidimensional impact of chronic disease, coping and expectations of the elderly. In the analysis of the multidimensional impact of chronic disease, we identified the following thematic units: impact on lifestyle, emotional impact and economic impact. When regarding to coping with chronic illness, we analyzed the individual coping, social support and spirituality/ religion/ faith. As for expectations, thematic units identified were expectations about health and expectations about the meaning of life. The results demonstrate the changes brought by the diagnosis of chronic disease and its implications for adaptation to the new way of life. Management of these changes is complex and many factors influence both positively and negatively in dealing with the new condition. The results show that spirituality/religion/faith interferes positively in addressing the obstacles and difficulties of life, strengthen the resilience of the patient, thus improving their quality of life. For chronic disease management to be successful, health professionals active in assistance of the elderly with chronic illness should have the sensitivity to understand the elderly within their cultural context and strengthen their understanding and their accountability about the chronic condition.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2011-12-02
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.