• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2009.tde-10122009-113130
Documento
Autor
Nome completo
Frederico Menino Bindi de Oliveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Almeida, Maria Herminia Brandao Tavares de (Presidente)
Coelho, Vera Schattan Ruas Pereira
Schwarcz, Lilia Katri Moritz
Título em português
Mobilizando oportunidades: estado, ação coletiva e o recente movimento social quilombola
Palavras-chave em português
Ação coletiva
Instituições
Movimento social
Políticas públicas
Quilombo
Resumo em português
Por décadas esquecidos ou relegados aos livros de História, os quilombos voltaram a figurar no cenário político nacional. Desde o final da década de 1980, com a inauguração de direitos especiais para os povos tradicionais, a questão quilombola passou a ser amplamente discutida em círculos acadêmicos, nos meios de comunicação e, principalmente, no interior de esferas institucionais do Executivo, do Legislativo e do Judiciário. À medida que cresceu o interesse das autoridades pela temática, cresceu, também, um movimento social inédito e que, embora surgido há poucos anos, hoje abrange todo o território nacional. A emergência, expansão e os traços particulares deste movimento levaram inúmeros autores a questionarem: o que é o recente movimento social quilombola? Motivado pela mesma indagação, este trabalho dialoga com parte das teses e argumentos existentes, mas procura oferecer uma interpretação alternativa ao movimento quilombola. Após realizar uma ampla revisão sobre as Teorias dos Movimentos Sociais, a dissertação se apropria de duas ferramentas analíticas essenciais para explicar a atual mobilização dos quilombos. De um lado, são investigadas as maneiras pelas quais dinâmicas e trajetórias institucionais particulares edificaram novas oportunidades políticas, as quais favoreceram - e continuam favorecendo - a ação coletiva quilombola. De outro, apoiando-se no caso da organização política dos quilombos no Estado de São Paulo, são analisadas as estruturas de mobilização deste movimento, suas estratégias de atuação e de que maneira tais estruturas acabam influenciando na criação de novas oportunidades políticas. Apesar de tratadas de modo separado no início, estruturas de mobilização e oportunidades políticas compõem um argumento integrado. Em linhas gerais, a tese defendida aqui é de que a recente mobilização social quilombola no Brasil é resultado de uma combinação equilibrada de fatores estruturais, conjunturais e estratégicos. Argumenta-se que, mais do que desejável, é importante entendermos este recente movimento social e sua relevância para o contexto atual da democracia brasileira a partir das dinâmicas de interação entre atores civis organizados e as estruturas do estado.
Título em inglês
Mobilizing of the opportunities: state, collective action and recent´s social movement of quilombola
Palavras-chave em inglês
Collective action
Political institutions
Public policies
Quilombo
Social movements
Resumo em inglês
Forgotten for decades or relegated to the pages of Brazilian History books, the quilombos are back to the center of the national political scenario. Since the late 1980s, with the inauguration of special rights to traditional populations, the quilombo issue became widely discussed in academic circles, in the media, and especially within the Executive, Legislative and Judiciary institutional spheres. As the authorities interest in this issue grew, the emergence of an unprecedented social movement has also been witnessed. Formed only a few years ago, the Quilombo Movement has spread its claims to all parts of Brazil. Its emergence, expansion and particular features have driven many authors to ask: what is the recent quilombo social movement in Brazil? Motivated by the same question, this dissertation dialogues with the existing views and interpretations about the quilombo movement. However it attempts to go further, and proposes an alternative interpretation. After reviewing part of the Social Movement Theory, this research adopts two analytical tools to explain the current mobilization around the quilombo cause. On one hand, it investigates how particular institutional dynamics and trajectories have edified new political opportunities - which have favored the quilombos collective action. On the other hand, by delving into the case of the quilombos in the State of São Paulo, this dissertation analyses the mobilizing structures of this movement, its strategies and forms of activism. Even though these two analytical tools are initially treated separately, they are combined to form an integrated argument. In general lines, this thesis states that the recent quilombo social movement in Brazil is the result of a balanced combination of structural, contextual and strategic factors. Therefore, more than simply desirable, it is crucial that we understand the recent quilombo movement and its relevance for current Brazilian Democracy according to a perspective that focus on the interactions between organized social actors and states structures
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-12-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.