• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.71.2020.tde-04122019-170410
Documento
Autor
Nome completo
Jordana Batista Barbosa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Afonso, Marisa Coutinho (Presidente)
Giannini, Paulo Cesar Fonseca
Viana, Sibeli Aparecida
Título em português
A aplicação da Geoquí­mica e Micromorfologia na detecção de solos antrópicos em assentamentos ceramistas Uru na bacia do Rio Araguaia, Goiás, Brasil 
Palavras-chave em português
Assentamentos ceramistas Uru. Geoquímica. Micromorfologia. Arqueometria. Solos antrópicos.
Resumo em português
Os solos antrópicos possuem uma atuação determinante em alguns processos, principalmente pelas práticas humanas cotidianas e pela forma de ocupar o espaço e se assentar, que deixam marcas no solo, como estruturas habitacionais, fogueiras, resíduos orgânicos e minerais. Tudo que nos rodeia envolve transformações físicas e químicas, de modo que o entendimento desses fenômenos é essencial para o desenvolvimento humano sob todos os aspectos. Relatos de viajantes e fontes etno-históricas dos séculos XVIII e XIX indicam vários aldeamentos indígenas às margens do rio Araguaia e seus afluentes. Pesquisas arqueológicas desenvolvidas registraram aldeias de agricultores cujos materiais cerâmicos destacam-se por estar predominantemente em superfície junto à presença de solos enegrecidos. À vista disso, foram realizadas pesquisas nos sítios arqueológicos Cangas I e Lago Rico (Goiás) utilizando as técnicas da geoquímica, arqueometria e micromorfologia de solos, com o objetivo de identificar os solos antrópicos em assentamentos pré-coloniais ceramistas. O ambiente é uma variável extremamente importante quando se trata de fenômenos químicos. Entender como estes elementos se comportam em ambientes de Cerrado é extremamente importante quando se analisam as formas de assentamentos pré-coloniais e os deslocamentos territoriais dos grupos humanos. O uso da micromorfologia de solos, pioneiro nesta pesquisa para o bioma Cerrado, se tornou indispensável para a interpretação das leituras químicas, respondendo a questões como tempo de ocupação e atividades desenvolvidas nos assentamentos, o que possibilitou novas discussões sobre as formas e funções dos assentamentos ceramistas Uru na Bacia do rio Araguaia. Os resultados obtidos a partir do uso destas técnicas analíticas comprovam que o sítio Cangas I se trata do assentamento mais antigo com características de ocupação fixa, sendo identificado pelos depósitos antrópicos, como presença de fragmentos ósseos e estruturas de fogueira, enquanto o sítio Lago Rico estaria sendo ocupado ao mesmo tempo como um acampamento de mobilidade sazonal. Em relação à morfologia dos assentamentos, o sítio Cangas I se assemelha aos sítios filiados à fase Aruanã, que possui forma linear, enquanto o sítio Lago Rico apresenta duas áreas de concentração circular, que se assemelham às fases Itapirapuã, Uru e Jaupaci. Os dados etnográficos sugerem que estes assentamentos estavam sendo ocupados por grupos indígenas Karajá, Bororo e Kayapó. Assim, a diversidade dos padrões arqueológicos encontrados nesse período, considerado o mais recente dos 9 assentamentos de agricultores, sugere fluxos de migração com rotas, velocidades e comportamentos variados. Percebe-se também um processo de diversificação constante das estratégias adaptativas, no que diz respeito à transformação abrupta da paisagem ao longo das duas estações que se tem para áreas de Cerrado, o que está intimamente relacionado à disponibilidade dos nutrientes no solo, assim como às possíveis áreas de ocupação ou atividades específicas.
Título em inglês
Application of Geochemistry and Micromorphology in the Detection of Anthropic Soils in Uru ceramist settlements in the Araguaia River Basin, Goiás, Brazil
Palavras-chave em inglês
Uru ceramist settlements. Geochemistry. Micromorphology. Archaeometry. Anthropic soils
Resumo em inglês
Anthropic soils have a decisive role in some processes, mainly in daily of human practices, the way they occupy space and settle leave marks on the soil, such as housing structures, bonfires, organic and mineral debris. All around us involve physical and chemical transformations, so the understanding of those phnomena is essential for human development in all respects. The databases and ethno-historical sources of the eighteenth and nineteenth centuries indicate the indigenous settlements on the banks of the Araguaia River and its tributaries. Archaeological studies have recorded farmer villages whose ceramic materials stand out because they are predominantly on the surface along with the presence of blackened soils. Therefore, researches in Cangas I and Lago Rico (Goiás) were performed using the geochemical, archaeometrical and micromorphological analysis, in order to identify anthropic soils in precolonial ceramist settlements. Environment is an extremely important variable when it comes to chemical effects. Understanding how these elements behave in Cerrado environments is extremely important when analyzing pre-colonial settlement forms and the territorial displacements of human groups. The use of soil micromorphology, a pioneer in the research for the Cerrado biome, is essential for the interpretation of the chemical readings in response to the questions and the process of accomplishment of tasks in the settlements, which makes possible new discussions on the forms and functions of the Uru ceramist settlements in the Araguaia River Basin. The results obtained from the use of the analytical techniques proved that the Cangas I site has been the oldest settlement with characteristic of fix occupation as identified by the anthropic deposits, as the presence of fragments and bone structures of fire pit. Meanwhile, Lake Rico would have been occupied as a seasonal mobility camp too. In relation to the morphology of the settlements, the Cangas site resembles the sites affiliated to the Aruanã phase that is linear, whereas Lago Rico site presents two areas of circular concentration, which resemble the Itapirapuã, Uru and Jaupaci phases. Ethnographic data assume that the settlements had been occupied by Karajá, Bororo and Kayapó indigenous groups. Thus, the diversity of the archaeological patterns found in this period, considered the most recent of the farmers' settlements, suggests migration flows with varied routes, speeds and behaviors. A process of constant diversification of the adaptive strategies regarding the abrupt transformation of the landscape along the two sites of Cerrado 11 areas is also observed, which is closely related to the availability of nutrients in the soil, as well as the possible occupation areas or specific activities.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Liberação
2021-12-03
Data de Publicação
2020-01-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.