• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.7.2016.tde-31082016-133236
Documento
Autor
Nombre completo
Marina Nolli Bittencourt
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2016
Director
Tribunal
Vargas, Divane de (Presidente)
Assumpcao Junior, Francisco Baptista
Cruz, Dina de Almeida Lopes Monteiro da
Damião, Elaine Buchhorn Cintra
Pereira, Maria Odete
Título en portugués
Construção e validação da escala de identificação de sintomas psicopatológicos em escolares (EISPE)
Palabras clave en portugués
Enfermagem Psiquiátrica; Estresse Psicológico; Criança; Questionário.
Resumen en portugués
Introdução: O aparecimento dos transtornos mentais em crianças pode interferir no seu desenvolvimento psicológico e afetar seus relacionamentos interpessoais e seu desempenho escolar. Por isso, identificar precocemente crianças com risco de desenvolver quadros de transtorno metal, permitirá uma intervenção também precoce, minimizando o sofrimento da criança e de sua família. Objetivo: Este estudo teve como objetivo desenvolver e validar a Escala de Identificação de Sintomas Psicopatológicos em Escolares (EISPE). Método: Trata-se de uma escala do tipo Likert com 23 afirmativas relacionadas ao humor, padrões alimentares, uso/abuso de substâncias psicoativas, ansiedade, condutas sociais, e atenção/atividade motora da criança. Para a validação do instrumento foram realizados três procedimentos: Procedimentos teóricos - composto pela validação de conteúdo por meio da submissão do questionário inicial de 29 itens, para a análise, por um painel de 7 juízes, cujas respostas foram analisadas segundo a clareza e representatividade dos itens, bem como a alocação dos itens em fatores. A concordância entre os juízes quanto às essas qualidades, foi avaliada pelo cálculo do IVC e do PABAK; em seguida, o questionário foi submetido a um teste piloto e aplicado em uma amostra de 40 crianças de 6 a 12 anos matriculadas em uma escola pública da cidade de São Paulo. Finalizada a validação de conteúdo, iniciou-se os procedimentos experimentais, em que a versão prévia do instrumento construído foi aplicada em uma amostra de 201 escolares com idade entre 6 a 12 anos. Os procedimentos analíticos foram representados pela avaliação da validade de construto, testada por meio do Modelo Rasch, e pela confiabilidade da escala, pelo alpha de Cronbach. Resultados: Ao final dos procedimentos teóricos, 6 itens foram excluídos. O valor do PABAK para a clareza foi 0,4, e para a representatividade dos itens 0,65; na análise do IVC, 5 itens foram excluídos e, após o teste piloto, 1 item foi excluído, chegando a uma versão preliminar da EISPE de 23 itens, avaliando seis aspectos. Nos procedimentos analíticos, o Modelo Rasch apresentou a EISPE como uma escala unidimensional, com itens que se ajustaram bem ao modelo, com exceção de quatro itens que apresentaram valores de correlação item-total abaixo de 0,2; e outros dois itens que apresentaram funcionamento diferencial, conforme o sexo das crianças, a confiabilidade dos itens foi de 0,97, e das pessoas de 0,60; o alpha de Cronbach apresentou um valor de 0,67. Conclusão: A versão preliminar da Escala de Identificação dos Sintomas Psicopatológicos em Escolares (EISPE) apresentou qualidades psicométricas satisfatórias, o que sugere que a mesma é confiável para identificar sintomas psicopatológicos relacionados a ansiedade, humor, condutas sociais, atenção/atividade motora, padrões alimentares, e uso/abuso de substâncias psicoativas em crianças com idades entre 6 e 12 anos. A utilização da EISPE em outras populações oriundas de outros contextos, e mais heterogêneas, é desejada no sentido de contribuir com evidências para maior robustez psicométrica do instrumento.
Título en inglés
Development and validation of Identification Scale for Psychopathological symptoms in Scholars (EISPE)
Palabras clave en inglés
Psychiatric Nursing; Psychological Stress; Child; Questionnaires.
Resumen en inglés
Introduction: The appearance of mental diseases in children may interfere on their psychological development and affect their interpersonal relationships, as well as their academic performance. For this reason, identifying early the children with a risk to develop mental diseases cases will permit an intervention, also early, capable to minimize the child and his family suffering. Purpose: This study had as its purpose the development and validation of the Identification Scale for Psychopathological symptoms in Scholars (EISPE). Method: It is a scale type Likert with 23 affirmations related the childs humor, eating patterns, use/abuse of psychoactive substances, anxiety, social conducts, and attention/ activity engine. For the validations instrument, three procedures were completed: Theoretical Procedures composed by validation of content through the submission of an initial questioning with 29 items, for analysis, by a panel of 7 judges, which responses were analyzed based on items clarity and representation, as well as on the allocation of the items in factors. The agreement between the judges about such qualities was evaluated by the IVC and PABAK calculation; afterwards, the questioning was submitted to a pilot testing and applied in a sample of 40 children between 6 and 12 years old, enrolled in public schools of Sao Paulo city. Concluded the content validation, the experimental procedures were initiated, when a previous version of the constructed instrument was applied in a sample of 201 students aging between 6 and 12 years. The analytical procedures were represented by the evaluation of the construtos validity, tested through the Rasch Model, and also by the scales trust, by Cronbach alpha. Results: By the end of the theorical procedures, 6 items were excluded. The PABAK value for clarity was 0,4, and 0,65 for the items representation; in the IVC analysis, 5 items were excluded and, after this pilot, 1 item was excluded, reaching a EISPE preliminary version of 23 items, evaluating six aspects. In the analytical procedures, the Rasch Model presented a EISPE with an unidimensional scale, with items well adjusted to the model, exception made to 4 items which presented point-measure (point-biserial) correlation value below 0,2; and other two items which presented a different functioning, according to the childrens sex, the items reliability was 0,97, and of people it was 0,60; the Cronbach alpha presented an value of 0,67. Conclusion: The preliminary version of the Identification Scale for Psychopathological symptoms in Scholars (EISPE) presented satisfying psychometric quality related to anxiety, humor, social conducts, attention/ motor activitiy, alimentation patters, and use/abuse of psychoactive substances in children with age between 6 to 12 years. The use of EISPE in other population from other context, and more heterogenic, is desired so as to contribute with evidences for a better psychometric solidity of the instrument.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2016-11-30
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.