• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Virginia Helena Ferreira da Costa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Safatle, Vladimir Pinheiro (Presidente)
Bons, Jeanne Marie Gagnebin de
Chaui, Marilena de Souza
Crochick, Jose Leon
Título em português
'A personalidade autoritária': antropologia crítica e psicanálise
Palavras-chave em português
Antropologia
Autoritarismo
Psicanálise freudiana
Teoria crítica
Resumo em português
O objetivo da presente tese é apresentar o conceito de tipo antropológico autoritário tal qual exposto em A Personalidade Autoritária de Theodor W. Adorno et. al.. Esta tese defende que Adorno se baseia em noções metapsicológicas freudianas para compor uma antropologia do tipo autoritário, algo que o autor constrói a partir de conceitos próprios da primeira geração da Teoria Crítica. Para tanto, desenvolvemos dialeticamente as concepções de natureza e história, de modo que a antropologia enquanto natureza humana perde uma conotação substancialista e imutável, sendo compreendida muito mais como um diagnóstico socioeconômico crítico. Seria por uma determinação capitalista autoritária que pretende escamotear as contradições sociais mediante naturalizações que a formação de um tipo autoritário que também evita as contradições de sua própria psique seria concebida. Para defendê-lo, procuramos contrapor Fromm e Adorno no que concerne às diferentes leituras da psicanálise freudiana no Instituto de Pesquisas Sociais; descrever a antropologia exposta em Dialética do Esclarecimento, livro tomado como base para o desenvolvimento de A Personalidade Autoritária; compreender alguns elementos da crítica da economia-política de Marx, Lukács, Sohn-Rethel, Pollock e Horkheimer implicados na concepção de antropologia em questão; analisar Ideia de história natural de Adorno para o desenvolvimento de uma dialética entre natureza e história; abordar os estudos sobre o rádio e o texto sobre Martin Luther Thomas de Adorno para a exposição do clima cultural autoritário determinado pela indústria cultural que irá influenciar, por sua vez, o tipo antropológico autoritário; debater alguns dos conteúdos presentes nos capítulos assinados por Adorno em A Personalidade Autoritária; e, finalmente, contribuir com uma leitura da teoria freudiana na formulação de alguns conceitos relacionados ao tipo autoritário como representação substitutiva, objeto pulsional, narcisismo, racionalidade, sadomasoquismo, paranoia, fetichismo, inquietante, entre outros.
Título em inglês
'The authoritarian personality': critical anthropology and psychoanalysis
Palavras-chave em inglês
Anthropology
Authoritarianism
Critical theory
Freudian psychoanalysis
Resumo em inglês
The purpose of this thesis is to present the concept of an "authoritarian anthropological type" as discussed in "The Authoritarian Personality" of Theodor W. Adorno et. Al.. This thesis argues that Adorno called upon Freudian metapsychological notions to compose an authoritarian anthropology and followed theories of the first generation of Critical Theory. Therefore, we develop dialectically the conceptions of "nature" and "history", so that anthropology as a human nature loses a "substantialist" and immutable connotation and gains a meaning of a critical socioeconomic diagnosis. The formation of an authoritarian type - which avoids the contradictions of its own psyche - is determined by an authoritarian capitalist environment - which avoids social contradictions through naturalizations. To defend it, we seek to counter Fromm and Adorno with respect to the different readings of Freudian psychoanalysis at the Institute for Social Research; to describe the anthropology exposed in "Dialectics of Enlightenment", book taken as a fundament for the development of "The Authoritarian Personality"; to understand some elements of the critique of political economy of Marx, Lukács, Sohn-Rethel, Pollock, and Horkheimer implied in the anthropology conception in question here; to analyze Adorno's "Idea of natural history" to develop a dialectic between "nature" and "history"; to approach the Adorno's studies on the radio and the text on "Martin Luther Thomas" to expose the authoritarian cultural climate determined by the cultural industry that influence the authoritarian anthropological type; to debate some of the contents presented in the chapters signed by Adorno in "The Authoritarian Personality"; and, finally, to contribute with a reading of the Freudian theory in regard to the formulation of some concepts related to the authoritarian type - as substitutive representation, drive object, narcissism, rationality, sadomasochism, paranoia, fetishism, uncanny, etc..
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-08-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.