• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.74.2017.tde-18042017-134924
Documento
Autor
Nome completo
Maria Isabel Gonzalez Urrego
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2017
Orientador
Banca examinadora
Araújo, Lúcio Francelino (Presidente)
Brunetto, Marcio Antonio
Gomide, Catarina Abdalla
Kawauchi, Iris Mayumi
Título em português
Digestibilidade, produtos da fermentação e compostos voláteis nas fezes de cães Bulldog francês alimentados com diferentes fontes proteicas
Palavras-chave em português
Cães braquicefálicos
Compostos orgânicos voláteis
Glúten de trigo
Odor
Proteína
Resumo em português
Benefícios na fermentação microbiana no cólon e as flatulências, em cães da raça Bulldog Francês, podem ser promovidos mediante mudanças nas quantidades e fontes proteicas da dieta. Este estudo avaliou os efeitos da inclusão de diferentes fontes de proteína em alimento seco para cães Bulldog Francês sobre a fermentação microbiana, a absorção de nutrientes e mudanças nas emissões dos componentes orgânicos voláteis mais prevalentes, ademais comparou os resultados com a técnica de teste sensorial. Quatro dietas de manutenção para cães adultos foram formuladas: T0, dieta com farinha de vísceras de frango; T1, dieta com glúten de trigo; T2, dieta com farinha de vísceras de frango e glúten de trigo; e T3, dieta com vísceras de frango, glúten de trigo e proteína hidrolisada. Foram utilizados oito cães da raça Bulldog Francês, com peso corporal médio de 11,3 ± 0,21 kg e 2,7 ± 0,74 anos de idade, distribuidos num delineamento em quadrado latino 4x4 e adaptados às dietas durante 20 dias. Fezes frescas foram coletadas para análise de digestibilidade aparente dos nutrientes, escore, ácidos graxos voláteis, pH, aminas biogênicas, compostos orgânicos voláteis, lactato, amônia, e análise sensorial. Não houve efeitos adversos nos animais. As médias foram comparadas por meio de contrastes pelo PROC MIXED do SAS, adotando um nível de significância de 5% (P≤0,05). Os animais que foram alimentados com as dietas T1 e T2 apresentaram maior digestibilidade da matéria seca (P<0,05), matéria orgânica (P<0,05), proteína bruta (P<0,001) e menor produção de fezes (P<0,02). Foi observada menor ingestão da fibra bruta nos animais alimentados com a dieta T0 (P<0,001). As dietas T1, T2 e T3 resultaram em menor escore e pH fecal (P<0,05). Ao respeito aos compostos orgânicos voláteis, foi observada diferença estatística em dois dos 68 compostos observados, as fezes dos animais alimentados com dieta T0 e T1 apresentaram maior presença dos compostos fenol (P=0,04) e indol (P=0,01), respectivamente. O tratamento T0 apresentou maior percepção de odor durante a avaliação sensorial (P=0,01). Não houve efeito das dietas nos produtos finais de fermentação. O uso complementar da proteína animal com a vegetal melhoraram a digestibilidade da proteína bruta, e em consequência, reduziram a percepção do mal odor das fezes de cães Bulldogs Francês. Mais estudos são necessários para entender a associação dos níveis de percepção de odor com as mudanças dos compostos orgânicos voláteis.
Título em inglês
Digestibility, fermentation products and volatile compounds of feces of french Bulldog dogs fed with different protein sources
Palavras-chave em inglês
Brachycephalus dogs
Odor
Protein
Volatile Organic Compounds
Wheat Gluten
Resumo em inglês
Benefits on colonic fermentation and flatulencies, in French bulldog dogs, can be promoted by changes on diet protein sources and quantities. The current study evaluated the effects of the inclusion of different protein sources to dog dry feed on microbial fermentation, nutrient absorption, and changes of the emission of most prevalent volatile organic compounds, and also compared the results with a sensorial test. Four maintenance diets for adult dogs were formulated: T0, diet with the inclusion of poultry entrails meal; T1, diet with the inclusion of wheat gluten; T2, diet with the inclusion of poultry entrails meal and wheat gluten; and T3, diet with the inclusion of poultry entrails meal, wheat gluten, and hydrolyzed protein. Eight adult French bulldog dogs, with a mean weight of 11.3 ± 0.21 kg and 2.7 ± 0.74 years old, were arranged in a 4x4 Latin square design and adapted to diets for 20 days. Therefore, fresh feces were collected for digestibility, fecal score, volatile fatty acids, fecal pH, biogenic amines, volatiles organic compounds, fecal lactate, ammonia, and sensorial test analyses. There were no adverse effects to the animals. Means were compared by contrast using PROC MIXED procedure of SAS software, choosing a significance level of 5% (P≤0.05). Animals fed with diets T1 and T2 showed higher dry matter (P<0.05), organic matter (P<0.05), and crude protein digestibility (P<0.001), and lower feces production (P<0.02). Lower ingestion of crude fiber was observed in animals fed with diet T0 (P<0.001). Diets T1, T2, and T3 showed lower pH (P<0.05) and score of the feces. In regard to volatile organic compounds, 2 from 68 observed compounds showed statistical difference. Animals fed with diet T0 and diet T1 had greater presence of phenol (P=0.04) and indole (P=0.01) on feces, respectively. Diet T0 showed greater odor perception during the sensorial test (P=0.01). There were no effects of diets on fermentation final products. The reduction of protein level and the complementary use of animal and vegetal protein sources improved crude protein digestibility, and as a consequence, reduced the odor perception of the feces of French bulldog dogs. More studies are needed to understand the association between odor perception levels and changes on volatile organic compounds.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ME8730472COR.pdf (1.74 Mbytes)
Data de Publicação
2017-04-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.