• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Thèse de Doctorat
DOI
10.11606/T.8.2013.tde-16082013-103851
Document
Auteur
Nom complet
Fábio Rocha Teixeira
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Paulo, 2012
Directeur
Jury
Matos, Olgaria Chain Feres (Président)
Freitas, Jacira de
Lima, José Expedito Passos
Lucchesi, Marco Americo
Souza, Maria das Gracas de
Titre en portugais
Fim do ethos antigo e ocaso das ilusões: Giacomo Leopardi e a modernidade
Mots-clés en portugais
Barbárie
Ilusões
Modernização
Mundo antigo
Razão
Resumé en portugais
Esta Tese tem como tema a problemática do fim do antigo ethos e o ocaso das ilusões no mundo moderno com base na reflexão de Giacomo Leopardi (1798-1837) sobre os seus efeitos nefastos. Tal reflexão considera também a problemática da barbárie moderna e pressupõe, igualmente, as formas anteriores da barbárie: a primitiva e a medieval. Na presente investigação não se retorna à questão da ideia de uma filosofia leopardiana ou de uma proposta de sistema no seu interior, pois não se trata, quer da antiga querela de um Leopardi poeta ou filósofo quer de uma exposição pormenorizada acerca de uma filosofia em Leopardi. Nesta investigação adotam-se as seguintes hipóteses interpretativas: i) o Discorso sopra lo stato presente dei costumi deglitaliani, escrito em 1824, contribui para uma compreensão da análise leopardiana acerca do processo de modernização europeia; ii) o Discorso pressupõe uma nova mudança no desenvolvimento da obra leopardiana, da nova crise ocorrida no seu pensamento em 1824, seguida da nova concepção de natureza, não mais aquela amorosa, mas uma natura matrigna, responsável por todos os males e a infelicidade humana; iii) Leopardi aborda elementos fundamentais das mudanças ocorridas no ethos após o processo de modernização europeu com base em um diagnóstico da situação econômica, social, cultural e política italiana; iv) no seu diagnóstico sobre a modernização, ele indica um novo princípio de conservação da vida civil; v) a experiência da modernização, por causa da nova forma de racionalidade e de espiritualização das coisas e do homem, põe em risco a vitalidade humana e conduz a uma nova barbárie: barbárie da sociedade. Ao investigar a experiência filosófica italiana dos séculos XVIII e XIX, Leopardi destaca os rumos tomados pela racionalidade e os riscos identificados por ele de uma barbárie dos novos tempos. Ele denomina o século XIX como século de morte em virtude do desaparecimento da dimensão poética e das ilusões, tão necessárias à conservação da existência humana. Trata-se de uma critica aos novos fenômenos de banalização da vida no mundo moderno e de suas degenerescências: ruína das ilusões, vacuidade dos valores e risco da barbárie da sociedade.
Titre en anglais
The end of the ancient ethos, the twilight of illusions: Giacomo Leopardi and the modernity
Mots-clés en anglais
Ancient world
Barbarism
Illusions
Modernization
Reason
Resumé en anglais
The theme of this thesis is the end of the ancient ethos, the twilight of illusions in the modern world and its adverse effects based on the reflection of Giacomo Leopardi (1798-1837). Such reflection also considers the issue of modern barbarism and presupposes its earlier forms, namely, the primitive and medieval barbarism. This research does not investigate the idea of a Leopardi's philosophy nor the proposal of a system inside his philosophy. It does not approach the old quarrel over Leopardi as a poet or as philosopher, nor a detailed exposition of philosophy in Leopardi's work. This research adopts the following interpretative hypotheses: i) the Discorso sopra lo stato presente dei costumi deglitaliani, written in 1824, contributes to the understanding of the Leopardi's interpretation of the European modernization process; ii) the Discorso presupposes a new change in the development of Leopardi's work, because of the new crisis in his thought in 1824, followed by a new conception of nature, which is no longer a loving one, but a natura matrigna, responsible for all evil and human misery; iii) Leopardi addresses the main economic, social, cultural and political changes in the Italian ethos after the European modernization process; iv) His diagnosis of modernization indicates a new principle of the conservation of civil life; v) the experience of modernization endangers human vitality and leads to a new barbarism, because of the new rationality and spiritualization of objects and man, namely, the barbarism of society. Leopardi emphasizes the new forms of rationality and their risks, a new era of barbarism, in his investigation of the philosophical experience of the Italian Eighteenth and Nineteenth centuries. He calls the Nineteenth century the century of death because of the disappearance of the poetic dimension and of the illusions, that are so necessary for the preservation of human existence. This thesis focus a critique of the new phenomena of banalization of life in the modern world and its degeneracies, namely, the end of illusions, vacancy of values and the risk of the society barbarism.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2013-08-16
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
Centro de Informática de São Carlos
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2020. Tous droits réservés.