• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2016.tde-31082016-154206
Documento
Autor
Nome completo
Natália de Castro Nascimento
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Borges, Ana Luiza Vilela (Presidente)
Fujimori, Elizabeth
Gomes-sponholz, Flávia Azevedo
Pirotta, Katia Cibelle Machado
Título em português
O preparo pré-concepcional entre mulheres com gravidez planejada
Palavras-chave em português
Atenção Primária à Saúde
Enfermagem
Planejamento Familiar
Saúde Reprodutiva
Resumo em português
Introdução: O planejamento da gravidez é condição indispensável para a realização do preparo pré-concepcional. No entanto, nem todas as mulheres que planejam a gravidez tomam medidas para melhorar sua saúde durante o período pré-concepcional. Os escassos estudos conduzidos no Brasil não elucidam as razões pelas quais isso ocorre nem tampouco identificam quais são as medidas adotadas entre aquelas que o realizam. Objetivos: Descrever a realização do preparo pré-concepcional entre mulheres com gravidez planejada; analisar os determinantes da realização do preparo pré-concepcional nesse grupo; e descrever as razões pelas quais as mulheres com gravidez planejada não realizaram o preparo pré-concepcional. Método: Estudo observacional do tipo transversal. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevista semiestruturada com 264 mulheres cuja gravidez em curso ou que ocorreu nos últimos cinco anos tenha sido classificada como planejada, em 2015. O cenário do estudo foram dois centros de saúde escola da cidade de São Paulo. A análise dos dados foi realizada no Stata 13.0, por meio de regressão logística univariada e múltipla. Resultados: Dentre as mulheres com gravidez planejada, mais da metade realizou o preparo pré-concepcional (62,1%). As medidas mais realizadas foram a procura por serviço de saúde, o uso de vitaminas e minerais e a realização de exames. Dentre as que não realizaram nenhuma medida de saúde para preparar-se para engravidar (37,9%), as razões mais citadas foram nunca ter ouvido falar sobre esse preparo e não conhecer serviços que oferecessem ações de preparo pré-concepcional. Mulheres de mais alta escolaridade, dos grupos econômicos A e B, mais velhas e com quadro de infertilidade foram as que tiveram mais chance de realizar o preparo pré-concepcional. Conclusão: Os resultados confirmaram que nem todas as mulheres com gravidez planejada realizaram o preparo pré-concepcional, tendo sido o desconhecimento sobre o mesmo e sobre os serviços que o ofertam a principal razão para tal. Por sua vez, as mulheres que realizaram o preparo pré-concepcional foram aquelas que reuniram perfis sociais mais favoráveis, como alta renda e escolaridade, o que revela sua determinação social. Experiência de infertilidade também foi determinante para sua realização, o que já era esperado. Por conta de sua importância nas condições de saúde materna e neonatal, o preparo pré-concepcional deve fazer parte das práticas cotidianas dos serviços de atenção básica no país.
Título em inglês
The preconception preparation among women with planned pregnancy.
Palavras-chave em inglês
Nursing
Planned Pregnancy
Preconception Care
Primary Health Care
Reproductive Health
Resumo em inglês
Introduction: The planning for pregnancy is an indispensable condition for pre-conception preparation. However, even among women who plan pregnancy, only some of them take measures to improve their health during the preconception period. The few studies conducted in Brazil do not clarify the reasons why this occurs, nor identify the measures taken by those who perform it. Objective: To describe the realization of preconceptional preparation among women with planned pregnancy; to analyze the determinants of preconception preparation in this group; and to describe the reasons women with planned pregnancies did not perform the preconception preparation. Method: Observational cross-sectional study. Data collection was conducted through semi-structured interviews with 264 women whose ongoing pregnancy or that had occured in the last five years has been classified as planned, in 2015. The scenarios of the study were two health center schools of São Paulo. Data analysis was performed using Stata 13.0, with univariate and multiple logistic regressions. Results: Among women who planned pregnancy, more than half reported a pre-conception preparation (62,1%).The most used practices were the seek of medical care, the use of vitamins and minerals and the realization of exams. Among women who did not perform any health preparation for pregnancy (37.9%), the most cited reasons were unknowledge of preconception care and of the types of health services offering preconception preparation actions. Women from a group with higher education and higher income (A and B), older and with an infertility background were the ones most likely to perform preconception preparation. Conclusion: The results confirmed that not every woman with planned pregnancies performed preconception preparation. The main reason for that is the lack of knowledge about it and about the servicesoffered. On the other hand, women who perform preconception preparation were those with more favorable social conditions. Infertility experience was also decisive for its realization, as was expected. Because of its importance in maternal and neonatal health, the preconception preparation should be part of the daily practices of primary care services in the country.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MESTRADOFINAL.pdf (1.97 Mbytes)
Original.pdf (2.00 Mbytes)
Data de Publicação
2016-09-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.