• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Jesus Vasquez Meira Perez Junior
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Musse, Ricardo (Presidente)
Augusto, Maria Helena Oliva
Crochick, Jose Leon
Sass, Odair
Título em português
A expropriação psicológica do sujeito no capitalismo tardio e a concepção neurocientífica de homem
Palavras-chave em português
Cerebralização
Escola de Frankfurt
Naturalização
Neurociências
Psicanálise
Reificação
Teoria crítica da sociedade
Resumo em português
Esta dissertação tem como objetivo analisar sociologicamente a recente ascensão da concepção neurocientífica de homem, tentando compreender e evidenciar em que medida ela está entrelaçada a certos aspectos da sociedade capitalista tardia, sobretudo ao estatuto do sujeito a partir da segunda metade do século XX. Por um lado me preocupo em compreender a gênese da concepção neurocientífica de homem no campo da ciência; por outro, em lançar alguma luz sobre o seu sucesso cultural, o que implica, inevitavelmente, o questionamento acerca da aceitação dessa visão reducionista de homem pelos próprios sujeitos. A hipótese que busco desenvolver é a de que o sucesso vertiginoso e a estabilidade da concepção neurocientífica de homem (seja no campo restrito da ciência, seja no imaginário social) são um sintoma atual entre muitos outros, incontáveis do declínio da subjetividade contemporânea, efeito, por sua vez, do atual estado da civilização Ocidental e de sua marcha contraditória rumo ao progresso.
Título em inglês
The psychological expropriation of subject in late capitalism and the neuroscientific conception of man
Palavras-chave em inglês
Cerebralization
Critical theory of society
Frankfurt School
Naturalization
Neurosciences
Psychoanalysis
Reification
Resumo em inglês
This dissertation aims to analyze in a sociological fashion the recent rise of the neuroscientific conception of mankind, while trying to understand and demonstrate in which stage it is intertwined with certain aspects of the late capitalist society, especially the status of the subject from the second half of the twentieth century. On the one hand I care to understand the genesis of the neuroscientific conception of mankind in the field of science; on the other hand, to shed some light on their cultural success, which inevitably implies the questioning on the acceptance of this reductionist view of mankind by the subjects themselves. The hypothesis I seek to develop is that the vertiginous success and stability of the neuroscientific conception of mankind (whether in the restricted field of science or in the social imaginary field) is a current symptom - among many others, countless - of the decline of contemporary subjectivity as an outcome caused by the present state of Western civilization and its contradictory march towards progress.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-08-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.