• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Luis Fabio Guerra Spira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Nascimento, Milton Meira do (Presidente)
Freitas, Jacira de
Reis, Helena Esser dos
Souza, Maria das Graças de
Título em português
Costumes e política no Discurso sobre a desigualdade, de Jean-Jacques Rousseau
Palavras-chave em português
Costumes
História
Moral
Natureza
Política
Resumo em português
No primeiro capítulo do Discurso sobre a desigualdade, Rousseau define a natureza como ordem; no segundo, a história é por ele definida como desordem a se consubstanciar em movimento de degeneração concernente aos costumes e à moralidade; dessa forma, a antropologia fornece uma norma que permite julgar os homens e as instituições humanas em função de um afastamento maior ou menor, de uma degradação maior ou menor, perante o original prescrito pela natureza; ademais, a antropologia fornece à política o modelo a ser imitado pelo legislador, que, por meio de uma arte aperfeiçoada, tentará repor uma ordem e evitar a degeneração da espécie humana e de suas instituições. Se a queda na história é uma questão de costumes, evitar a queda também o é, porquanto o legislador não consuma sua obra senão por meio da ação sobre os costumes, de que decorre uma imbricação entre costumes e política na obra de Rousseau.
Título em inglês
Customs and politics on the Discourse on inequality, by Jean-Jacques Rousseau.
Palavras-chave em inglês
Customs
History
Morals
Nature
Politics
Resumo em inglês
On the first chapter of A Discourse on the Origin of Inequality, Rousseau defines nature as order; on the second, history is defined as disorder, meaning a progressively degenerative movement regarding customs and morals; anthropology thus provides a norm that allows men and their institutions to be judged depending on the extent of the corruption experienced concerning the original mankind; moreover, anthropology provides the model to be emulated by the legislator, who, by means of his superior, improved art, will try to restore order by avoiding the degeneration both of mankind and its institutions. If decay in history is a matter of customs, avoiding it is nothing but the same, since the legislator does not finish his work but through acting on customs, from what can be concluded that morals and politics are deeply intertwined in Rousseau's political thought.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-06-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.