• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2017.tde-13032017-110139
Documento
Autor
Nome completo
Andrea de Moraes Cavalheiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Novaes, Sylvia Maria Caiuby (Presidente)
Kim, Joon Ho
Paula, Ana Rita de
Silva, César Augusto de Assis
Silva, Marcio Ferreira da
Título em português
Alma e corpo: um estudo sobre mente, sofrimento e deficiência
Palavras-chave em português
Corpo
Deficiência
Espírito humano
Mente
Simbólico
Sofrimento
Resumo em português
Esta tese é um estudo sobre a mente, a alma ou o espírito humano para entender o sofrimento. Entre as questões interdependentes estão o corpo, a materialidade e o simbólico. A deficiência é o objeto empírico de reflexão. Apontamos a mente enquanto: razão, em suas operações (filosófica, científica, prática e artística); desejos e sensações. Explicamos que o sofrimento e a felicidade são da ordem da mente. O sofrimento são condicionamentos mentais irracionais, que geram perturbações, ações e consequências equivalentes. São pedidos de inteleção. Descrevemos quatro deles: medo, desejo irracional, orgulho e carência. A felicidade é a ausência de sofrimento, uma mente em paz, obtida através da lapição de si. Explicamos que deficiência não é sofrimento. Detalhamos a razão científica em suas operações para definir o real, seja interno ou externo à mente (identificar indícios, dividir complexidades e fazer hipóteses e constatações). Para tanto, utilizamos comparações entre a medicina medieval e a moderna. Tratamos da materialidade, do corpo, da matéria orgânica viva, que também possui racionalidade. Explicamos o patológico, a anomalia e sua relação com a deficiência. Por fim, detalhamos o simbólico, o âmbito dos conteúdos mentais e seus compartilhamentos. Tratamos da distinção entre natureza e cultura e da criação do real. Mostramos operações do sofrimento na interação. Abordamos a explicação social da deficiência. Descrevemos conformações histórico-sociológicas que associam deficiência a: sofrimento e compaixão, abordando as Santas Casas de Misericórdia e escolas católicas para surdos e cegos; doença e anomalia, abordando a medicina moral, a degenerescência, a eugenia, o ensino dos anormais e a reabilitação; construção social, abordando os direitos humanos, o ativismo e a academia. Os principais interlocutores da tese são Descartes, Aristóteles, São Tomás de Aquino, Canguilhem, Lévi-Strauss e Geertz.
Título em inglês
Soul and body: a study about mind, suffering and disability
Palavras-chave em inglês
Body
Disability
Human spirit
Mind
Suffering
Symbolic
Resumo em inglês
This thesis is a study of the mind, the soul or human spirit to understand suffering. Among the related issues are the body, the materiality and the symbolic. Disability is the empirical object for this analysis. We understand the mind as: reason, in its operations (philosophical, scientific, artistic and practical); desires and sensations. We explain that suffering and happiness are in the order of the mind. The suffering are irrational mental conditionings, which generate disturbances, actions and similar consequences. They are requests for intellection. We describe: fear, irrational desire, pride and shame. We explain that disability is not suffering. We detail the scientific reason in its operations to set the real, whether internal or external to the mind (to identify trace elements, to part complexities and to make hypotheses and conclusions). Therefore, we use comparisons between medieval and modern medicine. We reflect upon the materiality, the body, the living organic matter, which also has rationality. We explain the pathological, the anomaly and its relation to disability. Finally, we detail the symbolic, the scope of mental contents and their shares. We deal with the distinction between nature and culture and the creation of reality. We show the suffering operations in the interaction. We analyse the social explanation of disability. We describe historical-sociological conformations that link disability to: suffering and compassion, addressing the catholic brotherhoods for charity and schools for the deaf and blind; disease and anomaly, addressing the moral medicine, degeneracy, eugenics, the teaching of abnormal and rehabilitation; social construction, addressing human rights, activism and academic. Our main theoretical support are Descartes, Aristotle, St. Thomas Aquinas, Canguilhem, Lévi-Strauss and Geertz.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-03-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.