• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2008.tde-14052008-151318
Documento
Autor
Nome completo
Leandro Mahalem de Lima
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Amoroso, Marta Rosa (Presidente)
Harris, Mark
Monteiro, John Manuel
Título em português
Rios Vermelhos: perspectivas e posições de sujeito em torno da noção de 'cabano' na Amazônia em meados de 1835
Palavras-chave em português
Antropologia Política
Cabanagem
Guerra
História Amazônica
História do Brasil
Período Regencial
Resumo em português
Esta pesquisa situa-se na interface entre os estudos antropológicos e historiográficos acerca da Amazônia brasileira, e pretende se utilizar de métodos e perspectivas de ambas as disciplinas. Seu objetivo é produzir uma interpretação sobre do complexo de eventos belicosos ocorridos em tal região em meados da década de 1830, que se convencionou denominar em sua totalidade como a cabanagem. Este estudo fundamenta-se em fontes primárias: documentação oficial, relatos de viajantes, literatura e análises da época, mapas históricos, entre outros. Com base em tais fontes e no pensamento sobre o tema pretende-se aqui, primeiramente, demonstrar que a noção de cabano, que posteriormente passou a caracterizar a totalidade das disputas e a perspectiva dos rebeldes, era operante no período. Assim, o primeiro esforço da pesquisa é situar tal noção em seus sentidos e usos na própria época. Defende-se aqui que o cabano não parte de um ou múltiplos coletivos de agentes autoidentificados como tais, mas sim de seus próprios contrários e antagonistas, autoidentificados como legalistas, que se consideravam a si mesmos os representantes dos homens de bem, da civilização e da humanidade. Cabano, em seu uso na época, era uma expressão pejorativa, forjada para caracterizar a unidade dos contrários da legalidade, passíveis de serem legitimamente exterminados, capturados para trabalhos forçados, ou expulsos de suas próprias terras. Deste modo, o primeiro objetivo deste trabalho é descrever e detalhar a produção de tal estratégia dirigida contra todos aqueles que estavam fora do pacto da legalidade, no território amazônico. E o segundo, é tentar situar e discorrer sobre quem eram, como se auto-identificavam e o que pretendiam os ditos cabanos, neste amplo complexo de confrontações armadas que abrangeu toda a Amazônia brasileira da época.
Título em inglês
Red Rivers: the complex of warlike events occurred in the Brazilian Amazon over the years 1830, which are conventionally designated in its totality as the cabanagem
Palavras-chave em inglês
Amazonian History
Brazilian History
Cabanagem
Political Anthropology
Regencial Period
War
Resumo em inglês
This research stands on the interface between the anthropological and the historical studies about the Brazilian Amazon, and intends to utilize methods and perspectives of both disciplines. Its ultimate aim is to produce an interpretation about the complex of warlike events occurred in this region over the years 1830, which are conventionally designated in its totality as the cabanagem. This study is based on primary records: official documentation, travelers' accounts, literature and analyses of the epoch, historical maps, among others. Based in such sources, and on the recent studies about the theme, the goal here is to demonstrate that the notion of cabano, which latter turned to characterize the totality of the conflicts and the perspective of the rebels, was operant in the epoch. So, the first effort of this research is to situate the notion (its senses and usages) in the proper epoch. It is defended here that the cabano does not come from one or multiple collectives of agents autoidentified as such, but from their on contraries and enemies, auto-identified as legalistas, which considered their own selves as the true representatives of the good man, the civilization and the humanity. The cabano, in its usage in the epoch, was a derogatory expression, forged to characterize the unity of the contraries of the legalidade, which could all be lawfully exterminated, captured for forced labor, or expelled from their own lands. Therefore, the first objective of this piece of work is to describe and to detail this strategy droved against all the ones who were out of the pact of the legalistas, in the Amazonian territory. The second one is an attempt to situate who were the so called cabanos, which were their autoidentifications and what were their intentions, in this complex of armed confrontations which comprised all the territory of the Brazilian Amazon of the epoch.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-06-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.