• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2014.tde-27062014-105015
Documento
Autor
Nome completo
Marcel Ronaldo Morelli de Meira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Fabbrini, Ricardo Nascimento (Presidente)
Barros, Luiz Antonio Recaman
Favaretto, Celso Fernando
Pallamin, Vera Maria
Santiago, Lilian Ramos
Título em português
A cultura dos novos museus: arquitetura e estética na contemporaneidade
Palavras-chave em português
Arquitetura
Cidade
Estética
Novos museus
Pósmodernidade
Resumo em português
Esse trabalho examina as formas que a arquitetura dos museus adquiriu a partir dos anos 1970, no contexto das mutações ocorridas na ordem cultural e econômica mundial. Iniciamos pela análise do Centro George Pompidou, em Paris (1977), dos arquitetos Renzo Piano e Richard Rogers, considerado o marco inaugural da dita cultura dos museus. Passamos, posteriormente, ao exame do Guggenheim Bilbao (1997), de Frank Gehry, tomando-o como sintoma da arquitetura icônica e midiática. Em seguida, mostramos que em razão do desaquecimento da economia real, resultante das sucessivas crises financeiras internacionais, houve uma reorientação da arquitetura dos museus, para formas menos espetaculares; como evidenciam a ampliação do Museu do Prado (2007), em Madri, de Rafael Moneo, e, o novo Louvre, em Lens (2012), na França, de Kazuyo Sejima e Ryue Nishizawa (SANAA). Essa nova tendência mundial, expressa no abandono da arquitetura icônica, caracteriza-se por formas mais parcimoniosas. Constatamos, ao final, a retração desta cultura dos museus, indiciada tanto na ênfase em edifícios mais austeros, quanto no protagonismo assumido pela cidade, nos últimos anos, em detrimento da forma arquitetônica.
Título em inglês
The culture of new museums: architecture and aesthetics in contemporaneity
Palavras-chave em inglês
Aesthetics
Architecture
City
New museums
Postmodernity
Resumo em inglês
This paper examines the shapes architecture acquired since 1970´s, in the context of changes that have occurred in the cultural and economic world order. We begin by analyzing the Georges Pompidou Centre in Paris (1977), by the architects Renzo Piano and Richard Rogers which is considered the inaugural landmark of the culture of museums. Then, we examine the Guggenheim Bilbao (1997), by Frank Gehry, taking it as a symptom of iconic architecture and media. Next, we show that due to the slowdown of the real economy, resulting from successive international financial crises, there was a reorientation of the architecture of museums to less spectacular shapes, as evidenced by the expansion of the Prado Museum (2007), in Madrid, Rafael Moneo, and the new Louvre in Lens (2012), in France, Kazuyo Sejima and Ryue of Nishizawa (SANAA). Such new global trend, expressed in the abandonment of iconic architecture, is characterized by more parsimonious shapes. We found, at the end, the retraction of this culture of museums, both indicted as in emphasis in more austere buildings, as in the role assumed by the city in recent years, at the expense of architectural form.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-06-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.