• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Master's Dissertation
DOI
10.11606/D.74.2005.tde-09112005-152042
Document
Author
Full name
Aline Fernanda Campagna
Institute/School/College
Knowledge Area
Date of Defense
Published
Pirassununga, 2005
Supervisor
Committee
Eler, Márcia Noélia
Paschoal, Clarice Maria Rispoli Botta
Silva, Elyara Maria Pereira da
Title in Portuguese
Toxicidade dos sedimentos da Bacia Hidrográfica do Rio Monjolinho ( São Carlos - SP): ênfase nas substâncias cobre, aldrin e heptacloro
Keywords in Portuguese
aldrin
cobre
heptacloro
rio Monjolinho
sedimento
toxicidade
Abstract in Portuguese
O presente trabalho teve como objetivo avaliar a qualidade do Rio Monjolinho (São Carlos - SP) através de análises físicas, químicas, biológicas, e ecotoxicológicas. Para tanto foram realizadas quatro coletas (julho/03, outubro/03, janeiro/04 e abril/04) nos quais foram amostrados água e sedimento em quatorze pontos localizados neste sistema. Estudos sobre a sobrevivência, crescimento e morfologia de brânquias também foram realizados em organismos expostos em concentrações crônicas de cobre, aldrin e heptacloro, ou seja, alguns poluentes detectados no sistema em estudo que estiveram acima da resolução CONAMA 357/05. Os resultados das análises físicas, químicas, biológicas e ecotoxicológicas demonstraram a degradação geral do sistema desde sua nascente, sendo possível observar variabilidade espacial e temporal da qualidade. A toxicidade das amostras de sedimento variou entre períodos de coleta, sendo que as maiores porcentagens foram encontradas em janeiro/04 para ambas as espécies testadas (D. rerio e P. reticulata). Ocorreu também, uma variabilidade nas respostas das diferentes espécies, sendo que P. reticulata apresentou-se mais sensível que D. rerio nos dois períodos em que foram realizados estudos ecotoxicológicos (julho/03 e janeiro/04). A análise histológica dos tecidos branquiais dos organismos expostos aos sedimentos confirmou a degradação deste sistema, revelando alterações de primeiro grau em sete dias de exposição na maioria dos pontos amostrados. Exceção foi encontrada na estação UFSCar, onde as brânquias dos organismos apresentaram lesões de segundo estágio. As substâncias de referência: cobre, aldrin e heptacloro demonstraram efeitos na sobrevivência, crescimento e na morfologia das brânquias dos organismos-teste, expostos em concentrações sub-letais (permitidas pelo CONAMA 357/05) durante sete dias de bioensaio. Estes resultados permitiram considerar que, em concentrações detectadas no rio Monjolinho, estas substâncias poderão representar riscos para a perpetuação de espécies de peixes, bem como, para o equilíbrio da comunidade aquática.
Title in English
Sediment toxicity of the Monjolinho river basins (São Carlos - SP): emphasis in the substances copper, aldrin and heptachlor
Keywords in English
aldrin
copper
heptachlor
Monjolinho river
sediment
toxicity
Abstract in English
This work aimed evaluates the Monjolinho river quality through physical, chemical, biological and ecotoxicological analysis. Samples of water and sediment were collected in July/03; October/03; January/04 and April/04 in fourteen locations. Moreover studies about survival, growth and gills morphology were performed in organisms exposed to copper, aldrin and heptachlor in chronic concentrations (some pollutants detected in this system). The overall results showed that system is all degraded. The sediment toxicity presented seasonal variation, in the manner that the highest mortality percentage occurred in January/04. Besides, the specie P. reticulata was further sensitive than D. rerio in both seasons (july/03 and January/04). Histological analysis of test organisms exposed in sediment samples showed gills alterations after seven days. The reference substances: copper, aldrin and heptachlor presents negative effects on survival, growth and gills morphology en tests organisms exposed in sub-lethal concentrations after seven days. These results suggesting that these substances can represents risks for the maintenance of the fish species, as well as, for the aquatic community’s balance.
 
WARNING - Viewing this document is conditioned on your acceptance of the following terms of use:
This document is only for private use for research and teaching activities. Reproduction for commercial use is forbidden. This rights cover the whole data about this document as well as its contents. Any uses or copies of this document in whole or in part must include the author's name.
CAMPAGNA.pdf (8.47 Mbytes)
Publishing Date
2006-01-04
 
WARNING: Learn what derived works are clicking here.
All rights of the thesis/dissertation are from the authors
Centro de Informática de São Carlos
Digital Library of Theses and Dissertations of USP. Copyright © 2001-2019. All rights reserved.