• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Bruno Carvalho Rodrigues de Freitas
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Arantes, Paulo Eduardo (Presidente)
Pedroso, Gustavo Jose de Toledo
Saber, Tales Afonso Muxfeldt Ab'
Título em português
Psicanálise e crítica social em Adorno
Palavras-chave em português
Crítica
Psicanálise
Theodor Adorno
Trabalho e utopia
Resumo em português
Esta pesquisa analisa a relação entre crítica social, filosofia e psicanálise na obra de Theodor Adorno. Seu ponto de partida é a crítica adorniana à teoria e à prática psicanalítica de Sigmund Freud, e sobretudo a alguns dos psicanalistas que podem ser designados como revisionistas em relação a suas propostas, notadamente Karen Horney e Erich Fromm. A partir da reconstituição crítica dos argumentos e debates entre eles e Adorno, busca-se mostrar que ele realiza, em seus textos, ensaios de crítica imanente da psicanálise. E nestes se podem encontrar balizas do projeto mais amplo de crítica social adorniano: a questão do trabalho e da representação da utopia, bem como a relação entre crítica e sofrimento.
Título em inglês
Psychoanalysis and social criticism in Adorno
Palavras-chave em inglês
Critique
Labor and utopia
Psychoanalysis
Theodor Adorno
Resumo em inglês
This research analyses the relation between social criticism, philosophy, and psychoanalysis in Theodor Adorno's oeuvre. Its starting point is the Adornian criticism of not only the psychoanalytic theory and practice of Sigmund Freud, but, above all, of some psychoanalysts who can be designated as revisionists, notably Karen Horney and Erich Fromm. By critically reconstituting the arguments and debates between these psychoanalysts and Adorno, this work intends to show that the latter's writings are attempts at an immanent critique of psychoanalysis. In these writings, one can find the marks of Adorno's wider project of social criticism: the question of labor and the representation of utopia, as well as the relation between criticism and suffering.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-08-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.