• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.74.2012.tde-04072012-090056
Documento
Autor
Nome completo
Sarah Hwa In Lee
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2012
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Carlos Augusto Fernandes de (Presidente)
Cruz, Adriano Gomes da
Kamimura, Eliana Setsuko
Título em português
Identificação molecular de Staphylococcus aureus formadores de biofilmes em ambiente de ordenha
Palavras-chave em português
S. aureus
Biofilme
Mastite
PFGE
Resumo em português
O objetivo do presente estudo foi avaliar a ocorrência de cepas de Staphylococcus aureus no ambiente de ordenha, analisar seu perfil genético e a produção de biofilme, provenientes de 10 propriedades localizadas nas regiões de Franca e Ribeirão Preto, estado de São Paulo, Brasil. Foram analisadas 220 amostras de leite individual de vacas positivas no teste CMT (California Mastitis Test), 120 amostras de leite de tanque de expansão, 389 swabs de utensílios e equipamento relacionados com ordenha e 120 swabs de mãos de manipuladores. As coletas de amostras foram realizadas mensalmente durante o período de agosto/2010 a janeiro/2011. Das 849 amostras analisadas, 56 cepas de S. aureus (6,6%) foram isoladas, sendo 12 (5,4%) de leite individual de vacas, 26 (21,6%) de leite de tanque de expansão, 14 (3,6%) de utensílios e equipamentos e 4 (6,9%) de mãos de manipuladores. Os resultados indicam uma baixa prevalência de S. aureus nas propriedades analisadas, não havendo diferença significativa entre as frequências encontradas nas duas regiões analisadas. A técnica de PFGE (pulsed-field gel electrophoresis) permitiu identificar 31 perfis genéticos (pulsotipos), utilizando-se a enzima de restrição SmaI. Nos ensaios de produção de biofilmes em microplaca, 19 (63,3%) de 30 pulsotipos avaliados foram considerados produtores de biofilme. Nos ensaios conduzidos em aço inox, 13 (43,3%, N=30) foram positivos e, para o silicone, não houve produção de biofilme. O elevado percentual de isolados no leite de tanque de expansão evidencia um problema de saúde pública, considerando que no Brasil muitas vezes o leite é consumido sem pasteurização. A ocorrência de pulsitipos de S. aureus formadores de biofilmes indica a persistência do patógeno em diversos pontos no ambiente de ordenha, bem como provável envolvimento dos mesmos com casos de mastite e sua eliminação no leite, ressaltando a necessidade de práticas higiênicas para prevenir a formação de biofilmes nas propriedades estudadas.
Título em inglês
Molecular identification of Staphylococcus aureus biofilm-producers in milking environment
Palavras-chave em inglês
S. aureus
Biofilm
Mastitis
PFGE
Resumo em inglês
The objective of the present study was to evaluate the occurrence of biofilm-producing strains of Staphylococcus aureus in the milking environment from 10 farms located in the regions of Franca and Ribeirão Preto, state of São Paulo, Brazil. Twohundred twenty samples of milk from individual cows previously tested for CMT (California Mastitis Test), 120 samples of bulk tank milk, 389 swabs of equipments and utensils related to milking and 120 swabs of milk's handlers hands were analyzed. A total of 56 (6.6%) S. aureus strains were isolated out of 849 samples analyzed, being 12 (5.4%) from milk samples from individual cows, 26 (21.6%) from bulk tank milk, 14 (3.6%) from swabs of equipments and utensils, and 4 (3.3%) from swabs hands of milk's handlers. Results indicated a low prevalence of S. aureus in the dairy farms analyzed, and there was no significant difference between the percentages found in the two regions evaluated. On the basis of PFGE results (using SmaI enzyme), 31 profiles (pulsotypes) were found. In the biofilm-production assay using microplates, 19 (63.3%) of 30 pulsotypes tested were considered positive (biofilm producers). For assays conducted in stainless steel, 13 (43.3%) of pulsotypes were biofilm producers, although no pulsotype was able to produce biofilms on the surface of silicon. Results of this trial showed a high percentage of bulk tank milk samples contaminated with S. aureus, hence indicating a public health problem especially in Brazil were milk is often consumed without pasteurization. The occurrence of S. aureus pulsotypes which were also biofilm-producers suggests the persistence of the pathogen in several sites at the milking environment, as well the probable involvement of S. aureus biofilms with mastitis and its excretion in the milk. The need for adoption of hygienic practices to prevent the formation of biofilms of S. aureus in the dairy farms evaluated is stressed.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ME7083570.pdf (679.53 Kbytes)
Data de Publicação
2012-07-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.