• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2009.tde-09022010-123329
Documento
Autor
Nome completo
Natália Nóbrega de Mello
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Reis, Rossana Rocha (Presidente)
Brandao, Gildo Marcal Bezerra
Lima, Marcos Ferreira Costa
Título em português
Do desenvolvimento global ao paradigma da ordem e da estabilidade: representações dos países pobres na teoria do desenvolvimento político norte-americana
Palavras-chave em português
Ciência política norte-americana
Governo Kennedy
Instabilidade
Política externa norte-americana
Teoria do desenvolvimento político
Resumo em português
As produções teóricas sobre os países pobres fundamentam a compreensão dessas nações seus problemas e os meios de solucioná-los em uma determinada representação do que seriam essas regiões do globo. Nesse sentido, é possível perceber que o próprio método científico para se abarcar o objeto, a possibilidade de se pensar em progresso, os termos desse progresso, tudo isso está baseado em uma determinada representação do que define esse atraso. A partir dessa perspectiva, esta dissertação analisa a transformação nos termos representacionais utilizados pela teoria do desenvolvimento político que foi produzida nos Estados Unidos durante as décadas de 1950 e 1960. Esta teoria é um objeto especialmente qualificado de estudo por haver se afastado, durante a década de 1960, da representação econômica e ter inserido de forma privilegiada os termos da insegurança, instabilidade e da ordem. Além de destrinchar essas transformações teóricas esta dissertação intenta ainda compreendê-las no interior do contexto de que fazem parte. Tal perspectiva não pretende entender as características desta produção teórica meramente como reflexo direto de interesses econômicos e políticos, mas principalmente verificar como as idéias incluindo aqui as formulações teóricas são importantes articulações que delimitam uma determinada forma de representar ou compreender o entorno social e político e, com isso, guiam as ações que são dirigidas a esse entorno.
Título em inglês
From global development to order and stability paradigma: representations of poor countries in the theory of political north-american development
Palavras-chave em inglês
American political science
Instability
Kennedy government
Political development theory
US foreign policy
Resumo em inglês
Theoretical literature on poor countries uses as a base for its comprehension of these nations their problems and how to solve them a certain representation of what these regions of the globe would be. Accordingly, it is possible to observe that the scientific method itself used to grasp the object, the possibility of thinking about progress and the terms of this progress, are all based on a certain representation of what defines this backwardness. From this perspective, this dissertation analyzes this transformation in the representational terms used by the theory of political development that was produced in the United States during the 1950s and 1960s. This theory is a specially qualified object of study, because during the 1960s, it moved away from an economic representation and inserted, in a privileged manner, aspects of insecurity, instability and order. Besides untangling these theoretical transformations, this dissertation intends furthermore to understand them within their own context. This perspective implies not just in an understanding of the characteristics of this theoretical literature merely as a direct reflection of economical and political interests, but mainly to verify how ideas - including their theoretical formulations - are important articulations that delimit a certain form of representing or understanding our social and political surroundings and, with this, guide actions that are directed to these surroundings.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-02-19
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • MELLO, Natália Nóbrega de. A teoria do desenvolvimento político e a questão da ordem e da estabilidade [doi:10.1590/S0104-44782011000200010]. Revista de Sociologia e Política [online], 2011, vol. 19, n. 39, p. 139-152.
  • MELLO, Natália Nóbrega de. O desenvolvimento político em Huntington e Fukuyama [doi:10.1590/S0102-64452010000200005]. Lua Nova: Revista de Cultura e Política [online], 2010, n. 80.
  • MELLO, Natália. Dirigindo o Desenvolvimento Político : a produção teórica e a política externa nos Estados Unidos nas décadas de 1950 e 1960. São Paulo : Humanitas/FAPESP, 2012. PUBLICAÇÃO DA DISSERTAÇÃO \"Do Desenvolvimento Global ao Paradigma da Ordem e da Estabilidade\".
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.