• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Francesco Brugnera Teixeira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2019
Orientador
Banca examinadora
Souza Filho, Luiz Vitor de (Presidente)
Araujo, Ana Paula Ulian de
Costa Filho, Antônio José da
Melo, Fernando Alves de
Venâncio, Tiago
Título em português
Estudos biofísicos da proteína P21 de Trypanosoma cruzi
Palavras-chave em português
Trypanosoma cruzi
P21
Ressonância magnética nuclear
Resumo em português
Segundo a Organização Mundial da Saúde, em 2018, entre 6 e 7 milhões de pessoas estavam infectadas pelo parasita Trypanosoma cruzi, agente etiológico da Doença de Chagas. Dentre as piores consequências para os chagásicos estão os problemas cardíacos causados pela infecção, os quais afetam cerca de 25% dos pacientes na fase crônica da doença. Na busca por biomoléculas envolvidas no processo de invasão celular pelo parasita, uma proteína produzida por ele, denominada P21, foi encontrada. Ensaios biológicos mostraram que a proteína P21 de T. cruzi interage com o receptor de quimiocinas CXCR4 e desencadeia diversos processos bioquímicos, como: indução de fagocitose por macrófagos, indução da polimerização de actina e inibição de angiogênese. Os dados sugerem que a P21 também pode desempenhar um papel na cardiomiopatia induzida pelo parasita. Visando contribuir com a caracterização biofísica e estrutural da proteína P21, foi desenvolvido um protocolo para sua obtenção a partir de corpos de inclusão e reenovelamento, o qual forneceu quantidades necessárias da proteína para os experimentos. Espectros de ressonância Magnética Nuclear (RMN) permitiram avaliar de forma precisa a qualidade estrutural da amostra reenovelada frente a proteína P21 produzida de forma solúvel. Resultados de RMN mostraram também que a proteína possui cinco hélices-α em sua estrutura secundária, uma grande porção desestruturada, além de duas populações conformacionais em equilíbrio. Ainda, corroborando com os dados biológicos encontrados na literatura, um ensaio de interação in vitro indicou que a P21 interage com o receptor CXCR4, sendo a porção N-terminal deste receptor a região envolvida em tal processo.
Título em inglês
Biophysical studies on protein P21 of Trypanosoma cruzi
Palavras-chave em inglês
Trypanosoma cruzi
Nuclear magnetic resonance
P21
Resumo em inglês
According to the World Health Organization, in 2018, between 6 and 7 million people were still infected by the parasite Trypanosoma cruzi, the causative agent of Chagas disease. One of the worst aggravations for chagasics is heart disorder caused by the infection, which affects about 25% of patients in the chronic phase of the disease. Searching for biomolecules involved in the parasitic invasion of human cells, a T. cruzi protein called P21 was found. It has a high probability of being secreted or anchored to the membrane. Biological assays have shown that T. cruzi P21 interacts with the CXCR4 chemokine receptor and mediates several biochemical processes, such as: induction of phagocytosis by macrophages, induction of actin polymerization and inhibition of angiogenesis. The data suggests that P21 may also play a role in cardiomyopathy induced by parasite. In order to contribute to the biophysical and structural characterization of P21, a refolding protocol was developed to obtain P21 from inclusion bodies. The protocol provided the necessary amounts of protein required for the experiments. Nuclear Magnetic Resonance (NMR) spectra allowed to accurately evaluate the structural quality of the refolded sample in comparison to the produced soluble P21 protein. NMR spectra also showed five α-helices in the P21 secondary structure, a large unstructured portion and two ensembles of structures in equilibrium. Furthermore, corroborating with the biological data found in the literature, an in vitro interaction assay indicated that P21 interacts with CXCR4 via the N-terminal portion of the receptor.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-06-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.