• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2013.tde-08082013-102213
Documento
Autor
Nome completo
José Camilo Ramos de Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Almeida, Regina Araujo de (Presidente)
Furlan, Sueli Angelo
Nogueira, Amelia Regina Batista
Oliveira, Livia de
Queiroz Filho, Alfredo Pereira de
Título em português
A geografia nas escolas das comunidades ribeirinhas de Parintins: entre o currículo, o cotidiano e os saberes tradicionais
Palavras-chave em português
Amazônia
Currículo
Ensino
Geografia
Saber tradicional
Resumo em português
O estudo da Geografia nas escolas das comunidades ribeirinhas amazônicas permite leitura da complexidade do ambiente de várzea, terra firme e das relações socioeducativas, socioculturais e socioambientais, no sentido de perceber o mundo vivido por cada sujeito aprendente a partir da relação currículo-cotidiano-saberes tradicionais ou historicamente construídos, com a finalidade de exponenciar o mundo local, regional, nacional e global para que todos possam compreendê-lo e se posicionar como cidadãos e leitores críticos da realidade sistêmica que os envolve. Esta tese procura, através de seu objetivo geral, compreender a articulação entre o currículo, o cotidiano e os saberes tradicionais preexistentes na história de vida dos estudantes que frequentam as escolas ribeirinhas do município de Parintins, evidenciando os tipos de efeitos que geram nos seus matizes e nas suas representações sociais, culturais e históricas do lugar. Para adentrar no universo ribeirinho do município de Parintins foi necessário ter um olhar multirreferencial, alicerçado na fenomenologia; a navegação pelos trajetos da pesquisa permitiu desvendar parte das comunidades ribeirinhas de Parintins, quando se procura conhecer cada lugar para perceber a geografia existente e assim poder justificar, objetivar, problematizar e estabelecer hipótese, dentro de uma indefinição definida do lugar e do objeto da pesquisa. Neste percurso vivido, despontou as construções de saberes e o lugar de vida nas relações culturais, quando os saberes do passado vivenciados nos ensinamentos do presente fazem a Amazônia se destacar como um lugar de múltiplas construções de vida amazônica a partir da vida do ribeirinho, na qual construiu o seu lugar de vida, seja na terra firme e várzea. Ao ancorar na escola da água, da terra e floresta em Parintins, visualizou-se a Escola, currículo e ensino de Geografia na Comunidade de Menino Deus Itaboraí do Meio (várzea) e Santa Maria Vila Amazônia (terra firme), onde o ensino está ligado diretamente a uma proposta curricular de visão urbana, na qual não se permite uma leitura da geografia existente em cada comunidade ou lugar de vida, onde o ensino seriado ou multisseriado tornam águas turvas no conhecimento, conduzindo a uma aprendizagem conturbada e sem perspectiva de novas propostas para a escola de várzea ou de terra firme de Parintins. Nesta perspectiva aprofundou-se o olhar para perceber a geografia e cartografia nas escolas das comunidades ribeirinhas de Parintins a partir de cada resposta ou desenho realizado pelos estudantes em confronto com a geografia existente nos livros didáticos, utilizado como fim e não como meio, mas como recurso didático que emerge de quem o utiliza. Então, entre o risco e o rabisco do estudante, passa-se a ter uma visão da realidade de cada aprendente, considerando que o saber tradicional nas comunidades ribeirinhas de Parintins são possibilidades didáticas para ensinar e aprender Geografia. Percebe-se a necessidade de discussões coletivas para se tentar construir um currículo multicultural que oportunize o fortalecimento do sentimento de pertencimento do estudante da escola de várzea e terra firme a partir da importância do lugar vivido como lugar de vida.
Título em inglês
Geography in schools of riverside communities in the city of Parintins: between the curriculum, daily life and traditional knowledge
Palavras-chave em inglês
Amazon
Curriculum
Geography
Teaching
Traditional knowledge
Resumo em inglês
The study of Geography in schools of Amazonian riverside communities allows us to read the complexity of the floodplain and upland environments and the socio-educational, sociocultural and social-environmental relations, leading to the perception of the world lived by each individual learner, from the relation between curriculum-daily life-traditional or historically constructed knowledge, with the purpose of highlighting the local, regional, national and global world, so that everyone can understand it and position themselves as citizens and critical readers of the systemic reality that surrounds them. This thesis seeks, through its general objective, to understand the articulation between the curriculum, daily life and traditional knowledge existing in the life stories of students who attend riverside schools in the city of Parintins, showing the kinds of effects that are generated in nuances and in the social, cultural and historical representations of the place. To enter the riverside universe of the city of Parintins, it was necessary to have a multi referential look, grounded in phenomenology; by navigating the routes of the research, part of the riverside communities of Parintins were unraveled, while we tried to get to know each of the places to identify the existing geography and then be able to justify, objectify, discuss and establish a hypothesis, within a definite vagueness of the place and object of research. In this experienced course, constructions of knowledge were revealed as well as the place of living in cultural relations, when knowledge from the past, experienced in the teachings of today, make the Amazon stand out as a place of multiple constructions of Amazonian life, starting from the riverside life, where they built their place of living, whether in upland or floodplain. When anchoring in the school of water, land and forest in Parintins, we could visualize the school, curriculum and teaching of geography in Menino Deus community-Itaboraí do Meio (floodplain) and Santa Maria Vila Amazônia (upland), where teaching is directly linked to a curriculum proposal based on a perspective from the city, which does not allow us to explore the geography in each community or place of living, where single-grade or multi-grade teaching become turbid waters, leading to troubled learning with no prospect of new proposals for floodplain or upland schools in Parintins. In this perspective, a closer look was given in order to perceive the Geography and Cartography in schools in the riverside communities of Parintins based on each answer or drawing done by students, in comparison to the existing Geography content in textbooks, used as an end and not as a means, but being the only teaching tool, to emerge of those using it. So, among students cartographic scratches, we could view the reality of each learner, considering that the traditional knowledge in riverside communities of Parintins is a didactic possibility for teaching and learning Geography. It is observed the need for collective discussions to try to build a multicultural curriculum that encourages the strengthening of the feeling of belonging by students from floodplain and upland schools, based on the importance of the inhabited place as a place of living.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-08-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.