• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.74.2019.tde-11022019-135757
Documento
Autor
Nome completo
Igor Augusto Andreta Paiola
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2018
Orientador
Banca examinadora
Silva, Luciano Andrade (Presidente)
Cholfe, Bruno Fornitano
Meirelles, Flávio Vieira
Pogliani, Fabio Celidonio
Título em português
Perfil metabólico de vacas receptoras e de bezerros da raça Nelore produzidos por fertilização in vitro (FIV)
Palavras-chave em português
Bovino
Cetose
Desequilíbrio ácido-base
Hiperglicemia
Hipoglicemia
Hipóxia
Síndrome do bezerro anormal
Síndrome do bezerro gigante
Resumo em português
A biotecnologia de fertilização in vitro (FIV) de embriões aplicadas a reprodução em bovinos permitiu grandes avanços genéticos para a pecuária mundial, particularmente no Brasil. A massificação do uso comercial da FIV no Brasil se deve, em parte, ao predomínio da raça Nelore na pecuária de corte nacional, devido às características da fisiologia reprodutiva. Entretanto as condições sub-ótimas no ambiente embrionário in vitro, geram distúrbios no desenvolvimento do embrião, da placenta e do feto, resultando em morte embrionária, abortamentos e falhas na adaptação neonatal a vida extrauterina. Distúrbios cardio-respiratórios com hipóxia, hipercapnia e acidose, hipoglicemia e hipotermia associados a macrossomia são frequentemente diagnosticados nesses neonatos. Para caracterizar as diferenças do metabolismo energético de bezerros da raça Nelore produzidos por fertilização in vitro daqueles produzidos por inseminação artificial (IA); as possíveis repercussões da hipóxia sobre o metabolismo energético no final da gestação; da macrossomia sobre o metabolismo energético materno no final da gestação; documentar o controle glicêmico dos fetos e das vacas durante o último mês de gestação; a determinação da existência ou não de resistência à insulina nos bezerros recém-nascidos de FIV, o presente projeto compreendeu: No primeiro experimento, avaliar o último mês de gestação de 8 vacas receptoras de embriões de FIV da raça Nelore e 12 vacas Nelores com gestações por IA submetidas a cesariana sendo colhido amostras de sangue venoso em 5 momentos (270, 280 dias de gestação, antes da indução do parto, 12 horas após a indução do parto e 24 horas após a indução, antes da cesariana), para determinação dos teores séricos de ureia, creatinina, proteína, albumina, γ-glutamil transferase, colesterol, triglicérides, BHB, NEFA, teores plasmáticos de glicose e lactato. Nos respectivos bezerros obtidos por cesariana foram avaliados e colhidos sangue venoso em 11 momentos (0, 3, 6, 12,24, 48, 72 horas após o nascimento, 5, 7, 15 e 30 dias após o nascimento) para determinação dos teores séricos de ureia, creatinina, proteína, albumina, γ-glutamil transferase, colesterol, triglicérides, BHB, NEFA e, teores plasmáticos de glicose e lactato, frutosamina ao nascimento e insulina sérica nos momentos (0, 12, 24 horas e 7 dias após o nascimento) . No segundo experimento foram avaliadas 17 e 16 vacas receptoras de embriões de FIV da raça Nelore com bezerros de peso padrão e de peso elevado, respectivamente e 16 vacas Nelores com gestações por IA com parto natural e colhido amostras de sangue venoso em 2 momentos (288 dias de gestação e após o parto), sendo realizado as determinações supracitadas das vacas do experimento 1. Nos respectivos bezerros nascidos naturalmente foram avaliados e colhidos sangue venoso em 2 momentos (até 6 horas de vida e entre 24 a 36 horas de vida) para realização das determinações dos teores séricos de ureia, creatinina, proteína, albumina, γ-glutamil transferase, colesterol, triglicérides, BHB, NEFA, insulina e teores plasmáticos de glicose e lactato.
Título em inglês
Metabolic profile of recipient cows and Nelore calves produced by in vitro fertilization (IVF)
Palavras-chave em inglês
Biochemical profile
Bovine
Calf
IVP
Macrossomia
Resumo em inglês
The objective of this study was to evaluate the effects of giant calf syndrome (macrossomia) on the metabolic profile and glycemic control of IVF recipients or AI pregnant cows and their calves. This investigation includes four experiments in which venous blood was collected from all animals to determine serum levels of urea, creatinine, protein, albumin, GGT, cholesterol, triglycerides, β-HBO, NEFA, glucose and lactate. In the first experiment Nelore embryo recipient cows were used for IVF (n = 8) and AI pregnant Nelore cows submitted to cesarean section (n = 12). Five moments were evaluated: 270, 280 gestation days, before labor induction, 12 and 24 hours after induction. In the second experiment the cesarean section obtained calves were evaluated in 11 moments: 0, 3, 6, 12, 24, 48, 72 hours and 5, 7, 15 and 30 days after birth. Besides the birth measured fruitosamine and serum insulin at the moments: 0, 12, 24 hours and 7 days after birth. In the third experiment, Nelore IVF embryo recipient cows were evaluated for standard weight calves (n = 17), high weight (n = 16) and natural calving AI gestation Nelore cows (n = 16) as control group. The evaluated moments were 288 gestation days and up to 6 hours after the natural calving. Two moments were determined: 288 gestation days and after calving. In the fourth experiment, newborn Nelore calves (n = 76) were used, divided in three groups: Nelore calves by term AI (n=27), Nelore calves by term IVF with standard breed weight (n = 32) and Nelore calves by term with macrosomia (n = 17, weight>45 kg). The evaluated moments were up to 6 hours and between 24 and 36 hours of life. In addition to the fruitosamine measured at the first moment. For statistical analysis in experiments 1 and 2, Tukey's test was used for time and Student for treatment effect, in experiments 3 and 4, Tukey's test was used for treatment effect and Paired t-test for time effect, using the statistical program Sigma Stat 3.5. IVF calves with macrosomia were 33% (16/48). Regarding the urea of the IVF recipient or AI pregnant cows, there was statistical difference between the treatments within each time (cesarean section). Regarding kidney function, there was a statistical difference between urea and creatinine in the first and fourth experiment, respectively. In the evaluation of energy metabolism there was a difference in cholesterol, triglycerides and plasma glucose among the animals of the first and second experiments. Also, in the penultimate there was statistical relevance of the non-esterified fatty acid. In the comparison between the third experiment animals there was difference for cholesterol and triglycerides. In the fourth experiment, there was a difference in cholesterol and plasma lactate (P <0.05). Therefore, it is suggested that the renal and metabolic profile are similar between IVF recipient and AI pregnant cows, as well as among their calves. In addition, it is recommended to monitor IVF calves during the first week of life due to hypoglycaemia and hyperinsulinemia.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ME9691144COR.pdf (3.98 Mbytes)
Data de Publicação
2019-02-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.