• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2009.tde-09122009-162117
Documento
Autor
Nome completo
Fernando Rogerio Jardim
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Braga Neto, Ruy Gomes (Presidente)
Antunes, Ricardo Luiz Coltro
Mariconda, Pablo Ruben
Título em português
O macrocosmo social da nanociência: estudo sobre as pesquisas em nanotecnologia da Embrapa e da Unicamp
Palavras-chave em português
Capital
Ciência
Embrapa
Nanotecnologia
Trabalho
Unicamp
Resumo em português
A difusão irrestrita das relações mercantis para todas as esferas da sociedade e a inclusão forçada dos bens naturais e sociais na categoria das mercadorias, são fenômenos que vêm impondo novos condicionamentos à produção da ciência e ao trabalho científico. Vê-se no contexto do capitalismo atual duas tendências em aceleração: a transformação do cientista num proletário assalariado a serviço do capital; e a transformação da própria ciência numa mercadoria fictícia através da qual a produção dum saber útil (valor-de-uso) é apenas o subterfúgio necessário à valorização do capital pela patente (valor-de-troca). Com base nisso, o objetivo da presente dissertação é discutir a) que condicionamentos a lógica da acumulação capitalista faz pesar sobre as atividades de pesquisa; b) que funções o trabalho científico presta ao capital; c) como funcionaria o conhecimento quando mercadorizado; d) qual é o papel do Estado na aproximação da pesquisa com o mercado; e e) que novos valores e práticas vem sendo adotadas pelos cientistas. Tomaremos como base a teoria dos campos de Bourdieu e a teoria do valor de Marx. Delimitamos nossa investigação no desenvolvimento da nanotecnologia, por ser esta uma nova área do conhecimento que vem atraindo poderosos interesses do Estado e do mercado. Como âmbito de pesquisa, visitamos duas unidades da Embrapa e dois institutos da Unicamp, inseridos num quadro de análise comparativa preliminar entre o campo científico, o campo econômico e o hipotético campo tecnológico. Nossos procedimentos metodológicos basearam-se em entrevistas semi-estruturadas e levantamento documental e bibliográfico.
Título em inglês
The social macrocosm of nanoscience: study on nanotechnology researchs of Embrapa and Unicamp
Palavras-chave em inglês
Capita
Embrapa
Nanotechnology
Science
Unicamp
Work
Resumo em inglês
The unrestricted diffusion of mercantile relations to all fields of the society, and the forced inclusion of natural and social wealth in the category of commodities, are phenomena that are imposing new conditions to the production of science and the scientific work. In the context of contemporary capitalism, we see two tendencies in acceleration: first, the transformation of scientist in a salaried proletarian at the service of capital; second, the transformation of science itself in a fictitious commodity, by means of which the production of a useful knowledge (use value) is only a subterfuge to increase the value of capital by patent (exchange value). On this base, the aim of our dissertation is discuss and analyse a) which conditionings the capitalist accumulation logic is imposing to the research activities; b) which functions the scientific work affords to the capital; c) how functions the knowledge as commodity; d) what is the role performed by the State in bringing near the research activities and the market; and e) which new moral values and practices is adopting by scientists. We take as theoretical principles the theory of social fields proposed by Bourdieu, and the theory of value by Marx. We focus our investigation on the development of nanotechnology, because this is a new area of technological knowledge that is attracting powerful political and economical interests. As scope of our work, we examine two divisions of Embrapa and two institutes of Unicamp both of them inserted in a preliminar fieldwork to compare the scientific field, the economical field, and a presumed technological field. Our researching procedures was based in partly structured interviews, and bibliographical and documental surveys.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-02-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.