• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2013.tde-11062013-122535
Documento
Autor
Nome completo
Guilherme Melo de Freitas
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Augusto, Maria Helena Oliva (Presidente)
Garcia, Sylvia Gemignani
Jardim, Fabiana Augusta Alves
Título em português
Redefinindo o progresso: a ascensão política de pesquisas sobre bem-estar subjetivo
Palavras-chave em português
Bem-estar subjetivo
Comunidades epistêmicas
Felicidade
OCDE
Progresso
Resumo em português
Partindo de acontecimentos recentes que evidenciam o aparecimento do tema da felicidade em pronunciamentos governamentais, em eventos de organizações internacionais, na assinatura de declarações, entre outros, esta pesquisa procura rastrear atuações que teriam contribuído para essa ascensão política da temática referida. Realizando uma reconstituição histórica relativa à produção de pesquisas sobre bem-estar subjetivo, constatou-se o papel decisivo exercido pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) no sentido de promover maneiras de conceber e mensurar o progresso que vão além da consideração do PIB (Produto Interno Bruto). Examinando os Fóruns Mundiais realizados pela OCDE nos últimos anos, foi possível identificar ocasiões decisivas para de incentivo à utilização de dados de pesquisas sobre bem-estar subjetivo por parte dos governos. A partir da perspectiva oferecida pela literatura sobre comunidades epistêmicas, a presente dissertação traz elementos para a compreensão da valorização do discurso científico no cenário político contemporâneo.
Título em inglês
Redefining progress: the political rise of subjective well-being research
Palavras-chave em inglês
Epistemic communities
Happiness
OECD
Progress
Subjective well-being
Resumo em inglês
Considering the recent emergence of the theme of happiness, highlighted in governmental discourse, in congresses organized by international organizations, or in recently signed statements, among similar events, this research tries to track the actions that may have contributed to the political rise of the subject mentioned. Undertaking a historical reconstitution of the production of research on subjective well-being, we found that the decisive role was played by the Organization for Economic Cooperation and Development (OECD), who tried to promote alternative ways of conceiving and measuring progress beyond the sole consideration of GDP (Gross Domestic Product). By analyzing the Global Forums organized by the OECD in recent years, it was possible to identify crucial occasions on which the use of research data on subjective well-being by governments was enhanced. From the perspective offered by the literature about epistemic communities, this thesis brings elements which help understanding the value of scientific discourse in the contemporary political scenario.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-06-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.