• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2017.tde-19052017-102438
Documento
Autor
Nome completo
Vânia Fernandes Rabelo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
França, Francisco Oscar de Siqueira (Presidente)
Basta, Paulo Cesar
Rodrigues, Douglas Antonio
Takahashi, Renata Ferreira
Título em português
O controle da tuberculose no Parque Indígena do Xingu: protagonismo dos profissionais indígenas e vulnerabilidade
Palavras-chave em português
População Indígena
Tuberculose
Vulnerabilidade
Resumo em português
Introdução: Há inúmeros documentos que confirmam o papel da tuberculose na depopulação de vários povos indígenas no mundo. No Brasil a disseminação da doença foi atribuída aos portugueses e missionários jesuítas, a partir de 1500. Há algumas particularidades no cenário sociocultural da Saúde Indígena que acabam se configurando facilitadoras para o adoecimento por tuberculose, desafiando o seu controle. No Brasil, pode-se encontrar incidência até 10 vezes maior que a população não indígena. Objetivo: A investigação teve como objetivo analisar o trabalho dos profissionais indígenas de saúde, que atuam nos territórios do Médio, Baixo e Leste Xingu, nas ações de controle da tuberculose e propor medidas para o aperfeiçoamento do Programa de Controle da Tuberculose do Distrito Sanitário Especial Indígena Xingu (DSEI Xingu). Método: Para a realização do estudo optou-se pela utilização da abordagem metodológica qualitativa. Foram realizadas entrevistas, utilizando um instrumento não estruturado para coleta dos dados. A análise do material empírico foi feita à luz do marco teórico da vulnerabilidade e do Programa Nacional de Controle da Tuberculose, através da técnica de análise de discurso que permitiu a definição das categorias analíticas. Resultados: Os resultados evidenciam protagonismo dos profissionais indígenas nas ações de controle da tuberculose, influenciado pela experiência de formação profissional ofertada no local de estudo. Por outro lado, identificam-se aspectos de vulnerabilidade programática no processo de trabalho das equipes locais e da gestão do DSEI Xingu no que se refere às atividades do programa de controle da tuberculose. Conclusões: Os resultados mostram que há necessidade de reestruturação do programa através de intervenções no âmbito gerencial e assistencial, possibilitando a integralidade das ações. Nesse contexto, torna-se essencial o foco na organização do processo de trabalho, nas necessidades do território e na educação permanente para os profissionais indígenas e para os demais membros da equipe de saúde.
Título em inglês
The Tuberculosis Control in the Xingu Indigenous Park: Protagonism of the Indigenous Professionals and Vulnerability
Palavras-chave em inglês
Indigenous Population
Tuberculosis
Vulnerability
Resumo em inglês
Introduction: There are numerous documents that confirm the role of tuberculosis in the depopulation of various indigenous peoples in the world. In Brazil, the spread of the disease has been attributed to the Portuguese and Jesuit missionaries from 1500. There are some particularities in the socio-cultural setting of the Indigenous Health that end up setting itself as facilitators to illness for tuberculosis, challenging its control. In Brazil, it can be found incidence up to 10 times greater than the non-indigenous population. Objective: The research aimed to analyze the work of indigenous health professionals who work in the Medium, Low and East Xingu territories, in the control actions of tuberculosis and propose measures to improve the Tuberculosis Control Program of the Special Indigenous Sanitary District Xingu (DSEI Xingu). Method: For the study it was chosen the use of the qualitative methodological approach. Interviews were conducted using a non-structured instrument for data collection. The analysis of the empirical material was performed in the light of the theoretical framework of vulnerability and the National Program for Tuberculosis Control, through the discourse analysis technique, which allowed the definition of analytical categories. Results: The results showed the protagonism of the indigenous professionals in control actions of tuberculosis, influenced by the training experience offered at the study site. On the other hand, aspects of programmatic vulnerability are identified in the work process of the local teams and in the management of the DSEI Xingu with regard to the activities of the tuberculosis control program. Conclusions: The results show that there is necessity to restructure the program through interventions in the management and care framework, enabling integrality of actions. In this context, it is essential the focus on the organization of the work process, the needs of the territory and permanent education for indigenous professionals and other members of the health team.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-05-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.