• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2016.tde-31082016-154645
Documento
Autor
Nome completo
Cléria da Silva Marinho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Maeda, Sayuri Tanaka (Presidente)
Chiesa, Anna Maria
Santana, Vilma Sousa
Vilela, Rodolfo Andrade de Gouveia
Título em português
Consequências econômicas em saúde com acidentes de trabalho: realidade do município de Piracicaba
Palavras-chave em português
Acidentes do trabalho
Gastos em Saúde.
Saúde do Trabalhador
Resumo em português
Objetivos: Caracterizar os perfis dos trabalhadores que sofreram AT; descrever o volume de gastos por nível de atenção na Rede SUS e Rede Privada; analisar a distribuição de gastos em AT por níveis de atenção da realidade local. Metodologia: estudo retrospectivo, exploratório e descritivo de natureza quantitativa. Baseou-se em dados secundários de registros de notificações de AT e em atendimentos realizados em estabelecimentos públicos e privados, de janeiro a dezembro de 2014. O universo foi de 8.953 notificações de AT após aplicação de critérios de exclusão. Delimitou-se uma amostra de 509 trabalhadores classificados em 165 leves, 173 moderados e 172 graves. Para coleta de dados utilizou-se um instrumento especifico. As fontes de dados foram dois Sistemas de Informação Municipal, SIVAT e Olostech e base de dados DATASUS-SIH da Regional de Piracicaba; prontuários hospitalares, fichas de atendimento ambulatorial, Autorização de Internação hospitalar (AIH), folhas de faturamento da rede privada e planilhas de consolidação de gastos da rede de urgências e ambulatoriais da Secretaria Municipal de Saúde. O tratamento de dados foi realizado em Programa Excel e software SPSS 22. A análise de dados foi apoiada pela abordagem de intersetorialidade e do Sistema de proteção social. Resultados: 76,4% dos trabalhadores eram do sexo masculino e 23,6% mulheres. As principais ocupações envolvidas foram: ajudante geral, auxiliar de serviços gerais, operador de máquinas, atendente, auxiliar e técnico de enfermagem, motorista entre outras. Os ramos de atividade envolvidos com maior frequência foram: serviços (23,2%) metalurgia (22,6%), comércio (12,2%), indústria (10%) e construção civil (9,5%), sendo que 91,1% dos trabalhadores eram celetistas. Destes, 78,1% dos AT foram típicos, 20,5% no trajeto e 1,4% de doenças ocupacionais. Para a amostra, 573 atendimentos de urgência e emergência, 99 internações e 854 atendimentos ambulatoriais após alta hospitalar ou de retornos. O SUS foi responsável por 76,05% do total de atendimentos e a Rede Privada por 23,95. Os gastos, segundo amostra, distribuíram-se em: atendimentos de Urgência e Emergência - R$ 62.929,86, de internações R$ 426.078,02, e os ambulatoriais R$ 70.981,40, o que totalizou R$ 559.989,28. O SUS foi responsável por R$ 239.867,33 e a Rede Privada por R$ 320.121,95, a média de faturamento SUS foi de R$ 1.939,08 e a Rede Privada, R$ 10.300,11. Os AT graves somaram R$ 484.340,00, moderados R$ 48.889,43 e leves R$ 26.759,86. A estimativa total de gastos no Sistema de Saúde para 2014 foi de R$ 9.849.642,95. As internações e os AT graves são os de maior impacto financeiro. Conclusão: o SUS desempenha papel preponderante nos três níveis de atenção, porém o determinante de gastos decorreu do valor das internações. Os trabalhadores mais expostos foram os homens, ocupações com atividades manuais de ramos industriais e serviços.
Título em inglês
Economical consequences in health concerning labor accidents: Piracicaba city reality.
Palavras-chave em inglês
Expenditure on Health.
Labor Accidents
Labor Health
Resumo em inglês
Objectives: To characterize the profiles of the workers who suffered labor accidents; describe the amount spent by each level of attention in both Public and Private Health Services; analyze the expenditure distribution by attention levels in the local background. Methodology: prospective, explorative and descriptive study on the quantitative. It was based on secondary registration data of labor accident notifications in care taken at both public and private establishments, from January until December, 2014. The data spectrum was of 8,953 labor accident notifications, after criteria of exclusion took place. A limited sample of 509 workers classified in 165 light, 173 moderate and 172 severe accidents. For data collection, a specific instrument was used. The source of the data were two Municipal Information Systems, SIVAT and Olostech and DATASUS SIH of the Region of Piracicaba; hospital forms, outpatient data, Authorization for Hospital Admission (AIH), billing sheets of the private network and spreadsheet for consolidation of the expenditure on the urgency and outpatient networks of the Municipal Health Secretary. The treatment of the data was performed by Excel and SPSS 22 software. The data analysis was supported by the intersectorial analysis and social protection system: 76.4% of the workers were male and 23.6% female. The main occupations involved were: general supporter, general services supporter, machine operator, auxiliaries and nurse technicians. The area of activities most involved were: services (23.2%), metallurgy (22.6%), commerce (12.2%), industry (10%) and civil construction (9.5%), being 91.1 of the workers contracted under the Labor Consolidation regime. Among these, 78.1 % of the Labor Accidents were typical, 20.5% during the course between home and workplace and 1.4% occupational diseases.. For the sample, 573 urgent and emergency, 99 admissions and 854 outpatient care were taken, after hospital liberation or returns. The Public Health System (SUS) was responsible for 76.05% of the total care and the private network, for 23.95%. The expenditure was, according to the sample, distributed as follows: Urgent and Emergency care R$ 62,929.86; admissions - R$ 426,078.02 and outpatient care - R$ 70,981.40, surmounting to R$ 559,989.28. SUS was responsible for R$ 239,867.33 and the Private Network for R$ 320,121.95, the average income by SUS was R$ 1,939.08 and by the Private Network, R$ 10,300.11. The severe Labor Accidents summed R$ 484,340.00, moderate R$ 48,889.43 and light R$ 26,759.86. The total estimation of expenditure in the Health System for 2014 was of R$ 9,849,642.95. The admissions and severe Labor Accidents present the biggest financial impact. Conclusion: SUS plays a pivotal role in the three attention levels, but the determinant of the expenditure comes from the admission values. The most exposed workers were male, occupied with manual activities in both industrial and services sectors.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Versao_Corrigida.pdf (2.75 Mbytes)
Data de Publicação
2016-12-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.