• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.74.2016.tde-22032016-113927
Documento
Autor
Nome completo
Bárbara Laís Unglaube Schmidt
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2016
Orientador
Banca examinadora
Saran Netto, Arlindo (Presidente)
Bürger, Karina Paes
Oliveira, Carlos Augusto Fernandes de
Título em português
Efeito da suplementação com óleo de canola sobre a qualidade da manteiga e muçarela
Palavras-chave em português
Ácido oleico
Alimento funcional
Nutrição de ruminantes
Saúde
Resumo em português
A sociedade está cada vez mais exigente com relação à qualidade dos produtos consumidos e se preocupa com os benefícios para a saúde. Neste contexto, objetivou-se avaliar o efeito da inclusão de níveis de óleo de canola na dieta de vacas sobre amanteiga e muçarela, buscando produtos mais saudáveis para o consumo humano. Foram utilizadas 18 vacas Holandesas, em estágio intermediário de lactação, com produção média de 22 (± 4) Kg de leite/ dia, as quais foram distribuídas em dois quadrados latinos 3x3 contemporâneos e receberam as dietas experimentais: T1- Controle (0% de inclusão de óleo); T2- 3% de inclusão de óleo de canola e T3- 6% de inclusão de óleo de canola. O perfil lipídico foi determinado através de cromatografia gasosa, além da avaliação de qualidade nutricional, realizada através de equações utilizando os ácidos graxos obtidos no perfil lipídico, análises físico-químicas determinadas pela metodologia do Instituto Adolfo Lutz e análises microbiológicas. Houveram problemas durante processamento do leite, gerando alterações de tecnologia de fabricação do produto manteiga, obtendo-se outro produto, o creme de leite, ao invés de manteiga, além de prejuízos na qualidade microbiológicas do creme de leite e muçarela. A inclusão de óleo de canola na dieta em lactação reduziu quadraticamente os ácidos graxos de cadeia curta e proporcionou aumento quadrático dos ácidos graxos de cadeia longa, dos ácidos graxos insaturados e ácidos graxos monoinsaturados na muçarela. A relação ácidos graxos saturados/ ácidos graxos insaturados (AGS/ AGI) e a relação ômega-6/ômega-3, assim como os índices de aterogenicidade e trombogenicidade, na muçarela, reduziram linearmente 25,68%, 31,35%; 32,12% e 21,78%, respectivamente, quando comparando T1 e T3. No creme de leite, houve redução linear dos ácidos graxos de cadeia curta e média, bem como, os ácidos graxos saturados e a relação ácidos graxos saturados/ ácidos graxos insaturados (AGS/ AGI) em 41,07%; 23,82%; 15,91% e 35,59%, respectivamente, enquanto os ácidos graxos de cadeia longa, ácidos graxos insaturados e ácidos graxos monoinsaturados aumentaram linearmente 41,40%; 28,24% e 32,07%, nesta ordem, quando comparando T1 com T3. Os índices de aterogenicidade e trombogenicidade reduziram de forma linear, enquanto o índice h/H (razão ácidos graxos hipocolesterolêmicos e hipercolesterolêmicos) aumentou linearmente. A composição físico-química de ambos derivados e o rendimento da muçarela não apresentaram efeito significativo com a inclusão do óleo de canola, exceto a proteína bruta da muçarela que apresentou aumento linear e a gordura do creme de leite que apresentou efeito quadrático. As análises microbiológicas mostram contagens muito elevadas de microrganismos, sugerindo que os produtos não apresentam qualidade microbiológica, decorrente da ausência do processo de pasteurização do creme e da baixa eficiência do tratamento térmico aplicado ao leite destinado a produção da muçarela. Conclui-se que a adição de óleo de canola na dieta de vacas lactantes proporciona muçarela e creme de leite mais saudáveis para o consumo humano, pois apresentaram perfil lipídico mais rico em ácidos graxos insaturados, além da série ômega-3 e ácido oleico, entretanto, devido a problemas de processamento, estes produtos obtidos, não estão aptos ao consumo devido à ausência de qualidade microbiológica.
Título em inglês
Effect of supplementation with canola oil on the quality of butter and mozzarella
Palavras-chave em inglês
Functional food
Health
Oleic acid
Ruminant nutrition
Resumo em inglês
Society is increasingly demanding with regard to the quality of the products consumed and worries about the health benefits. In this context, the objective was to evaluate the effect of inclusion of canola oil levels in cows diet on amanteiga and mozzarella, seeking healthier products for human consumption. 18 Holstein cows were used in middle stage of lactation, with average production of 22 (± 4) kg of milk / day, which were distributed in two 3x3 squares contemporary Latin and received the experimental diets: T1- control (0% of inclusion oil); T2 3% inclusion of canola oil and T3 6% canola oil inclusion. The lipid profile was determined by gas chromatography, in addition to evaluation of nutritional quality, performed using equations using fatty acids obtained in the lipid profile, physical and chemical analysis determined by the methodology of the Institute Adolfo Lutz and microbiological analysis. There were problems during processing of milk, generating fabrication technology changes butter product to give another product, the cream instead of butter, as well as losses in the microbiological quality of milk cream and mozzarella. The canola oil inclusion in the diet of lactating quadratically reduced the short-chain fatty acids and yielded quadratic increase in long-chain fatty acids, unsaturated fatty acids and monounsaturated fatty acids in the mozzarella. The ratio saturated fatty acid / unsaturated fatty acids (SFA / UFA) and the ratio omega-6 / omega-3 as well as the contents of atherogenicity and thrombogenicity in mozzarella, linearly decreased 25.68%, 31.35%; 32.12% and 21.78%, respectively, when comparing T1 and T3. In cream, there was a linear reduction of the fatty acids of short and medium chain, as well as saturated fatty acids and the ratio saturated fatty acid / unsaturated fatty acids (SFA / UFA) in 41.07%; 23.82%; 15.91% and 35.59% respectively, while long chain fatty acids, unsaturated fatty acids and monounsaturated fatty acids 41.40% increased linearly; 28.24% and 32.07%, in that order, when comparing T1 to T3. The index atherogenicity and thrombogenicity reduced linearly, while the ratio h / H (ratio hypocholesterolemic hypercholesterolemic fatty acids) increased linearly. The physical and chemical composition of both derivatives and the income of mozzarella no significant effect with the inclusion of canola oil, except the crude protein of mozzarella that showed a linear increase and fat cream which showed a quadratic effect. Microbiological analyzes show very high scores of microorganisms, suggesting that the products do not present microbiological quality, due to the absence of the cream pasteurization process and low efficiency of the thermal treatment of the milk for the production of mozzarella. We conclude that the addition of canola oil in the diet of lactating cows provides mozzarella and healthier cream for human consumption, as presented richer lipid profile in unsaturated fatty acids, as well as omega-3 series and oleic acid, however because of processing problems, the products obtained are not apt for consumption due to the lack of microbiological quality.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ME6512093COR.pdf (813.97 Kbytes)
Data de Publicação
2016-05-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.