• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2019.tde-15022019-124053
Documento
Autor
Nome completo
Ian Prates Cordeiro Andrade
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Guimaraes, Nadya Araujo (Presidente)
Comin, Alvaro Augusto
Neves, Jorge Alexandre Barbosa
Ribeiro Filho, Carlos Antonio Costa
Schwartzman, Simon
Título em português
O sistema de profissões no Brasil: formação, expansão e fragmentação. Um estudo de estratificação social
Palavras-chave em português
Brasil
Divisão do trabalho
Ensino superior
Estratificação social
Mobilidade social
Profissões
Resumo em português
A tese analisa a trajetória do Sistema de Profissões e os seus elos com o sistema de estratificação social no Brasil. Focaliza as configurações do estrato profissional e os movimentos de (i) mobilidade social que caracterizam o grupo de posições privilegiadas no topo da hierarquia ocupacional. Argumenta-se que o sistema de profissões deve ser visto como o resultado da interrelação histórica entre três sistemas institucionais autônomos: a divisão do trabalho, o sistema de ensino superior, e a regulamentação profissional. O Estado é tomado como um ator central não apenas porque regula a produção de credenciais e os monopólios, mas também porque o modo como organiza a atividade econômica e os serviços de bem-estar cria novos mercados, ao tempo em que demanda e legitima os serviços profissionais. A pesquisa empírica se valeu de fontes (legislação, documentos, microdados das pesquisas domiciliares do IBGE Censos e Pnads) e técnicas diversas (análise de conteúdo, técnicas de análise quantitativa, pesquisa historiográfica) e, como resultado, foram identificados três grandes períodos na história do sistema de profissões no Brasil. Um primeiro de formação e estabilização (até a década de 1940) quando foram se consolidando gradativamente as regras que associam o exercício profissional, os monopólios de mercado e o diploma de ensino superior; um segundo de expansão e diferenciação, quando o sistema de profissões se expande concomitantemente à extensão de privilégios às novas carreiras que surgiam da diferenciação da divisão do trabalho e do sistema de ensino superior (1950 a 1980); e um terceiro, inaugurado na década de 1990, marcado pela diminuição da associação entre a divisão especializada do trabalho, o sistema de ensino superior e a extensão dos monopólios de mercado, tornando o sistema de profissões mais instável e fragmentado. A configuração do sistema de profissões ao longo do tempo condiciona a mobilidade social na parte de cima do sistema de estratificação, por dois motivos em especial: i) o modo como diferentes tipos de diplomas de ensino superior proporciona a inserção no estrato profissional; ii) e a forma como Estado e mercado recrutam os profissionais. Sendo assim, reconfigura-se associação histórica entre o diploma de ensino superior e a mobilidade social ascendente, alterando o próprio significado da mobilidade social no Brasil.
Título em inglês
The system of professions in Brazil: formation, expansion and fragmentation. A stratification approach
Palavras-chave em inglês
Brazil
Division of labor
Higher education
Professions
Social mobility
Social stratification
Resumo em inglês
This dissertation aims at analyzing the trajectory of the Brazilian system of professions and its linkages with the countrys social stratification system. It focuses on the changing configurations of the professional stratum, and the social mobility movements to and from this group of privileged positions at the top of the occupational hierarchy. My main argument is that the system of professions reflects the historical interplay between three autonomous institutional systems: the division of labor, the higher education system and professional regulation. The State is a central actor not just because it regulates the production of credentials and monopolies. But also, because the way it organizes the economic activity and the welfare services create new markets, constrain and legitimate the professional services. The empirical research builds on several sources (legislation, documents, microdata from IBGE's Census and household surveys) and different techniques (content analysis, quantitative analysis, historiographic research). As a result, three significant periods have been identified in the history of the system of professions in Brazil. A first one, of formation and stabilization (until the 1940s), when the rules that link professional practice, market monopolies and higher education diploma were consolidated; a second period of expansion and differentiation when the system of professions grew, sharing privileges with the new careers that arose in a moment of increasing division of labor and expansion of the higher education system (from the 1950s to the 1980s). A third period, inaugurated in the 1990s, marked by a decline in the association between the specialized division of labor, the higher education system and the extension of market monopolies, making the system of professions more unstable and fragmented. The configuration of the system of professions over time conditions social mobility at the top of the stratification system, for two particular reasons: i) the way different types of higher education diplomas provide the insertion in the professional stratum; ii) and the way the state and the market recruit professionals. Thus, it reconfigures a historical association between higher education diploma and upward social mobility, changing the very meaning of social mobility in Brazil.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-02-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.